Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15914
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Condomínios horizontais/loteamentos fechados e a vizinhança (in)desejada: um estudo em Uberlândia/MG
metadata.dc.creator: Moura, Gerusa Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee1: Lemos, Amalia Inés Geraiges de
metadata.dc.contributor.referee2: Deus, Joao Batista de
metadata.dc.contributor.referee3: Ferreira, Denise Labrea
metadata.dc.contributor.referee4: Melo, Nágela Aparecida de
metadata.dc.description.resumo: A paisagem urbana periférica vem passando por intensas transformações que exigem, inclusive, uma revisão teórica do termo periferia, que hoje não pode ser mais caracterizada só pela falta de infra-estrutura, por casas inacabadas em função do processo de autoconstrução, pelos conjuntos habitacionais, pela população pobre e marginalizada. A periferia, atualmente, é também o local de moradia dos grupos elitizados, que impõem à paisagem periférica, os seus enclaves fortificados , representados pelos condomínios horizontais. Eles são considerados como novas formas de habitat urbano, que exigem a (re)definição da forma e dos conteúdos da periferia urbana. O interesse por essa temática se deu pelo fato desses empreendimentos se localizarem em áreas periféricas e sob a imagem de um lugar de melhor qualidade ambiental e, conseqüentemente, que proporcionará melhor qualidade de vida para aqueles que ali moram. Essa imagem é vendida a partir do nome dos condomínios e loteamentos horizontais e de suas propagandas, que valorizam as áreas naturais, o sistema de segurança e o glamour de se morar em condomínios horizontais/loteamentos fechados. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho é compreender o entorno dos condomínios horizontais/loteamentos fechados, a partir do processo de estruturação e expansão desses produtos imobiliários nas cidades médias do cerrado mineiro, a partir dos anos 1980, bem como as novas configurações da periferia urbana em função dessas novas formas urbanas, tendo como estudo de caso, a cidade de Uberlândia/MG. Para isso, serão analisados o processo de periferização das cidades médias e suas novas configurações; especialmente a partir da construção, estruturação, comercialização e ocupação dos condomínios horizontais/loteamentos fechados; o processo de segregação instaurado pelos mesmos na cidade de Uberlândia/MG. Além disso, também serão avaliados os impactos sociais, econômicos e estéticos provocados no entorno desses empreendimentos, verificando se geram, ou não, mudanças e se os mesmos exercem alguma influência na transformação da paisagem do entorno desses redutos fortificados. A escolha do entorno dos condomínios horizontais/loteamentos fechados justifica-se, pois as pesquisas já realizadas sobre essa temática têm privilegiado a análise da vida no interior desses empreendimentos e a sua própria dinâmica de estruturação. Entretanto, pouco já se estudou em relação aos impactos provocados por eles (condomínios horizontais/loteamentos fechados) no entorno e, também, como a própria população desse entorno avalia a instalação desses empreendimentos, os benefícios e prejuízos provocados, a relação entre os moradores dentro e fora dos muros. Os procedimentos adotados basearam-se, inicialmente, na elaboração de um arcabouço teórico consistente que servisse de embasamento nas discussões realizadas ao longo do trabalho. Também se fez necessário o levantamento de dados junto ao poder público municipal, nas empresas construtoras/incorporadoras responsáveis pela implantação desses empreendimentos. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os gerentes dessas empresas e também com os moradores do entorno dos condomínios horizontais/loteamentos fechados instalados no Setor Sul e Leste da cidade, obedecendo a área de influência de cada um. Foi feita também a análise qualitativa das propagandas e dos materiais publicitários, ou seja, do marketing utilizado na comercialização dos condomínios horizontais/loteamentos fechados. A elaboração do material fotográfico e de mapas temáticos foi imprescindível para o desenvolvimento deste trabalho. Sendo assim, o trabalho foi estruturado em quatro capítulos. No primeiro capítulo, analisa-se o conceito de cidade média, segregação, (re)estruturação urbana e periferia e se discute a diferença entre loteamentos e condomínios horizontais fechados. Além disso, apresenta-se uma caracterização dos condomínios horizontais/loteamentos fechados na América Latina, bem como uma análise da legislação urbana em relação a construção desses empreendimentos e a sua relação com o seu entorno. No segundo capítulo, apresenta-se o mapeamento e a caracterização geral dos condomínios horizontais/loteamentos fechados da cidade Uberlândia/MG e discute-se a formação da periferia de Uberlândia a partir da construção desses empreendimentos, bem como o novo significado dessa área, a partir da atuação dos agentes produtores do espaço urbano, especialmente, do Estado e dos incorporadores/empreendedores imobiliários. No terceiro capítulo, faz-se uma análise do entorno dos condomínios horizontais/loteamentos fechados construídos no Setor Leste e Sul da cidade, a vizinhança indesejada e a vizinha desejada, respectivamente, mostrando a influência desses empreendimentos na estruturação da paisagem urbana e na própria vida dos moradores que vivem ao lado dessas novas formas urbanas. E, para finalizar, no quarto capítulo, tece-se uma discussão sobre a dimensão subjetiva e objetiva, como uma metodologia para analisar a construção e evolução dos condomínios horizontais em cidade médias.
