Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15425
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Um imaginário de identificação com a literatura de autoajuda
metadata.dc.creator: Silva, Gabriela Belo da
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, João Bôsco Cabral dos
metadata.dc.contributor.referee1: Castro, Maria de Fátima Fonseca Guilherme de
metadata.dc.contributor.referee2: Dias, Dylia Lysardo
metadata.dc.contributor.referee3: Neder, Marco Antonio Villarta
metadata.dc.contributor.referee4: Brito, Cristiane Carvalho de Paula
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho compreende a literatura de autoajuda enquanto uma prática atravessada por questões sócio-históricas e ideológicas, que constituída pelas Representações Enunciativas Imaginárias Sujeitudinais (REIS), constrói uma discursividade que induz a Instância Sujeito Leitor (ISL) a subjetividade, a perseguir um paradigma de sujeito uno, centro de seus dizeres e capaz de, por si só, tornar-se feliz na contemporaneidade. Tivemos como enfoque compreender e analisar o funcionamento discursivo da obra Pais Brilhantes Professores Fascinantes (2003), de por Jorge Augusto Cury, bem como os discursos que sustentam essa discursividade. Tomamos as REIS enquanto viabilizadoras da criação de um real imaginário, que produz na ISL um efeito de unicidade e de individuação a partir da simulação do interdiscurso no intradiscurso. Foi por meio do escrutínio da língua enquanto materialidade discursiva que procedemos a essa análise, através de enunciados-operadores, utilizando o Dispositivo Matricial, desenvolvido por Santos (2004), em consonância com o Dispositivo Nonessência em duplo-vetor. Assim, buscamos problematizar e hipotetizar sobre os possíveis impactos e deslocamentos dessa discursividade na constituição identitário-sujeitudinal da ISL, em especial o sujeito discursivo professor em sua formação pré e em-serviço. Destarte, para a feitura desta pesquisa, nos embasamos na Análise do Discurso de Linha Francesa, mais especificamente as contribuições de Michel Pêcheux centradas na noção de sujeito, lugar discursivo, identificação e sentido, nos estudos de Mikhail Bakhtin sobre cronotopia e exotopia em interface com a filosofia analítica e alguns princípios da teoria da relatividade, fundamentados por Einstein e, posteriormente, discorridos por Capra (1989). Partindo desses fundamentos, constatamos que a prática discursiva da autoajuda curyana foi construída para reforçar o mercado capitalista por meio do consumo desacerbado desse tipo de literatura utilizando-se da mais-valia. É a criação e a mediação dessas REIS que contribuem para que se fabrique e se comercialize ilusões, em um jogo de sentidos que se fundam em uma prática essencialmente ideológica e que são projetadas a partir das ações dos sujeitos da/na linguagem. Ao longo da pesquisa pudemos verificar que essa discursividade funciona a partir do desejo, da crença da ISL, o que nos permitiu compreender esse discurso enquanto didatizante, visto que tem como enfoque orientar, homogeneizar, delinear condutas. Dessa forma, não há uma ponderação da incompletude, da heterogeneidade e das movências constitutivas do sujeito, fator que contribui para o apagamento do sujeito coletivo e consequentemente da ideologia, posto que é por meio do desconhecimento ideológico da ISL que se instaura o processo de identificação. Desta feita, ao se assimilar aquilo que é objetivo (no real da ISL) e transformar em REIS essencialmente subjetivas (por meio do real da literatura), a Instância Sujeito Autor (ISA) visa disciplinar os sujeitos, corrigindo e apontando caminhos para que se obtenha um comportamento homogêneo. A ISA prioriza a construção de um sujeito lógico-positivista. Logo, é por meio da ilusão de autonomia da ISL, que essa discursividade propõe uma higienização do pensamento, cujo enfoque é o apagamento dos conhecimentos apreendidos nas Universidades, já que estas, segundo a ISA, produzem somente pilhas de pedras , ou seja, teorias que são inúteis na prática.
Abstract: This research approaches self-help literature as a modeling practice that is crossed by socio-historical and ideological issues, that through the Subjectitudinal1 Enunciative Imaginary Representations (REIS), build a discursivity that induces the Reader Subject Instance (ISL) to look for a paradigm of unique subject, center of its speech, and able to, by itself, becomes a happy instance in contemporary time. We had as approach to understand and analyse discursive working of Brilliant Parents, Fascinating Teachers (2003), written by Jorge Augusto Cury, as well as the discourses that emerge from this discursivity. For this research, REIS have allowed the establishment of a real imaginary which produces in Reader Subject Instance (ISL) an effect of uniqueness and individuation from interdiscourse simulation in intradiscourse. It was by the investigation of the language while discursive materiality that analyses has been built, through operating-utterances, working with Matrix Dispositive, developed by Santos (2004), concerned to N-essence Dispositive in double-vector. In this way, we try to investigate and hypothesize impacts and dislocations from this discursivity in Subjectitudinal identity constitution Reader Subject Instance (ISL) especially teachers as discursive subject in formation or already formed. Then, to do this research, we are supported by French Discourse Analysis, specifically in Michel Pêcheux´s no notions of subject, discoursive place, identification and sense, in Mikhail Bakthin´s concepts of chronotop and exotopy in interface with the analytic philosophic, and some principles of Relativity Theory, founded by Einstein, and later, reported by Capra (1989). Analysis has showed that Cury´s discursive practice of self-help was built to reinforce the capitalist market through high consumption of this type of literature by the use of surplus-value. It is the creation and mediation of the REIS that contribute with the construction and marketing of illusions, in a game of meanings, based in an essentially ideological practice, that are projected in the subject´s actions on the/in language. Throughout this research, we could verify that this discursivity woks from the ISL´s desires and beliefs, which allowed us to understand this discourse in a didactic way, since it has as focus to direct and to shape conduct. Thus, there is no consideration of incompleteness, heterogeneity and moving constitutive of the subject, factor that contributes to the omission of the corporate and ideological subject, since it is in ISL´s unknown ideological that the identification process is established. Consequently, while assimilating what is objective (in ISL´s real) and turn into essentially subjective REIS (by literature´s real), Author Subject Instance (ISA) aims to discipline the subjects, pointing out ways in order to get an homogeneous behavior. The ISA´s preference is to construct a logical positivist subject. Then, it is through the ISL´s illusion of autonomy that this discursivity suggests a hygienization of thought, to erase the knowledge learned in the universities, since these knowledge, according to ISA, produce only lots of stones , in other words, theories that are useless in practice.
Keywords: Autoajuda
Funcionamento discursivo
Identificação
Representação enunciativa imaginária sujeitudinal (REIS)
Self-help
Discursive working
Identification
Subjectitudinal enunciative imaginary representations (REIS)
Linguística na literatura
Análise do discurso
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: SILVA, Gabriela Belo da. Um imaginário de identificação com a literatura de autoajuda. 2012. 140 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15425
Issue Date: 12-Jun-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.