Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15938
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: As tramas do agronegócio nas terras do Sudeste Goiano
metadata.dc.creator: Matos, Patrícia Francisca de
metadata.dc.contributor.advisor1: Pessôa, Vera Lúcia Salazar
metadata.dc.contributor.referee1: Marafon, Glaucio José
metadata.dc.contributor.referee2: Mendonça, Marcelo Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee3: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee4: Chelotti, Marcelo Cervo
metadata.dc.description.resumo: A presente tese tem como objetivo compreender as tramas sócio-espaciais do agronegócio no Sudeste Goiano. Para alcançar os objetivos propostos, a metodologia utilizada foi a abordagem qualitativa, com revisão teórica, pesquisa de campo e coleta de dados em fontes primárias e secundárias. O recorte temporal delimitado foi o período pós 1980, marcado pela territorialização da agricultura moderna, viabilizada pelo capital privado e por aparatos do Estado, e que contribuiu para a modernização do território. Porém, foram necessárias reflexões sobre períodos anteriores, pois a inserção inicial de modernização do território em Goiás, especificamente no Sudeste Goiano se deu pelo prolongamento da Estrada de Ferro Mogiana que ligava o Sudeste do país ao Centro-Oeste, passando pelo estado de Goiás, nas cidades de Goiandira, Catalão, Ipameri e Pires do Rio nas primeiras décadas do século XX, alcançando Anápolis em meados dos anos 1930. A Estrada de Ferro promoveu em Goiás, especialmente no Sudeste Goiano transformações econômicas, sociais, políticas e culturais. Apesar do desenvolvimento econômico promissor do início do século XX, o Sudeste Goiano entrou em decadência por volta de 1940. A partir da década de 1970, mas, sobretudo, de 1980, a região Sudeste retomou o crescimento econômico e populacional. Um dos motivos para tal processo foi a consolidação da modernização da agricultura. A territorialização da agricultura moderna no Sudeste Goiano metamorfoseou o espaço agrário de muitos municípios em conseqüência das novas lógicas que se instalaram, marcadas pelo uso intenso da ciência e da tecnologia, pela especialização produtiva, principalmente a produção de grãos, voltados para agroindústria e para mercado externo, pela territorialização de agroindústrias, enfim, novas formas de exploração da terra. Somam-se a isso, a concentração de terras, os impactos ambientais e a substituição de produtores tradicionais, em muitos casos camponeses, por empresários rurais. Assim, a territorialização do agronegócio promoveu, no Sudeste Goiano, novos usos do território pelas empresas rurais e pelas agroindústrias, criando novas territorialidades no campo e na cidade.
Abstract: The present thesis aims to understand the socio-spatial trams of the agribusiness in the Southeast of Goiás. To achieve the objectives proposed, the methodology used was qualitative approach with a theoretical review, field research and data collects in primary and secondary sources. The time frame defined the period after 1980, marked by the territorialization of the modern agriculture, made possible by the private capital and apparatus of the State, and that it contributed for the modernization of the territory. However, they had been necessary reflections on previous periods, therefore the initial insertion of modernization of the territory in Goiás, specifically in the Southeast of Goiás if it gave for the prolongation of the Railroad Mogiana linked the Southeast to the Midwest, through the states of Goiás, in the cities of Goiandira, Catalão, Ipameri and Pires do Rio, in the first decades of twentieth century, reaching Anápolis in middle of years 1930. The Railroad promoted in Goiás, especially in the Southeast of Goiás, economic, social, cultural and politics transformations. Although the promising economic development of the beginning of twentieth century, the Southeast of Goiás entered in decay around 1940. From the 1970‟s, but especially in 1980, the Southeaste region has taken over the economic and population growth. One of the reasons for the process was the consolidation of the modernization of agriculture. The territorialization of modern agriculture in Southeast of Goiás transformed the agrarian space of many municipalities as results of the new logics that if they had installed, marked by the intense use of science and the technology, by specialization, particularly the production of grains, aimed at agribusiness and foreign markets, by territorialization of agribusinesses, at last, new forms of exploration of the land. Added to this, the concentration of the land, the environmental impacts and the replacement of traditional producers, in many cases peasants, for agribusiness entrepreneurs. Thus, the territorialization of the agribusiness, promove in the Southeast of Goiás, new uses of the territory by rural enterprises and the agricultural industries, creating new territoriality in the field and in the city.
Keywords: Cerrado
Modernização da agricultura
Agronegócio
Território
Sudeste goiano
Cerrado (Savannah)
Modernization of agriculture
Agribusiness
Territory
Southeast of goiás
Geografia agrícola Goiás (Estado)
Agribusiness - Goiás (Estado)
Agroindústria - Goiás (Estado)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: MATOS, Patrícia Francisca de. As tramas do agronegócio nas terras do Sudeste Goiano. 2011. 357 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15938
Issue Date: 2-Mar-2011
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss PAtricia.pdf4.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.