Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15900
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeito protetor do extrato de tomate (Licopersicon esculentum) orgânico contra a ação genotóxica da doxorrubicina, pelo teste SMART de asa, em Drosophila melanogaster
metadata.dc.creator: Dutra, Elaine Silvia
metadata.dc.contributor.advisor1: Nepomuceno, Júlio César
metadata.dc.contributor.referee1: Salvadori, Daisy Maria Favero
metadata.dc.contributor.referee2: Ribeiro, Lucia Regina
metadata.dc.description.resumo: Alimentos ricos em carotenóides são utilizados na dieta habitual da população, sendo encontrados em frutos e em outros vegetais de pigmentação avermelhada como o tomate, a melancia e a cenoura. Esses carotenóides são agentes antioxidantes que seqüestram os radicais livres, substâncias altamente reativas produzidas no organismo, e que em excesso causa envelhecimento precoce e câncer. O licopeno é o carotenóide que está presente em alta concentração no tomate. O teste SMART de asa foi utilizado para verificar os possíveis efeitos antigenotóxicos e/ou genotóxicos do tomate orgânico em células somáticas de Drosophila melanogaster. Na avaliação da genotoxicidade foram utilizadas larvas de 48 horas, descendentes do cruzamento padrão (ST) e alta capacidade de bioativação (HB), que foram tratadas com extrato aquoso de tomate orgânico TOR (100%, 50% e 25%). O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos genotóxicos do tomate orgânico contra a ação genotóxica da DXR (0,125mg/ml), geradora de radicais livres. Os resultados obtidos demonstraram que nos descendentes de ambos os cruzamentos (ST e HB), tratados com TOR, não foram verificados aumentos, estatisticamente significativos, nas freqüências de manchas mutantes. Contudo, na associação do tomate orgânico, nas diferentes concentrações, com a DXR, ocorreu um aumento, estatisticamente significativo, de manchas mutantes em ambos os descendentes (ST e HB). Este aumento nas freqüências de manchas pode sugerir, a primeira vista, um efeito potencializador da DXR. No entanto, verifica-se que o aumento na freqüência total de manchas é devido a um aumento significativo na freqüência de manchas pequenas. O que leva a acreditar que este efeito, na realidade, não é potencializador, e sim, protetor. Concluímos, portanto, que o extrato aquoso de tomate orgânico não é genotóxico e pode ter papel importante como agente antigenotóxico.
Abstract: Food that is rich in carotenoids is used in the population s common diet, and is found in fruits and other vegetables of red pigmentation, such as tomatoes, watermelons and carrots. These carotenoids are anti-oxidizing agents that capture free radicals, which are highly reactive substances produced in the organism, and if in excess, provoke precocious old age and cancer. Licopeno is the carotenoid that is present in high concentration in tomatoes. The SMART wing test was used to verify the possible anti-genotoxic or genotoxic effects of the organic tomato in somatic cells of Drosophila melanogaster. In the verification of genotoxicity, 48- hour larvae were used, and they are descendant from pattern cross (ST) and from high bioactivation capacity, and were treated with aqueous extract of TOR organic tomato (100%, 50% and 20%). The present study aimed at verifying the organic tomato genotoxic effects against the DXR genotoxic action (0,125 mg/ml), which generate free radicals. The results obtained showed that in the descendants of both crosses (ST and HB), treated as TOR, it was not possible to verify statistically significant increases in the frequencies of mutant spots in both descendants (ST and HB). This increase of frequencies of spots may suggest, at first sight, an enhancement effect of DXR. However, we can see that the increase in total frequency of spots is due to a significant increase in frequency of small spots, which leads us to believe that this effect is in reality not enhancement, but protector. This way, we can conclude that the aqueous extract of organic tomato is not genotoxic and may have an important role as anti-genotoxic agent.
Keywords: Licopersicon esculentum
Drosophila melanogaster
SMART
Doxorrubicina
Radicais livres
Doxorubicin
Free radicals
Mutagênese
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: DUTRA, Elaine Silvia. Efeito protetor do extrato de tomate (Licopersicon esculentum) orgânico contra a ação genotóxica da doxorrubicina, pelo teste SMART de asa, em Drosophila melanogaster. 2007. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15900
Issue Date: 27-Feb-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ESDutraDISPRT.pdf276.63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.