Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16061
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A hanseníase e a política de saúde em Uberlândia
metadata.dc.creator: Dorneles, Marcia Mattos
metadata.dc.contributor.advisor1: Ramires, Julio Cesar de Lima
metadata.dc.contributor.referee1: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee2: Chaveiro, Eguimar Felício
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar os índices de prevalência e detecção da hanseníase que fazem de Minas Gerais um espaço de reprodução dessa doença, em áreas com expressivo desenvolvimento econômico como Uberlândia. Foi necessário rever a construção social e os estigmas criados em torno da hanseníase em uma perspectiva histórica, assim como a produção e reprodução social da mesma em Minas Gerais, especificamente em Uberlândia, enquanto problema de saúde pública, identificando os impasses e as perspectivas para a eliminação da doença. Foram adotados os seguintes procedimentos metodológicos: levantamento de dados junto à Secretaria Municipal de Saúde, às Secretarias Estaduais de Saúde, ao Banco de Dados do DATASUS, OPS (Organização Pan-americana de Saúde); extensa leitura de documentos relativos à Política de Eliminação da Hanseníase Brasil/Minas Gerais/Uberlândia, assim como da história da hanseníase, remontando às referências bíblicas. Para a consolidação das informações no contexto local (Uberlândia), realizaram-se entrevistas com a Coordenadora do Programa de Hanseníase do município, com a Assistente Social da Unidade Básica do Bairro Lagoinha e moradores do mesmo bairro, sempre procurando a conexão entre construção do espaço e percepção da doença. A execução do trabalho de pesquisa proporcionou a certeza de que lidar com assunto tão vasto, que considera não apenas aspectos estatísticos, mas também a vida das pessoas e as políticas públicas, não pode ser delimitado em conceitos e definições de fácil manipulação, visto referir-se a locais privilegiados no cenário nacional, o estado de Minas Gerais e a cidade de Uberlândia, onde contradições e situações de pobreza convivem com a oferta de serviços de saúde de boa qualidade, se comparados ao contexto nacional. Dessa forma, a contribuição desse trabalho consiste em propiciar um momento de reflexão a cerca das questões socioespaciais, históricas e políticas que envolvem a hanseníase.
Abstract: This present work aims to analyze the numbers of prevailing and detection of leprosy that make Minas Gerais an area of reproduction of this disease, in areas with notorious economic development such as Uberlandia. It was necessary to review the social construction and the stigmas created around leprosy with an historical perspective, as well as the social production and reproduction of it in Minas Gerais, specifically in Uberlandia, whilst as a public health issue, identifying the impasses and perspectives for the elimination of the disease. It was adopted the following methodological approach: data gathering from the Health Bureau of Uberlandia, Health Bureau of Minas Gerais, DATASUS database and OPS (Pan-American Health Organization); large research on documents related to the Policy of Extermination of Leprosy in Brasil/Minas Gerais/Uberlândia, as well as the history of leprosy, moving back to biblical references. For the consolidation of information in the local context (Uberlândia), interviews were made with the coordinator of the Leprosy Elimination Program of Uberlandia, with the Social Assistant of the Lagoinha neighborhood Basic Health Unit and people of the same neighborhood, always searching for the connection between space construction and the disease perception. The execution of the research provided the conviction that dealing with such a wide subject, which considers not only statistical features, but also people s life and public policies, cannot be delimited by easily manipulated concepts and definitions, when referring to privileged places nationally speaking, the state of Minas Gerais and the city of Uberlândia, where contradictions and poverty situations live with wide offer of good health-care services, if compared to the whole national context. This way, the contribution of this work consists on providing a moment of reflection about the socialspatial, historical and political questions that involve leprosy.
Keywords: Hanseníase
Políticas públicas de saúde
Uberlândia
Leprosy
Public health policies
Geografia - Saúde - Uberlândia (MG)
Hanseníase - Uberlândia (MG)
Políticas públicas - Uberlândia (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: DORNELES, Marcia Mattos. A hanseníase e a política de saúde em Uberlândia. 2005. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16061
Issue Date: 23-Nov-2005
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MMDornelesDISSPRT.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.