Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15392
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Modalização em artigos científicos da área da Linguística
metadata.dc.creator: Andrade, Valdete Aparecida Borges
metadata.dc.contributor.advisor1: Travaglia, Luiz Carlos
metadata.dc.contributor.referee1: Finotti, Luísa Helena Borges
metadata.dc.contributor.referee2: Pinto, Elisa Guimarães
metadata.dc.description.resumo: Essa pesquisa tem por objetivo analisar a manifestação das modalidades no gênero artigo científico da área da Linguística, e as funções que elas exercem nos textos como marcadores de atitudes do falante, buscando regularidades em seu uso nessas funções e verificando sua relação com a argumentatividade nesse gênero de texto. Para tanto, objetivamos: i) identificar as modalidades que são atualizadas nos artigos científicos, bem como os modalizadores mais usados; ii) verificar as funções que as modalidades exercem nos artigos científicos da área da Linguística e em que medida essas funções se relacionam com o caráter argumentativo nesse gênero; iii) identificar as regularidades/generalizações no funcionamento das modalidades linguísticas no gênero artigo científico; iv) verificar se determinadas modalidades se correlacionam com movimentos nos artigos científicos, tais como: propor, atacar e defender uma ideia, propor uma ideia resguardando-a de possíveis questionamentos, etc...; v) verificar possíveis correlações regulares entre forma (modalizadores), modalidades atualizadas e: a) funções das modalidades; b) categorias da superestrutura do artigo científico. Sabemos que ao produzir textos as pessoas sempre os modalizam, padronizando a linguagem. Nossa hipótese é que a modalização e a padronização também aparecem no gênero artigo científico como regularidade; que há correlações regulares entre modalidades e superestrutura do artigo científico e entre modalidades e determinadas funções ou movimentos dentro do artigo científico; nos artigos científicos, as modalidades têm funções ligadas à argumentação; e que as modalidades aléticas e epistêmicas estabelecem-se, no gênero artigo científico da área da Linguística, como básicas. Para o desenvolvimento da pesquisa, inicialmente fizemos um estudo teórico do texto e do discurso sob o ponto de vista de diferentes autores, em seguida, analisamos as modalidades em correlação com a superestrutura do artigo científico com base nos estudos feitos por Van Dijk (1983 apud TRAVAGLIA, 1991) e por Castro (1976) para depois propormos uma superestrutura que consideramos pertinente para o nosso estudo dando destaque aos critérios básicos exigidos por essa área. Para investigarmos a sua estrutura argumentativa, tomamos como base teórica Perelman e Olbrechts-Tyteca (2002). A metodologia que optamos é de caráter qualitativo e quantitativa focalizando os aspectos linguísticos e sociais do gênero artigo científico da área da Linguística. Neste estudo, utilizamos o quadro de modalidades reelaborado por Travaglia (1991), a partir do quadro proposto por Koch (1996), Guimarães (1979) e Travaglia (1981) para analisar as diferentes modalidades expressas por diversos recursos linguísticos. A definição das modalidades linguísticas foi abordada sob o ponto de vista de diferentes autores. Para tanto, buscamos a contribuição teórica de Travaglia (1991), Coracini (1991), Barros (2007), Bentes (2005), Koch (1996), Alexandrescu (1966) e Guimarães (1979). A partir deste estudo, concluímos que os autores/produtores utilizam as modalidades epistêmicas em toda a construção do texto, entretanto, verificamos que esse tipo de modalidade estabelece diferentes funções para cada uma dessas partes da superestrutura do texto. Já a modalidade volitiva aparece apenas na introdução e no final da conclusão para marcar intenções e pretensões. Verificamos também, como regularidade encontrada, que nos artigos científicos as modalidades mais usadas são epistêmicas, aléticas e deônticas, enquanto que as volitivas e imperativas pouco aparecem.
Abstract: This dissertation aims to analyze the manifestation of the modalities in the genre scientific paper in the field of Linguistics and the functions they have in the texts as the speaker s attitude markers through searching for regularities in their use in these functions and verifying their relationship with the argumentation in such genre. Thus, we aim to: i) identify the modalities which are used in the scientific papers, as well as the most used modal markers; ii) verify the functions that the modal markers have in the scientific papers of the Linguistics field and how such functions are related to the argumentative role in this genre; iii) identify the regularities/generalizations in the functioning of linguistics modalities in the genre scientific paper; iv) verify whether certain modalities correlate with moves in scientific papers such as: to propose, to attack and to defend an idea, to propose an idea keeping it from possible questioning, etc ; v) verify possible regular correlations between form (modal markers), current modalities and: a) modalities functions; b) categories of the superstructure of the scientific paper. We know that when writing texts people always resort to modal markers, standardizing language. Our hypothesis is that modalities and standardization are also used in the scientific paper as a regularity; that there are correlations between modalities and the superstructure of the scientific paper and between modalities and certain functions or moves inside the scientific paper; that in scientific papers the modalities play roles related to argumentation; and that alethic and epistemic modalities are established, in the scientific genre of the field of linguistics, as basic. For such research, we did firstly a theoretical study of text and discourse according to different authors, we then analyzed the modalities in correlation with the superstructure of the scientific paper according Van Dijk studies (1983 apud TRAVAGLIA, 1991) and Castro (1996) and then we proposed a superstructure that we consider relevant for our study with emphasis to the basic criterion required by this area. For the investigation of the argumentative structure we adopted the theory of Perelman and Olbrechts-Tyteca (2002). The methodology we have opted for is qualitative and quantitative focusing on the linguistic and social aspects of the genre scientific paper in the field of Linguistics. In this study, we used the label of the modalities which was re-elaborated by Travaglia (1991) from the proposed label by Koch (1996), Guimarães (1979) and Travaglia (1981) so as to analyze the different modalities which are expressed by several linguistic resources. The definition of the linguistic modalities was elaborated taking into consideration several authors. For such definition we resorted to the theoretical contributions of Travaglia (1991), Coracini (1991), Barros (2007), Bentes (2005), Koch (1996), Palmer (1986) and Guimarães (1979). In this study, we have come to the conclusion that the authors/producers use the epistemic modalities in the construction of the text. Otherwise, we have verified that this type of modality establish different functions for each one of those parts of the superstructure of the text. As for the volition modality it is present in the introduction and in the final of the conclusions so as to mark intentions and pretentions. We also verified, as a regularity that we have found, that in the scientific papers the most used modalities are epistemic, alethic and volition, while the deontics and imperative ones are little used.
Keywords: Modalidades
Argumentação
Artigos científicos
Modalities
Argumentation
Scientific papers
Modalidade (Linguística)
Análise do discurso
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: ANDRADE, Valdete Aparecida Borges. Modalização em artigos científicos da área da Linguística. 2010. 150 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15392
Issue Date: 29-Nov-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Valdete.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.