Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16035
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Aqui estou, aqui faço o meu lugar: um estudo sobre percepções e manejo do ambiente entre camponeses, na comunidade de Barra do Pacuí, município de Ibiá MG
metadata.dc.creator: Santos, Rodrigo Herles dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Brandão, Carlos Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee1: Rodrigues, Luciene
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, Samuel do Carmo
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo foi desenvolvido na região do médio São Francisco, no município Ibiaí, Norte de Minas Gerais, tendo como loco empírico , a comunidade camponesa de Barra do Pacuí. Conduzi à abordagem para investigar como por meio de sua inserção no mundo rural, os camponeses desta comunidade, percebem, sentem, representam e atuam sobre o meio ambiente em que vivem e trabalham. Para tanto, construí um arcabouço metodológico utilizando procedimentos e instrumentos de coleta de dados que me aproximaram o máximo possível de uma abordagem qualitativa, trabalhando na perspectiva da prática de observação participante do cotidiano dos moradores, das suas relações de trabalho, enfim, do modo-devida dos camponeses de Barra do Pacuí. Foram realizados, um recenseamento comunitário, entrevistas livres e levantamentos visuais dos fatos observados pertinentes ao tema, além da confecção de mapa de localização, desenhos, diagramas e croquis da área de estudo. Do ponto do vista teórico versei sobre conceitos acerca da questão ambiental, da relação meio-ambiente e espaço e, da constituição simbólica e econômica das comunidades tradicionais. Foram abordadas ainda questões relativas à influência técnico-científica na configuração do espaço geográfico atual e as suas repercussões no mundo rural brasileiro, inclusive no Norte de Minas Gerais. Chamo atenção para a interlocução com João Guimarães, o qual utilizei para constituir entre gentes, cenas e cenários, o espaço do sertão e as transformações que a região vem passando em decorrência das ações de políticas do Estado a partir da década de 1970, especialmente a ação da SUDENE. Finalmente conduzi uma análise etnográfica da comunidade, a qual permitiu a caracterização do seu modo-de-vida e das formas manejo do ambiente local. Destacando principalmente aspectos de sua Geografia interna e de como, em termos da produção econômica camponesa, foi estabelecido nos usos comunitário do território um sistema de policultura, incluindo a atividade pesqueira, para extrair os mínimos vitais que garantem a sua reprodução política, econômica e simbólica.
Abstract: The present research was developed in São Francisco middle region, in the city of Ibiaí, north of Minas gerais, having as locos empírico the peasant community of Barra do Pacuí. The approach was conducted to investigate how, by being included in the rural world, the peasant of this community can realize, feel, represent and act about the environment in whitch they live and work. To reach this objective, I made an methodological base using procedures and instruments for data collection that brought me as close as I could of a qualitative approach, working in the participative observation practical perspective about the residents daily life, their work relations, or better saying, the Barra do Pacuí peasants way of life. Were made, a communitarian census, free interviews and visual appointments of the observed facts, besides a location map confection, drawing, diagrams and croqui of the studied area. In the theoretical point of view, I treated concepts about the environmental question, the relationship environment and space and, the symbolical and economical constitution of the traditional communities. There were also included issues relating to technical and scientific influence in current geographical space configuration and their repercussion in the rural brazilian world, including the north of Minas Gerais. I call attention to the interlocution with João Guimarães, who was used to constitute between people, scenes and scenarios, the space of the sertão and the transformations that the region has been passing by in consequence of the State political actions since the decade of 1970, specially SUDENE s action. Finally I did an community ethnographical analysis, that allowed me characterize their way of life and ways of handling local environment. Detaching, internal geographical aspects and how, on terms of the peasant economical production, was established in the common uses of the territory a policultura system, including fishing activity, to extract the minimos vitais that can guaranty their political, economical and cultural reproduction.
Keywords: Natureza
Cultura
Campesinato
Manejo do ambiente
Tradição
Nature
Culture
Peasant
Environmental handling
Tradition
Geografia agrícola - Minas Gerais
Meio ambiente
Antropologia social
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: SANTOS, Rodrigo Herles dos. Aqui estou, aqui faço o meu lugar: um estudo sobre percepções e manejo do ambiente entre camponeses, na comunidade de Barra do Pacuí, município de Ibiá MG. 2008. 167 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16035
Issue Date: 26-Jun-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rodrigo Herles.pdf7.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.