Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15939
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A indústria automobilística em Catalão/Goiás: da rede ao circuito espacial da produção da MMC Automotores do Brasil S.A.
metadata.dc.creator: Silva, Magda Valéria da
metadata.dc.contributor.advisor1: Ramires, Julio Cesar de Lima
metadata.dc.contributor.referee1: Bessa, Kelly Cristine Fernandes de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee3: Melo, Nágela Aparecida de
metadata.dc.contributor.referee4: Bueno, Edir de Paiva
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem como objeto de estudo a montadora automobilística MMC Automotores do Brasil S.A. sediada em Catalão/Goiás desde 1998. Por ora, visa compreender o processo de estruturação e consolidação de seu circuito espacial da produção tendo em vista sua relevância na formação de redes com as empresas fornecedoras de mercadorias e produtos, rede de concessionárias, empresas prestadoras de serviços e terceirizadas. São enfocadas as relações e conexões numa perspectiva multiescalar, com destaque para as relações locais, regionais, nacionais e internacionais. Este estudo também tem como objetivos específicos analisar a configuração espacial da cadeia automobilística brasileira, o processo de descentralização industrial e suas repercussões no setor automotivo; compreender o processo de internacionalização do Grupo Mitsubishi, com destaque para as ações da Mitsubishi Motors Corporation no Brasil e a consequente instalação da unidade montadora em Goiás; entender a formação das redes que partem e que convergem para a MMC Automotores do Brasil S.A., levando em conta as concessionárias/distribuidores, fornecedores, prestadores de serviços, empresas terceirizadas etc.; analisar os aspectos e elementos que formam o circuito espacial da produção e que permitem a inserção de Catalão em um espaço de fluxos, reforçando assim sua dinâmica econômica; identificar os impactos sócioespaciais do circuito espacial da montadora no âmbito regional (microrregião de Catalão) e local (Catalão). No desenvolvimento da pesquisa, utilizaram-se como procedimentos metodológicos: pesquisas bibliográficas e leituras, pesquisas de campo pautadas nas aplicações de roteiros de entrevistas semi-estruturados e de questionários para aos diretores da montadora, das empresas fornecedoras e prestadoras de serviços e aos funcionários residentes nas cidades da microrregião de Catalão (Anhanguera, Cumari, Davinópolis, Goiandira, Nova Aurora, Ouvidor e Três Ranchos) e aos moradores de Catalão, utilizando o Discurso do Sujeito Coletivo. A propositura de elementos norteadores para a realização de estudos no âmbito da Geografia, através do uso do conceito circuito espacial da produção, perpassa por uma análise geográfica sobre as redes que são firmadas pela montadora, enfocando o estabelecimento de um espaço de fluxos materiais e imateriais, devido a presença de diversas variáveis e elementos econômicos, sociais, tecnológicos, políticos, culturais, entre outros, que possibilitam conexões diversas e empreendidas em escala internacional, nacional, regional e local. Entre outros aspectos, o trabalho aponta a complexidade, intensidade e dinamicidade que o circuito espacial da produção da montadora traz ao lugar, através de mudanças e metamorfoses espaciais, levando Catalão a integrar um espaço de fluxos em que o local e o global interagem para a reprodução capitalista, culminando na produção de um novo espaço. A rede da MMC Automotores do Brasil S.A., ao aglutinar parcelas territoriais, reforça seu poder transformador do lugar em que está instalada, possibilitando aumentar seu raio de ação para áreas longínquas, através da intensificação de fluxos e potencialização do seu poder financeiro. Tanto as redes provenientes de diversas direções como as que partem da montadora possuem intensidades diferentes, são condutoras de intencionalidades múltiplas e transportam insumos, informações, técnicas e tecnologias que, ao chegarem ao lugar modifica-o, lhe imprime novos conteúdos que se segmentam em formas, significados e processos inseparáveis que permitem a contiguidade e reprodução do sistema capitalista localmente. Por fim, propõe-se algumas diretrizes teórico-metodológicas divididas em quatro eixos para se pensar o circuito espacial da produção, como conceito analítico da Geografia.
Keywords: Circuito espacial da produção
Redes
Espaço de fluxos
Lugar
Circuit of production space
Networks
Space of flows
Place
Espaço em geografia Catalão (GO)
Geografia econômica - Oferta e procura - Catalão (GO)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: SILVA, Magda Valéria da. A indústria automobilística em Catalão/Goiás: da rede ao circuito espacial da produção da MMC Automotores do Brasil S.A.. 2010. 499 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15939
Issue Date: 17-Nov-2010
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Magda.pdf8.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.