Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15492
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A variação entre futuro do pretérito e pretérito imperfeito do indicativo em orações condicionais iniciadas por "se" na fala uberlandense
metadata.dc.creator: Maciel-barbosa, Tatiane Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Rocha, Maura Alves de Freitas
metadata.dc.contributor.referee1: Marson, Fernando
metadata.dc.contributor.referee2: Finotti, Luísa Helena Borges
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação trata da variação entre o futuro do pretérito e o pretérito imperfeito do indicativo, em orações condicionais iniciadas por "se". Essas formas verbais se alternam tanto em construções com verbos simples como em locuções verbais. Buscou-se detectar se essas formas verbais se alternam e quais fatores condicionam o uso de uma em detrimento da outra. Para tanto, foram investigados fatores lingüísticos, tais como, tamanho das orações, ordem das sentenças e paralelismo formal. Além disso, foram analisados fatores extralingüísticos, como classe social e faixa etária. Para o desenvolvimento da pesquisa, trabalhou-se com um corpus representante da língua falada na cidade de Uberlândia, Brasil. Na composição desse corpus, foram utilizadas 45 entrevistas realizadas com falantes adultos desta cidade. Trabalhou-se na perspectiva da Sociolingüística Laboviana (Teoria da Variação) e da Sociolingüística Paramétrica. A análise realizada evidenciou que o pretérito imperfeito é o tempo verbal preferencial da classe baixa e que o paralelismo formal favorece um dos tempos verbais analisados.
Abstract: This dissertation deals with the variation between the conditional and the pastimperfect indicative in conditional sentences beginning with the conjunction "if". The usage of these verb tenses alternate with simple verb constructions and verbal locutions. The author aimed to detect whether the verb forms actually alternate and the factors that determine which verb forms should be used. For the purpose of this work,linguistic factors have been analysed: size of constructions, order of sentences and formal parallelism. Besides, extra-linguistic factors such as social class and age group have also been investigated. The researcher worked with a corpus that represented the language spoken in Uberlândia, Brazil. This corpus was composed by 45 interviews with adult speakers from the city mentioned previously. The perspective of Labovian Sociolinguistics (Theory of Variation) and Parametric Sociolinguistics conducted the methodology of the research. This study shows that the past imperfect indicative is mostly used among low class and the formal parallelism favours one of the verb forms analyseds.
Keywords: Variação lingüística
Verbos
Condicionais
Sociolingüística laboviana
Sociolingüística paramétrica
Lingüistic variation
Verbs
Conditional
Labovian sociolinguistics
Parametric sociolinguistics
Lingua portuguesa-Gramática
Língua portuguesa-verbos
Sociolínguistica-Teses
Sociolinguística
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: MACIEL-BARBOSA, Tatiane Alves. A variação entre futuro do pretérito e pretérito imperfeito do indicativo em orações condicionais iniciadas por "se" na fala uberlandense. 2005. 113 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15492
Issue Date: 28-Sep-2005
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TBarbosaDISSPRT.pdf433.49 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.