Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15979
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Imagens e estereótipos do Brasil nos livros didáticos franceses
metadata.dc.creator: Ulhôa, Leonardo Moreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Vlach, Vânia Rubia Farias
metadata.dc.contributor.referee1: Buitoni, Marisia Margarida Santiago
metadata.dc.contributor.referee2: Pereira, Doralice Barros
metadata.dc.contributor.referee3: Sampaio, Adriany de ávila Melo
metadata.dc.contributor.referee4: Ribeiro, Betania de Oliveira Laterza
metadata.dc.description.resumo: Os livros didáticos franceses, em específico, os de Geografia, são recursos didáticos que orientam as práticas de ensino e contribuem, substancialmente, com o entendimento da organização do espaço geográfico a partir da visualização de diferentes paisagens do mundo. As imagens fotográficas, nesse contexto, são os documentos primordiais de sua iconografia. Assim, analisamo-las, nesse trabalho, a partir dos estereótipos que veiculam sobre a realidade brasileira. A pesquisa remete, portanto, a uma discussão epistemológica sobre a noção de imagem, articulada a um referente externo, a realidade. Sob esta ótica, questionamos se as imagens representam um reflexo fiel da realidade brasileira, uma vez que podem ser compreendidas, simultaneamente, como presença e sucedâneo de algo que se encontra distante do leitor. Em outras palavras, avaliamos os limites da imagem como mediadora entre o mundo real e a possível leitura da mesma pelos alunos que a utilizam. Não é, pois, intenção criar um dualismo de hierarquização entre imagens verdadeiras e imagens falsas, mas compreendê-las a partir das intencionalidades pessoais dos autores que, em parceria com os editores, definem a escolha das ilustrações e das maneiras particularizadas de ver, mostrar e ocultar o mundo. Interrogamos, assim, as suas adequações e/ou inadequações em relação à realidade brasileira. Para isso, utilizamos o método da Fenomenologia para análise das imagens fotográficas do Brasil nos manuais escolares da França, publicados no período de 1996 a 2011. Paralelamente, elaboramos um quadro que nos permitiu descrever e, em seguida, examinar os elementos considerados mais relevantes na construção de cada imagem do Brasil. Tais procedimentos permitiram constatar que os temas de ensino que abordam a realidade brasileira, associados às subjetividades dos autores dos livros didáticos, reverberam em seu posicionamento iconográfico. Isso significa que a escolha do formato da imagem, em associação com o conteúdo geográfico, pressupõe uma estratégia para orientar as diferentes significações sobre o Brasil nos livros didáticos franceses. Desse modo, traçamos os principais enquadramentos aplicados na iconografia dos manuais escolares desse país para apresentação e/ou encenação do território brasileiro. Verificamos que a imagem, no entanto, não é obtida espontaneamente; ela deve ser entendida como uma elaboração da realidade, não é a realidade em si mesma. Entendemos, por fim, que a maneira como uma considerável parte das imagens brasileiras é retratada, representada e repetida, pelo menos desde a década de 1990, parece contribuir para solidificar e nutrir uma ideia unilateral sobre o conhecimento do Brasil. Isso remete, sem dúvida, a uma imagem-modelo preconizada que se insere, muitas vezes, em um contexto de negatividade e de concepções generalizadas acerca da realidade. Não é desapropriado pensar, enfim, que tais imagens mostram evidências particularizadas da realidade brasileira e devem ser consideradas como estereótipos.
Abstract: French textbooks, in particular the Geography ones, are teaching resources that guide teaching practices and substantially contribute to the understanding of the organization of geographical space from the view of different landscapes in the world. The images in this context are the primary documents of iconography. This work analyzes them from the stereotypes that are conveyed about the Brazilian reality. The research approaches a discussion on the epistemological notion of image which is linked to the reality as an external referent. From this viewpoint we discuss whether the pictures represent a true reflection of the Brazilian reality as they can be understood both as presence and substitution of something that is distant from the reader. In other words we have evaluated the limits of the image as a mediator between the real world and what can be read by the students who use it. Therefore, we do not intended to create a hierarchical dualism between true images and false images, but to understand them from the personal intentions of the authors who, in partnership with publishers, define the choice of illustrations and individualized ways of seeing, showing and hiding the world. We have questioned their adaptations and/or inadequacies regarding the Brazilian reality. For that, we use the method of phenomenology to analyze the images of Brazil in France textbooks, published from 1996 to 2011. In parallel we have developed a framework that allows us to describe and then examine the elements considered most relevant in the construction of each image of Brazil. Such procedures showed evidence that the teaching themes that address the Brazilian reality, associated with the subjectivity of the textbooks authors, reverberate in their iconographic positioning. This means that the choice of image format, associated with geographic content requires a strategy to guide the different meanings over Brazil in French textbooks. Thus, we have drawn the main frameworks applied in the iconography of textbooks of that country for presentation and/or enactment of the Brazilian territory. We have found that the image, however, is not spontaneously obtained; it should be understood as an elaboration of reality; it is not reality itself. We finally understand that the way a considerable part of the Brazilian images is portrayed, represented, and repeated at least since the 1990s, seems to contribute, solidify and nurture a unilateral idea about knowledge of Brazil. This refers to an advocated image model that often fits in a context of negativity and generalized conceptions about reality. It is not inappropriate to think that these images show particularized evidence of the Brazilian reality and should be considered as stereotypes.
Keywords: Imagens do Brasil
Estereótipo
Iconografia geográfica
Ensino de Geografia
Livros didáticos franceses
Images of Brazil
Stereotype
Geographical iconography
Teaching Geography
French textbooks
Geografia - Estudo e Ensino
Imagens, ilustrações, etc
Livros didáticos - Geografia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: ULHÔA, Leonardo Moreira. Imagens e estereótipos do Brasil nos livros didáticos franceses. 2013. 200 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15979
Issue Date: 3-Dec-2013
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImagensEstereotiposBrasil.pdf9.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.