Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15329
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O sen-tido e o sin-toma no café com Freud
metadata.dc.creator: Silva, Iná Maria Nascimento Gomes
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, João Bôsco Cabral dos
metadata.dc.contributor.referee1: Bertoldo, Ernesto Sérgio
metadata.dc.contributor.referee2: Milán-ramos, José Guillermo
metadata.dc.description.resumo: O Café com Freud, doravante aqui mencionado como CcF, enquanto uma proposta sustentada na abordagem de experiências vividas, indica um espaço de investigação indissociável de uma sustentação teórica, como acontecimento que se define como lugar de pulsação. Reunindo e mobilizando pessoas, a experiência do acontecimento ao vivo do CcF parece tocar a fronteira do fio do dizer, o constrangimento da língua, em que um movimento de ruptura impulsiona um significante a outro significante provocando efeitos de sem-sentido. Cada edição do CcF interroga a rede conceitual psicanalítica e também lingüístico-discursiva, considerando que os sujeitos são efeitos da linguagem e tributários, assim, das leis e proposições da cultura. Referir-se ao CcF enquanto lugar de pulsação é poder enfatizar a noção do sujeito como suposto, não mensurável, que não se conta a si mesmo, e que, em contrapartida, conta com o significante, passagem da pulsão à língua, como possibilidade de expressão da angústia diante do impossível de tudo dizer. Um dos pressupostos deste trabalho refere-se à eleição de temas no CcF, já que as edições são temáticas e contam sempre com dois convidados. A escolha de um tema no CcF se constituirá como um traço de animação, aquele que supostamente dará vida, alma e movimento à idéia do projeto, compondo, portanto, um conto que se conta no aqui denominarei de sen-tido: a narrativa da conta mal entendida do corpo falante, o conto do engano. Outro pressuposto desse trabalho refere-se à instauração do que Lacan denominou de passo em falso, o necessário passo que no CcF é dado pela interferência participativa do locutor convidado, aquele a quem se faz um convite de participação no projeto. Ao responder afirmativamente ao convite, o convidado adentraria a dimensão do Sin, o início do Sinthome para Lacan, o pecado, a falta primordial já que a estética enunciativa do "como-dizer" na proposta do CcF faz com que a falha não cesse. O acontecimento ao vivo das edições do CcF é o momento em que se encontram presentes os interlocutores convidados e o público interessado. Instante de funcionamento discursivo singular em sua possibilidade de associar pulsão e língua, corpo pulsional e sím-bolo, ou no dizer de Lacan: "Do sin que thoma ao sin que bolo". Esse acontecimento expressaria um tempo que se identifica com um movimento de subversão do fazer com a língua. Essa é a dimensão estética do CcF, resgatar a palavra enquanto efeito de enunciação.
Abstract: The project Coffee with Freud (CcF) is a proposal supported by an approach of lived experiences. It indicates a space of investigation linked to a theoretical support. It is a happening which can be defined as a place of pulsation. It joins and mobilizes people, a concrete experience which seems to touch the saying borders. It means a language bothering in which a rupture movement threatening other significant. It also provokes effects of mis-sense . Each CcF edition questions a conceptual psychoanalytical framework, involving a discursive and linguistic approach. It considers subjects as language effects, attributed to laws and cultural propositions. CcF is a place of pulsation which emphasizes subject notion as supposed to be not measurable. It is not conditioned to itself. It deals with meanings as a language pulsation passage, as a possibility of feelings expression in the impossibility of feelings saying. One of the theoretical presuppositions of this work deals with the deciding process of CcF themes. Its editions are thematic and there are two guests for exposing the chosen theme. Such choice will constitute an animation trace. This choice supposes to give life, soul and movement to the project idea. Thus, it could be considered as being a story which will be told the so-called mis-sense : a narrative of a misunderstanding condition of human being human contradiction. Another presupposition for such work refers to what Lacan means as being a false step, the needed step for interfering guest participation. In CcF, invited guests, when confirm their participation, they inscribe themselves in a dimension of sin , the beginning of a symptom, according to Lacan. The sin of primordial absence, once there is an enunciatively aesthetics about how to say in the CcF proposal. It provokes a sensation of an interrupted searching which, in fact, is never interrupted. CcF editions are concerned to Lacanian symptom expression. It is a moment in which guests and audience work discursively in their pulsation singularity, associating language, pulsation body and symbol (sin and set; sin and tone). It means an expression of a time which identifies itself to a movement of language subversion. It is an aesthetics dimension. CcF rescues lost words as sense effects.
Keywords: Análise do discurso
Língua
Sintoma
Sentido
Inconsciente
Enunciação
Language
Symptom
Sense
Unconscious
Enunciation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: SILVA, Iná Maria Nascimento Gomes. O sen-tido e o sin-toma no café com Freud. 2008. 188 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15329
Issue Date: 11-Jul-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
parte 1.pdf9.6 MBAdobe PDFView/Open
parte 2.pdf9.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.