Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16032
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A reprodução do lugar e o desafio de permanência nos lotes da reforma agrária : Assentamento Divisa - Ituiutaba-MG
metadata.dc.creator: Cruz, Nelson Ney Dantas
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Rosselvelt José
metadata.dc.contributor.referee1: Abdala, Mônica Chaves
metadata.dc.contributor.referee2: Mendonça, Marcelo Rodrigues
metadata.dc.description.resumo: O trabalho que se segue aborda o contexto cultural, político, econômico e social do assentamento de Reforma Agrária Divisa. Mais especificamente, analisa os modos de vida, a produção e reprodução do lugar e o espaço comunitário dos sujeitos moradores desse assentamento. A comercialização de posses de lotes foi um dos motivos que nortearam a realização da pesquisa, pois, no nosso entendimento, tal situação constitui-se como um problema para a Reforma Agrária. As preocupações em compreender o porquê da venda de lotes direcionaram os estudos para as particularidades que se fazem presentes no espaço vivido. A estratégia foi analisar a realidade das práticas sociais dos produtores familiares, por meio de suas falas, de modo que pudéssemos conhecer suas trajetórias de vida, suas conquistas enquanto assentados ou compradores de lotes. Sendo assim, ampliamos o nosso conhecimento teórico acerca do trabalho de campo em Geografia, analisando, a partir de obras geográficas, sociológicas, antropológicas e historiográficas, o método descritivo e a história oral. Ao conhecermos sobre o cotidiano dos entrevistados, percebemos que os ciclos da natureza são importantes para o processo produtivo na agricultura. As festas, o lazer, o trabalho individual e o coletivo constituem o cotidiano, sendo este estruturado, sobretudo, pelo trabalho. Nesse sentido, as relações coletivas por afinidades se tornam importantes para reprodução e estruturação do cotidiano. Dessa maneira, ao analisar os modos de vida, compreendemos que existem divergências significativas que impedem a produção de um espaço social coletivo único, em torno das atividades produtivas. Algumas famílias possuem saberes e habilidades a respeito da produção agrícola, pois, em suas trajetórias de vida, adquiriram conhecimentos a partir de diversas experiências vividas no espaço rural. Outras famílias não viveram experiências no rural e possuem origem urbana. Estas têm dificuldades em trabalhar, produzir e obter renda a partir dos usos do lote. Dessa forma, o lugar é produzido e reproduzido pelos conflitos, entendimentos e desentendimentos entre famílias moradoras do assentamento. A reprodução da vida, por meio dos usos e apropriações dos lotes, torna-se um desafio, já que a produção do lugar é conflituosa, permeada por conquistas, negociações frustradas e por fracassos na produção e nas organizações coletivas. É dessa maneira que a realidade dos assentamentos vai sendo produzida e reproduzida. Algumas famílias abandonam o sonho de possuir uma propriedade de terras, pois diante das dificuldades de geração de renda, de obtenção de assistência técnica e política do Governo, de se relacionar coletivamente, produzir a comunidade e de obter ganhos financeiros pela venda de sua conquista, optam em comercializar a posse do lote. Nessa trajetória, as redes de sociabilidade surgidas pelo relacionamento coletivo das famílias que permanecem morando no assentamento vai sendo construída e modificada pela vinda de novas famílias. Analisando essa situação, entendemos que a venda de posses de lotes tem, como causa, um conjunto de fatores que surgem no espaço vivido e se relacionam a desencontros presentes no interior do espaço comunitário e nas relações sociais extra-comunitárias que o coletivo estabelece.
Abstract: The work that if follows approaches the context, politician, economic and social cultural of the nesting of the Divided Agrarian Reformation. More specifically, it analyzes the ways of life, the production and reproduction of the place and the communitarian space of the living citizens of this nesting. The commercialization of ownerships of lots was one of the reasons that had guided the accomplishment of the research, therefore, in our agreement, such situation consists as a problem for the Agrarian Reformation. The concerns in understanding the reason of the sales of lots had directed the studies for the particularitities that if make gifts in the lived space. The strategy was to analyze the reality of practical the social ones of the familiar producers, by means of its speaks, in way that we could know its trajectories of life, its seated or buying conquests while of lots. Being thus, we extend our theoretical knowledge concerning the work of field in Geography, analyzing, from geographic, sociological, anthropological and historiograficas workmanships, the descriptive method and verbal history. When knowing on the daily one of the interviewed ones, we perceive that the cycles of the nature are important for the productive process in agriculture. The parties, the leisure, the individual work and the collective one constitute the daily one, being this structuralized, over all, for the work. In this direction, the collective relations for affinities if become important for reproduction and structure of the daily one. In this way, when analyzing the life ways, we understand that significant divergences that hinder the production of an only collective social space, around the productive activities exist. Some families possess to know and abilities regarding the agricultural production, therefore, in its trajectories of life, had acquired knowledge from diverse experiences lived in the agricultural space. Other families had not lived experiences in the agricultural one and possess urban origin. These have difficulties in working, producing and to get income from the uses of the lot. Of this form, the place is produced and reproduced by the conflicts, agreements and misunderstandings between living families of the nesting. The reproduction of the life, by means of the uses and appropriations of the lots, becomes a challenge, since the production of the place is conflict, permeate for frustrate conquests, negotiations and for failures in the production and the collective organizations. It is in this way that the reality nestings goes them being produced and reproduced. Some families abandon the dream to possess a land property, therefore ahead of the difficulties of generation of producing, income, relating collectively if politics and technique attainment of assistance of the Government, the community and getting financial profits for the sales of its conquest, they opt in commercializing the ownership of the lot. In this trajectory, the nets of sociability appeared by the collective relationship of the families who remain liveing in the nesting go being constructed and modified for the coming of new families. Analyzing this situation, we understand that the sales of ownerships of lots have, as cause, a set of factors that appear in the lived space and if they relate the failures in meeting gifts in the interior of the communitarian space and in the extra-communitarian social relations that the collective one establishes.
Keywords: Reforma agrária (Ituiutaba - MG)
Modos de vida
Lugar
Redes sociais
Comunidade
Agrarian reform
Life ways
Place
Nets
Community
Geografia rural
Assentamentos rurais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: CRUZ, Nelson Ney Dantas. A reprodução do lugar e o desafio de permanência nos lotes da reforma agrária : Assentamento Divisa - Ituiutaba-MG. 2008. 279 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16032
Issue Date: 29-May-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ReproducaoLugarDesafio.pdf3.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.