Abstract: The peripherial urban landscape comes through by intense changes that requires, including, a teoretical review of the word periphery, that today can not be caracheterized anymore only by the lack of infrastructure, by the unfinished houses depending of the self-construction process, by the joint houses, by the poor and marginalized population. Currently, the periphery is also the place of residence of the elite groups that imposes to the peripherial landscape, their fortresses represented by the horizontal condominiums. They are considered as new forms of the urban habitat, that requires the (re)definition of the form and the contents of the peripherial urban. The interest in this topic made by the fact theses ventures are located in the peripherial areas and under an image of a best place of better environmental quality and, consequently, that will provide quality of life to those who inhabit there. This image is sold from the name of the condominiums and horizontal lots and of their advertisement, that value the natural areas, the security system and the glamour of living in horizontal condominiums/lots closed. In this sense, the objective of this study is to understand the surroundings of the horizontal condominiums/lots closed, from the structuring process and expanding of these building products in the cities average of the Cerrado Mineiro from the 1980s, and also the new configurations of the urban periphery, in the function of these new urban forms, having as case study, the city of Uberlândia/MG. For this, will be examined the peripherization process of the cities average and their new configuration; especially from the construction, structuring, marketing and occupation of the horizontal condominiums/lots closed, the segregation processes introduced by the same in the city of Uberlândia/MG. Also will be examined the social impacts, economic and aesthetic caused on the surrounding of these ventures, verifying that they generate or not changing, and that the same exercise some influence on the transformation of the landscape around of these fortress. The choice of surroundings of the horizontal condominiums/lots closed is justified, because the research already realized about this topic has privileged the analysis of the life inside these ventures and their own dynamic of structuring. However, little has been study in relation to impacts caused by them (horizontal condominiums/lots closed) around and, as well, how the own surrounding population asses the installation of these ventures, the benefit and damage caused, the relation between the residents inside and outside of the walls. The procedures adopted were based initially in preparation of the a theoretical skeleton consistent that serves as base in the discussions realized along of the study. Was also necessary the survey of data at the municipal administration, at the construction companies responsible for deployment of these ventures. Was realized interviews semi structured with the managers of these companies and with the residents that living around de horizontal condominiums/lots closed installed on the Southern and East Sector of the city, respecting the influence area of each. Was also realized the analysis of the advertisement and the advertising material used on the marketing of the horizontal condominiums/lots closed. The elaboration of photographic material and thematic maps was essential to the development of this study. So, the study was structured in four chapters. In the first chapter, is analysed the concept of city average, segregation, urban (re)structuring and periphery and discusses the difference between closed lots and condominiums. Also, presents itself a characterization of the horizontal condominiums/lots closed in the Latin America, and an analysis of the urban laws in relation the construction of these ventures and your link with their surroundings. In the second chapter presents itself the mapping and the general characterization of the condominiums/lots closed in the city of Uberlândia/MG and discusses the discusses the formation of the periphery from the construction of these ventures, also the new meaning of this area, from the action of the production agents of the urban space, especially, of the government and of the incorporators buildings. In the third Chapter, make an analysis of the surroundings condominiums/lots closed constructed on the Southern and East Sector of the city, the neighborhood desired and undesired, respectively, showing the influence of these ventures on the urban landscape and in the own life of the residents that lives by the side of these new urban forms. To finish, in the fourth chapter, waves a discussion about the subjective dimension and the objectives of the condominiums/lots. That methodology to analysis for a construction and evolutes that surroundings condominiums en cities.
Keywords: Periferia
Condomínios horizontais
Reestruturação urbana
Cidades médias
Peripherial
Surroundings condominiums
Urban reestructuracion
Cities
Geografia urbana - Uberlândia (MG)
Condomínio (Habitação) - Uberlândia (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: MOURA, Gerusa Gonçalves. Condomínios horizontais/loteamentos fechados e a vizinhança (in)desejada: um estudo em Uberlândia/MG. 2008. 270 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15914
Issue Date: 13-Nov-2008
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gerusa.pdf5.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.