Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16007
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Uma geofilosofia do cotidiano e dos lugares: modernidade e representações no (e do) trem de passageiros na região do Triângulo Mineiro
metadata.dc.creator: Fernandes, Paulo Irineu Barreto
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Rosselvelt José
metadata.dc.contributor.referee1: Rodrigues, Jean Carlos
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Vicente de Paulo da
metadata.dc.contributor.referee3: Almeida Júnior, José Benedito de
metadata.dc.contributor.referee4: Silva, Arlete Mendes
metadata.dc.description.resumo: Nesta tese, propõe-se uma introdução à geofilosofia, entendida como uma filosofia da relação entre o sujeito, o lugar e o cotidiano, no contexto da modernidade. A princípio, são apresentados os entendimentos a partir dos quais os pesquisadores lidam com o termo geofilosofia , para então ser introduzida a concepção da palavra que interessa a esta pesquisa, bem como a sua fundamentação teórico-metodológica. No seu aspecto prático, a pesquisa investiga um fenômeno em particular: o período em que a região do Triângulo Mineiro contou com o trem de ferro de passageiros, que operou na região durante o período de um pouco mais de um século (1889 a 1997). Por ocasião de sua instalação, o trem de ferro alterou a paisagem e os lugares, modificando velhas relações de convivência e possibilitando o surgimento de novas relações e de um novo modo de vida que, com o passar do tempo, e não sem contradições, deixou de ser novo e estranho, para ser incorporado ao dia-a-dia da região. Um aspecto específico deste processo interessa especialmente, a saber: passado um século desde a sua instalação, o trem de ferro de passageiros deixou a região. O objetivo é discorrer sobre as representações e repercussões objetivas e subjetivas da interrupção do transporte de passageiros em linhas férreas nas localidades da região do Triângulo Mineiro. As inferências encontradas, a partir da consulta a documentos, textos e diálogos com pessoas que viveram o cotidiano do trem de ferro na região, revelam que há uma dívida, nem sempre reconhecida, das localidades estudadas para com o trem de ferro de passageiros e para com as pessoas que fizeram parte do seu cotidiano. Faz-se presente neste trabalho, também, uma abordagem global da relação entre o sujeito, o lugar e o mundo. Conclui-se que o mundo globalizado sufoca o lugar e a pessoa humana e, ao mesmo tempo e dialeticamente, oprime a pessoa e, por isso, também sufoca o lugar. No entanto, evidencia-se que, por mais totalizadora que seja, a modernidade não consegue ser absoluta e sempre deixa um lugar para o resíduo. Essa é uma das faces da modernidade, que a geofilosofia, neste estudo, enumera.
Abstract: In this thesis, we propose an introduction to geophilosophy, understood as a philosophy of relationship between the subject, the place and the everyday life in the context of modernity. At first the understandings are presented from which the researchers deal with the term geophilosophy , to then be introduced the concept of the word that matters to this research, as well as its theoretical and methodological foundation. In its practical aspect, the research investigates a particular phenomenon: the period in which the region of the Triângulo Mineiro had the railroad passenger train, which circulated in the region during the period of a little more than a century (1889-1997). On the occasion of his installation, the railroad train changed the landscape and places, changing old living relations and enabling the emergence of new relations and a new way of life that, over time, and not without contradictions is no longer new and strange, to be incorporated into the day-to-day. A specific aspect of this process is of particular interest, namely: after a century since its installation, the railroad train passengers left the region. The goal is to discuss the representations and objective and subjective impact of passenger transport disruption on railway lines in the localities of the Triângulo Mineiro region. Inferences found, from the consultation to documents, texts and dialogues with people who lived through the railroad train of everyday life in the region, reveal that there is a debt, not always recognized, the locations studied towards the passenger railroad train and with people who were part of their daily lives. Is present in this work is also a global approach to the relationship between the subject, the place and the world. We conclude that the globalized world suffocates the place and the human person and at the same time and dialectically, overwhelms the person and therefore also stifles the place. However, it is clear that, however totalizing it is, modernity cannot be absolute and always leaves a place to the residue. This is one of the faces of modernity, that the geophilosophy, in this study, lists.
Keywords: Geofilosofia
Geografia cultural
Cotidiano
Região
Lugar
Modernidade
Representação
Trem de ferro
Geophilosophy
Cultural geography
Everyday Life
Region
Place
Modernity
Representation
Railroad train
Geografia - Filosofia
Transporte ferroviário - Triângulo Mineiro (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: FERNANDES, Paulo Irineu Barreto. Uma geofilosofia do cotidiano e dos lugares: modernidade e representações no (e do) trem de passageiros na região do Triângulo Mineiro. 2015. 351 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16007
Issue Date: 7-Jul-2015
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GeofilosofiaCotidianoLugares.pdf4.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.