Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15484
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A (im)postura professoral no espaço da sala de aula : seus efeitos no ensino e na aprendizagem de escrita em Língua Portuguesa
Author: Marinho, Mariana da Silva
First Advisor: Agustini, Carmen Lucia Hernandes
First member of the Committee: Gomes, Vilma Aparecida
Second member of the Committee: Bertoldo, Ernesto Sérgio
Summary: O presente trabalho foi desenvolvido a partir da nossa filiação teórica aos estudos empreendidos por Émile Benveniste sobre a linguagem e o seu funcionamento, cuja ênfase é a relação entre (inter)locutores. Essa filiação foi relevante porque nos propomos pensar a relação professor-saber-aluno, a partir da problematização da (im)postura professoral de uma professora em sala de aula, com relação ao ensino de escrita em Língua Portuguesa. Para tanto, partimos da diferenciação estabelecida por Benveniste (2014) entre língua escrita e escrita, sendo a língua escrita compreendida como a língua sob sua forma escrita e a escrita enquanto um ato enunciativo que demanda do locutor-scriptor a apropriação da língua escrita e seu manejo, de forma que seja possível (entre)ver um traço de subjetividade em seu escrito e de forma que ele consiga enunciar, pela escrita, de sua posição e produzir sentidos. Ao olharmos para os modos de ocorrência do ensino de escrita em Língua Portuguesa em e para uma turma de alunos do 5º ano do Ensino Fundamental I, entendemos que, na maioria dos casos, a relação desses alunos com a escrita esteja ainda fragilizada, inclusive por aspectos relativos ao tempo de relação com a escrita. Para esses alunos, a aprendizagem da escrita demanda do professor um plano de intervenção contínua. O que seria esperado é que o ensino de escrita em Língua Portuguesa ocorresse, então, de forma que o professor possibilitasse o acirramento do laço dos alunos com os saberes relativos à escrita, para que a possibilidade de transmissibilidade tenha lugar no espaço escolar, e o seu ensino pudesse, assim, efetivar-se em alguma medida. Quanto aos métodos que utilizamos para fazer a problematização proposta, eles não se configuram enquanto instrumentos fechados, cujos conceitos serviriam para a aplicação da teoria, mas buscamos construir as categorias de análises a partir de nosso objetivo, que era o de compreender e explicitar o funcionamento da relação discursiva estabelecida entre professor e alunos em sala de aula de ensino de escrita em Língua Portuguesa a partir da produção textual. Os mo(vi)mentos de análise que buscamos empreender foram baseados em recortes das entrevistas feitas com a professora, dos materiais usados por ela nas propostas de produção textual, das aulas em que as demandas de escrita ocorreram e de quatro (04) produções textuais dos alunos. Pelo olhar que lançamos a esses materiais, pudemos problematizar como as ações pedagógicas da professora, bem como a sua (des)responsabilização com o ensino de escrita em Língua Portuguesa afetam a relação professor-saber-aluno, de modo que, em função da relação fragilizada que a própria professora mantém com o ensino da escrita em Língua Portuguesa e com sua própria escrita, ela não consegue acirrar a relação dos alunos com esse saber, de modo a promover mudanças significativas em seus mo(vi)mentos de escrita.
Abstract: This work was developed from our theoretical affiliation to studies undertaken by Émile Benveniste about the language and its operation, whose emphasis is the relationship between (inter) speakers. This filiation was relevant because we intend to think the relation teacher-student-know, from the problematization of a teacher in the classroom with professoral (im)posture in relation to teaching writing in Portuguese. The starting point of differentiation established by Benveniste (2014) between writing and written language, the language being understood as the written language under its written form and writing as an enunciative act that requires the speaker-scriptor the apropriation of the writing language and your handling, so that it is possible (between) see a trace of subjectivity in its written and so that he canspell out, in writing, of his position and produce senses. When looking at the occurrence ways on teaching writing in Portuguese and in a class of students in the 5th year of elementary school, I understand that, in most cases the relation of these students with writing is still frail, including by aspects of the relation to the writing time. For these students, the learning of writing demand the teacher a continuous intervention plan. What would be expected is that the teaching of writing in Portuguese occur, then, so that the teacher make possible the loop intensification of students with the related knowledge to writing, for the chance of transmission takes place at school, and the his teaching could, thereby, carry up in some measure. As for the methods we use to do the problematization proposal, they do not constitute closed instruments while whose concepts serve to the application of theory, but seek to build the categories of analysis from our goal, which was to understand and explain the operation the discursive relation established between teacher and students in teaching writing in Portuguese classroom from the text production. The mo(ve)ments analysis we seek to undertake are based on clippings of interviews with the teacher, the materials used by it in the textual production of proposals, the classes where the demands of writing occurred and four (04) textual productions students. By the look that launched to these materials, we were able to discuss the pedagogical actions of the teacher, as well as its (un)liability with the teaching of writing in Portuguese affect the teacher-student- know, so that, depending on the frail relation the teacher maintains itself with the teaching of writing in Portuguese and their own writing, she can not intensify the relationship of students with this knowledge in order to promote significant changes in their mo(ve)ments of writing.
Keywords: Língua Portuguesa - Estudo e ensino
Língua Portuguesa - Escrita
Professores de Português
(Im)postura professoral
Professor
Ensino
Escrita
Língua Portuguesa
Professorial (im)posture
Teacher
Education
Writing
Portuguese Language
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Linguística Letras e Artes
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: MARINHO, Mariana da Silva. A (im)postura professoral no espaço da sala de aula : seus efeitos no ensino e na aprendizagem de escrita em Língua Portuguesa. 2015. 219 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15484
Date of defense: 13-Jul-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
(Im)posturaProfessoralEspaco.pdf7.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.