Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15983
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Enem e ensino de geografia: o entendimento dos professores e gestores da rede pública estadual, em relação ao Exame Nacional do Ensino Médio e a melhoria da educação básica
metadata.dc.creator: Marçal, Maria da Penha Vieira
metadata.dc.contributor.advisor1: Vlach, Vânia Rubia Farias
metadata.dc.contributor.referee1: Buitoni, Marisia Margarida Santiago
metadata.dc.contributor.referee2: Gaudio, Rogata Soares Del
metadata.dc.contributor.referee3: Sampaio, Adriany de ávila Melo
metadata.dc.contributor.referee4: Puentes, Roberto Valdés
metadata.dc.description.resumo: Esta Tese apresenta os resultados de um estudo que tem como objeto de pesquisa o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e suas repercussões no ensino de Geografia e nas escolas da rede pública estadual mineira. O objetivo principal desta investigação é verificar o entendimento dos professores de Geografia e dos gestores das escolas de ensino médio de Patos de Minas sobre o Enem, para averiguar se esse exame, como política pública de avaliação, está repercutindo na (re)organização das escolas e nas práticas pedagógicas dos professores. A metodologia utilizada para a obtenção dos dados é do tipo descritiva, com abordagem quanti-qualitativa. As técnicas de coleta de dados foram uma entrevista semiestruturada aplicada aos gestores e um questionário aplicado, de forma censitária, aos professores de Geografia. Na abordagem quantitativa, os dados apurados no questionário são apresentados em tabelas de frequências e porcentagens. Para correlacionar as frequências das variáveis, foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman. Na abordagem qualitativa, valemo-nos da análise de conteúdo, como meio de reinterpretar as mensagens dos gestores a fim de atingir uma compreensão de seus significados em um nível que vai além de uma interpretação comum. Os resultados obtidos revelam que, de alguma forma, há influências desse exame nas escolas de modo geral, bem como algumas iniciativas dos professores de Geografia para mudarem as estratégias de ensino. Porém, essas estratégias acontecem de forma superficial, mais no sentido de preparar os alunos para a prova do Enem em seu papel de vestibular nacional. O Enem não é visto, ainda, pela maioria dos docentes e gestores, como uma forma de promover a melhoria do ensino-aprendizagem para o aluno da rede pública de ensino. O exame se apresenta como um regulador da ação docente, circunscrito ao modelo de avaliação, e menos em relação ao currículo e às práticas pedagógicas propriamente. A pesquisa revelou que os gestores das escolas de ensino médio e os professores de Geografia reconhecem a importância do Enem como avaliação externa, embora demonstrem pouco conhecimento dessa política, no tocante à análise dos resultados, como instrumento que pode agregar valor às ações que visam à melhoria da educação básica. Concluímos que o Enem é uma política de avaliação que traduz os princípios da reforma educacional do ensino médio no Brasil, configurando-se como um mecanismo que se entrelaça ao processo de ensino-aprendizagem e interfere nele em diversas situações, acarretando consequências para as escolas, professores e alunos. Esta Tese pode, pois, contribuir para reflexões sobre as políticas públicas de avaliação, principalmente o Enem, levando-se em consideração a importância social que o exame assumiu a partir de suas múltiplas funções, especialmente o ProUni e o SISU.
Abstract: This work presents the results of a study that has as its object of research the High School National Exam (Enem) and its impact on teaching Geography in public schools of Minas Gerais. The main objective of this research is to verify the understanding of Geography teachers and high schools administrators of Patos de Minas about Enem, in order to see if this exam, as a public policy evaluation, is reverberating on the (re)organization of schools, and on the pedagogical practices of teachers as well. The methodology used to obtain the data is descriptive, with quantitative and qualitative approach. The data collection techniques were the semistructured interview applied to the administrators and a questionnaire applied in a census form to the Geography teachers. In the quantitative approach the findings of the questionnaire are presented in frequency tables and percentages. To correlate the variables frequencies the Spearman correlation coefficient was used. In the qualitative approach, we have conducted the content analysis as a means of reinterpreting the messages of the administrators in order to achieve an understanding of their meanings at a level that goes beyond a common interpretation. The results reveal that, somehow, there are influences of that exam on schools as well as on some of the initiatives of the Geography teachers so they can change teaching strategies. However, these strategies happen superficially in order to prepare students for the Enem test in its role as national entrance exam. Enem is not yet seen by most teachers and administrators, as a way to promote the improvement of teaching and learning for students of public schools. The exam is presented as a regulator of the teaching activity, confined to the evaluation model, with a slight relation with the curriculum and pedagogical practices. The survey revealed that the administrators of high schools and Geography teachers recognize the importance of Enem as an external evaluation, although they demonstrate little knowledge of this policy regarding the analysis of the results as a tool that can add value to actions aimed at improving basic education. We conclude that Enem is an evaluation policy that reflects the principles of the educational reform of secondary education in Brazil, configured as a mechanism that intertwines the teaching-learning process and interferes in various situations, resulting in consequences for schools teachers and students. This work can therefore contribute to reflections on public policies of evaluation, especially Enem, taking into account the social importance that the examination took over its multiple functions, especially ProUni and SISU.
Keywords: Enem
Políticas públicas
Ensino de Geografia
Ensino Médio
Prática pedagógica
Public policies
Teaching Geography
High School
Pedagogical practice
Geografia Estudo e ensino
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: MARÇAL, Maria da Penha Vieira. Enem e ensino de geografia: o entendimento dos professores e gestores da rede pública estadual, em relação ao Exame Nacional do Ensino Médio e a melhoria da educação básica. 2014. 227 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15983
Issue Date: 25-Apr-2014
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EnemEnsinoGeografia.pdf3.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.