Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15722
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Análise de correlações entre estabilidade de membrana de eritrócitos, níveis séricos de lipídeos e variáveis hematimétricas
metadata.dc.creator: Bernardino Neto, Morun
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Nilson Penha
metadata.dc.contributor.referee1: Mundim, Antônio Vicente
metadata.dc.contributor.referee2: Costa, Júnia de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee3: Gomes, Roseli Aparecida da Silva
metadata.dc.contributor.referee4: Alves, Celene Maria de Oliveira Simões
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO II: A constatação de que a fluidez da membrana deve permanecer dentro de um intervalo crítico fora do qual a estabilidade e funcionalidade da célula tende a diminuir nos mostra que estabilidade, fluidez e funcionalidade estão relacionadas e que a medida da estabilidade dos eritrócitos permite inferências sobre a fluidez ou funcionalidade dessas células. O teste da fragilidade osmótica de eritrócitos (FOE) nos fornece três parâmetros para aferição da estabilidade: dX, H50 e dX/H50. Estes parâmetros nos permitem relacionar diversas variáveis hematológicas e bioquímicas com fluidez ou funcionalidade eritrocitária e, por conseqüência, associar essas variáveis ao risco de doenças. O presente trabalho determina por meio desses parâmetros quais as variáveis bioquímicas e hematológicas que estão direta ou indiretamente relacionadas com a estabilidade eritrocitária e como elas se relacionam mutuamente, além de conhecer quais são as variáveis mais significantes. Para isso, a estabilidade osmótica de eritrócitos foi medida e correlacionada com diversas variáveis bioquímicas e hematológicas de 71 voluntários. Esses dados foram tratados matematicamente por correlação simples e estatística multivariada. A estabilidade dos eritrócitos mostrou maior associação com as variáveis hematológicas que com as bioquímicas. A RDW se destaca por sua correlação forte, significativa e livre de influências. Para as variáveis bioquímicas a estabilidade dos eritrócitos foi mais sensível ao LDL-C. A estabilidade eritrocitária está significantemente associada ao RDW e ao LDL-C. Assim, o nível de LDL-C é um elo consistente entre estabilidade e funcionalidade, permitindo que a medida da estabilidade seja mais um parâmetro indireto de avaliação do risco de doenças vasculares.
Abstract: CHAPTER II: The observation that the membrane fluidity must remain within a critical interval outside which the stability and functionality of the cell tends to decrease, shows that the stability, fluidity and function are related and that the measure of erythrocytes stability allows inferences about the fluidity or functionality of these cells. The test of the FOE provides three parameters to measure stability: dX, H50 and dX/H50. These parameters enable us to relate various hematological and biochemical variables with erythrocyte fluidity or functionality and, consequently, to associate these variables to the risk of disease. This study determines the biochemical and hematological variables that are directly or indirectly related to the stability of erythrocyte through those parameters and how they relate to each other, besides knowing what are the most significant variables. For this, we measured the erythrocytes stability by the FOE method and correlated them with various hematologic and biochemical variables for 71 patients. These data were treated mathematically by simple correlation and multivariate statistics. The erythrocytes stability showed a greater association with hematologic variables than the biochemical variables. The RDW stands out for their strong and significant correlation, and freedom of influences. For the biochemical variables the erythrocytes stability was more sensible to LDLC. Erythrocyte stability is significantly associated with RDW and LDL-C. Thus, the level of LDL-C is a consistent link between stability and functionality, allowing a measure of stability is more one indirect parameter for assessing the risk of vascular diseases.
Keywords: Eritrócito
Estabilidade
Lipidemia
Hematimetria
Erythrocyte
Stability
Lipidaemia
Hematimetry
Células - Membranas
Eritrócitos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: BERNARDINO NETO, Morun. Análise de correlações entre estabilidade de membrana de eritrócitos, níveis séricos de lipídeos e variáveis hematimétricas. 2011. 110 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15722
Issue Date: 12-Jul-2011
Appears in Collections:TESE - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
t.pdf697.39 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.