Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15389
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Louis Wolfson: as palavras de escritura fina
metadata.dc.creator: Marini, Caroline Pessalácia
metadata.dc.contributor.advisor1: Silveira, Eliane Mara
metadata.dc.contributor.referee1: Mussalim, Fernanda
metadata.dc.contributor.referee2: Borges, Sônia Xavier de Almeida
metadata.dc.description.resumo: Neste trabalho, propomo-nos a refletir sobre o funcionamento do delírio na linguagem, a partir da produção de Louis Wolfson, considerando dois aspectos principais: sua relação com as várias línguas e sua recusa dos sons da língua ensinada pela mãe. Para realizarmos a nossa reflexão, partiremos da articulação entre linguagem e psicanálise proposta por Jacques Lacan a partir da releitura de Freud e dos conceitos trazidos do âmbito linguístico, propostos por Ferdinand Saussure. Freud e Lacan preocupam-se em realizar uma distinção entre a neurose e a psicose para definir os mecanismos estruturantes de cada funcionamento. Lacan se apoiará em alguns conceitos propostos por Ferdinand Saussure acerca do funcionamento da língua, principalmente o signo linguístico, para explicar o modo de inscrição do sujeito no campo da linguagem e as especificidades de cada estrutura. Nosso foco será destinado a um aprofundamento no campo de estruturação da psicose, e, sendo assim, serão abordados os conceitos relacionados a tal estrutura, como a foraclusão do nome do pai, a organização peculiar dos significantes e a prevalência das operações metonímicas em relação às metafóricas. Tais conceitos se relacionam à constituição do delírio e à sua lógica de funcionamento. O delírio se apresentará na psicose como uma possibilidade de reconstrução da realidade e uma reorganização da cadeia significante, que é marcada por uma ruptura devido à carência da função paterna. Maleval, no livro Le logique du délire, aprofunda-se na conceituação sobre o delírio tanto na psiquiatria como na psicanálise; o autor se apoia na psicanálise para destacar as fases de elaboração do delírio, bem como seu modo de sistematização. Para compreender os mecanismos que encadeiam o funcionamento de linguagem da psicose, bem como a elaboração e o trabalho do delírio, recorreremos aos relatos produzidos por Louis Wolfson, autor do livro Le schizo et les langues. Com essa reflexão a partir da obra de Wolfson, objetivamos destacar seu funcionamento de língua específico e, ainda, sua relação peculiar com os significantes, movidos pela carência da função paterna e uma relação de recusa ao desejo materno e, portanto, à língua ensinada por sua mãe. Além disso, buscamos investigar a sistematização do delírio a partir dos relatos do autor, considerando fundamentalmente aspectos como a recusa dos sons da língua ensinada por sua mãe e a relação estabelecida por Wolfson com as várias outras línguas escolhidas por ele para substituir aquela que poderia ter sido a sua língua materna.
Abstract: In this paper, we propose to reflect about the functioning of the delirium in the language, from Wolfson s production, considering two main aspects, his relation with several languages and his refusal of the language taught by his mother. To make our discussion, we will start from the articulation between language and psychoanalysis proposed by Jacques Lacan, begining with the re-reading of Freud and his concepts brought from linguistic area (based on Ferdinand Saussure). Freud and Lacan worry about making a distinction between neurosis and psychosis to define the structural mechanisms of each functioning. Lacan bases on some concepts proposed by Ferdinand Saussure about the language functioning, principally the linguistic sign to explain the inscription way of the subject in the language fields and the features of each structure. Our focus will be destinate to a deepening in the area of the psychosis structuration. In this way, it will be considered: the concepts concerning such strucuture, like Verwerfung of the Father s Name, the peculiar organization of the meanings and the predominance of the metonimic operation in the relation to the methaforic ones. Such concepts are related to the constitution of the delirium and the logics of the functioning. The delirium is presented in the phychoses like a possibility of the reconstruction of the reality and a reorganization of the meaningful chain, wich is marked with a break due to the lack of the father functioning. Maleval, in the book Le logique du délire, deepens in his conception about the delirium both in the psychiatry and psychanalysis; the author bases on the psychanalysis to detach the phases of the elaboration of the delirium, as well asw his way of systematization. To understand the mechanisms that make the chain of the language funcioting of the psychosis, as well as the elaboration and the work of the delirium, we base on the reports by Louis Wolfson ( author of the book Le schizo et les Langues). With this discussion cocnerning Wolfson s piece, we aim to detach the functioning of specific language and also the peculiar relation with the meanings, caused by the lack of the father s function and ther relation of the refusal of mother s wish and the language taught by her. Further more, we search to investigate the systematization of the delirium from the author s reportrs, considering mainly the aspects like the refusal of the language taught by his mother, the relation established by Wolfson With his several other languages chosen to substitute the one that could be his mother language.
Keywords: Linguagem
Delírio
Psicose
Language
Delirium
Psychosis
Psicanálise e linguística
Esquizofrênicos Linguagem
Wolfson, Louis, 1931- - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: MARINI, Caroline Pessalácia. Louis Wolfson: as palavras de escritura fina. 2010. 121 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15389
Issue Date: 29-Jul-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Caroline.pdf890.52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.