Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15382
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A escrita de Arnaldo Antunes em seu(s) (40) escritos
metadata.dc.creator: Alferes, Sirlene Cíntia
metadata.dc.contributor.advisor1: Agustini, Carmen Lucia Hernandes
metadata.dc.contributor.referee1: Bertoldo, Ernesto Sérgio
metadata.dc.contributor.referee2: Riolfi, Claudia Rosa
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho se configura como um lugar afetado por pressupostos teóricos da Linguística da Enunciação de base benvenistiana e por alguns conceitos da área da Psicanálise freudo-lacaniana, Filosofia, Análise de Discurso de linha francesa e Morfologia. Sendo essa a natureza do trabalho, o pensamento acerca da eleição dessas teorias como subsídio se fia no quê, dessas áreas, pode corroborar o estudo ao qual me propus a fazer. Sob essa perspectiva, a presente pesquisa é uma proposta de análise do processo de singularização do dizer arnaldiano, especificamente na obra 40 escritos, pensando a produção do artístico em relação ao estilo enquanto um trabalho com e sobre o simbólico que leva à assunção de singularidade em termos linguísticos. Uma singularização que parece estar para além do que, na perspectiva enunciativa, pode ser concebido como discurso (estabilidade) e como fala (instabilidade). Nessa busca pela marca do fazer artístico, prima-se por marcar o diferente no igual, é a possibilidade de marcar um inusitado que comporta o usitado. Ou seja, nessa busca pelo artístico há um trabalho com e sobre o simbólico cuja constância produz um modo de escrita que permite (re)conhecer identidade em mo(vi)mento, rastros de singularização do dizer. Um trabalho relativo a algo que não se pode se furtar a fazer, porque é relativo ao modo de o sujeito lidar com a linguagem e suas formas diversas. Devido à relação de Arnaldo Antunes com a língua, com a palavra e, de modo mais amplo, com o simbólico, se tornou pertinente analisar como se dá esse processo que denomino "brinca(dei)r(a) com a língua e brinca(dei)r(a) com o simbólico" na obra 40 escritos, uma vez que esse(a) brinca(dei)r(a) resulta em (re)criação simbólica (a qual comporta jogo linguístico, (re)criação linguística e subversão do simbólico).
Abstract: Aiming at analyzing the process of singularity of utterances produced by Arnaldo Antunes in 40 Escritos, a book which allows us to think about the artistic in its relation to the style, taken as a work with and about the symbolic, this dissertation is theoretically founded in the principles of the Linguistics of Enunciation, notably the studies by Emile Benveniste, in some concepts of Freudo-Lacanian Psychoanalysis, in Philosophy, in French Discourse Analysis, and in Morphology. It is assumed that the symbolic leads to the assumption of singularity in linguistic terms. In such a perspective, this process of singularity, which Arnaldo has been through, seems to stand beyond of what can be conceived as discourse (the place of stability) and as speech (the place of instability). Searching for the features of the artistic creation, Arnaldo strives to mark that the different is also in what is the same. This brings us the possibility of distinguishing that the unusual comprises the usual. In other words, by looking for the artistic creation, it is possible to realize that there is a work with and about the symbolic whose constancy produces a way of writing in which an identity in mo(ve)ment, as a trait of singularity, can be noticed. The analysis has shown that this kind of production undertaken by the author is related to what can not be neglected to do. It has to do with how the subject deals with the language. In addition, it was the relation of Arnaldo with the language, and broadly, with the symbolic, that enabled the analysis to find out that, in 40 Escritos, Arnaldo plays with the language as well as he plays with the symbolic. As a result, such a process of artistic production ends up in (re) creating the symbolic which also comprises linguistic interaction, linguistic (re)creation, and symbolic subversion.
Keywords: Enunciação
Escrita
Singularidade
Estilo
(Re)Criação Simbólica
Enunciation
Writing
Singularity
Style
Symbolic (re)criation
Análise do discurso
Comunicação escrita - Estudo e ensino
Antunes, Arnaldo, 1960-
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: ALFERES, Sirlene Cíntia. A escrita de Arnaldo Antunes em seu(s) (40) escritos. 2010. 199 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15382
Issue Date: 29-Jul-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sirlene.pdf4.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.