Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15922
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A estância metamorfoseou-se: (re)configurações territoriais e expressões da reterritorialização camponesa na campanha gaúcha (1990- 2007)
metadata.dc.creator: Chelotti, Marcelo Cervo
metadata.dc.contributor.advisor1: Pessôa, Vera Lúcia Salazar
metadata.dc.contributor.referee1: Cleps Junior, João
metadata.dc.contributor.referee2: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee3: David, Cesar de
metadata.dc.contributor.referee4: Mesquita, Helena Angélica de
metadata.dc.description.resumo: A presente tese tem como objetivo central compreender o processo de (re) configuração socioespacial em curso no agrário da Mesorregião Geográfica do Sudoeste Rio- Grandense/Campanha Gaúcha (RS), a partir do embate entre o espaço latifundiário e os assentamentos rurais que, produzem significativas expressões da reterritorialização camponesa no espaço regional. Para realizar a referida análise, delimitamos o recorte temporal pós-1990 no qual se acentua a luta pela posse da terra no Rio Grande do Sul e, consequentemente, o processo de instalação dos projetos de assentamentos rurais na região. Assim, torna-se evidente uma nova dinâmica territorial em alguns municípios da Campanha Gaúcha, após o processo de reterritorialização camponesa. Nossa metodologia pautou-se na abordagem qualitativa. A partir dessa premissa, procuramos responder os objetivos propostos. No referencial teórico, discutimos a importância da incorporação do conceito de Territorialização-Desterritorialização-Reterritorialização (TDR) embasados nos estudos sobre as diferentes territorialidades promovidas pelos movimentos sociais no campo. Utilizamos também o conceito de identidade territorial, pois na análise em questão são conceitos que se complementam. Isso se justifica porque identificamos claramente duas identidades territoriais presentes nas expressões da reterritorialização camponesa na região. Detectamos que a configuração territorial da Campanha Gaúcha nesse início de século XXI é bastante complexa em função da heterogeneidade de atores envolvidos na trama territorial, apresentando-se como um espaço regional onde as rugosidades são evidentes, mas com transformações significativas em curso. Estamos, portanto, diante de uma nova territorialidade camponesa que expressa suas manifestações socioculturais por meio de elementos materiais e imateriais, promovendo uma metamorfose no espaço latifundiário regional. A partir dessas novas relações, os camponeses reterritorializados expressam nesse novo território sua identidade territorial. Nesse contexto, o espaço agrário da Campanha Gaúcha não se apresenta tão homogêneo como indicava o discurso da identidade regional do século passado. Embora continue sendo o cerne do espaço latifundiário gaúcho, do tradicional camponês fronteiriço, do arrendatário capitalista da terra, é também palco de novas experiências da territorialização da luta pela terra e expressões socioculturais da reterritorialização camponesa.
Abstract: This thesis has as its main objective to understand the process of sociospacial (re) configuration occurring in the Geographic agrarian Mesoregion of the Southwest Rio- Grandense/Campanha Gaúcha (RS), especially from the opposition between the latifundiarian space and the rural settlements, producing significant expressions of rural reterritorialization in the regional space. In order to accomplish this analysis, the time focus is limited to after 1990, which highlights the struggle for the possession of land in Rio Grande do Sul, and consequently, the installation process of the projects of rural settlements in the region. Thus, a new territorial dynamics becomes evident in some boroughs of Campanha Gaúcha after the process of rural reterritorialization. Our methodology is guided in a qualitative approach. From that premise, we intend to meet the proposed objectives. In the theoretical framework we discuss the importance of incorporating the concept of Territorializationdeterritorialization- reterritorialization (TDR) in the studies on the different territorialities promoted by social movements in the countryside. We also use the concept of territorial identity, as in the referred analysis these are concepts which are complementary. This is justified because we clearly identified two territorial identities present in expressions of rural reterritorialization in the region. We have detected that the territorial configuration of Campanha Gaúcha in this beginning of the XXI century is quite complex due to the heterogeneity of the actors involved in the territorial plot, presenting itself as a regional space where roughness is evident, but with significant changes underway. Therefore, we are before a new rural territoriality which expresses its sociocultural manifestations through material and non-material elements, promoting a metamorphosis in the regional latifundiarian space. From these new relationships, the reterritorialized peasants express in this new territory their territorial identity. In this context, the agrarian space of Campanha Gaúcha does not present itself as homogeneous as demonstrated in the discourse of regional identity of the last century. Although it remains the essence of the Gaúcho latifundiarian space, of the traditional border peasant, of the capitalist tenant of the earth, it is also the scene of new experiences nurtured by the territorialization of the struggle for the land, and the sociocultural expressions of the rural reterritorialization.
Keywords: Geografia agrícola Rio Grande do Sul
Espaço agrário
Camponêses - Rio Grande do Sul
Latifúndio Rio Grande do Sul
Camponês
Latifúndio
Identidade territorial
Reterritorialização
Espaço agrário
Campanha gaúcha
Latifundia
Territorial identity
Reterritorialization
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: CHELOTTI, Marcelo Cervo. A estância metamorfoseou-se: (re)configurações territoriais e expressões da reterritorialização camponesa na campanha gaúcha (1990- 2007). 2009. 305 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15922
Issue Date: 27-Feb-2009
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
t.pdf13.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.