Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15321
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Era uma vez - coesão e legibilidade em histórias infantis para leitores iniciantes
Author: Araújo, Everaldo Lima de
First Advisor: Travaglia, Luiz Carlos
First member of the Committee: Kappel, Irma Beatriz Araújo
Second member of the Committee: Mesquita, Elisete Maria de Carvalho
Summary: A presente pesquisa propõe-se observar como se organizam as histórias infantis modernas, enquanto textos, a partir de seu funcionamento textual, tendo por base a coesão referencial, a progressão temática e a referenciação, bem como verificar a relação desses elementos enquanto agentes facilitadores da compreensão textual (produzindo a coerência), tendo em vista o leitor iniciante, que se considera o leitor em potencial dessa categoria de texto. Acredita-se que essas histórias lançam mão de tipos de coesão referencial e de progressão temática, assim como de referenciação mais simples, como sendo recursos que facilitam a compreensão, tendo em vista o público-alvo pretendido desse texto - leitor iniciante -, de forma que o uso dessas histórias possam provocar conseqüências na formação do leitor e do produtor de textos futuros. O corpus da pesquisa é formado por 50 (cinqüenta) histórias infantis contemporâneas brasileiras, que são submetidas a uma análise quantitativa e qualitativa. Num dado momento, após já organizado o referencial teórico da pesquisa que trata de questões de coesão (coesão referencial, progressão temática e referenciação), as histórias infantis são analisadas observando-se o número de ocorrências e freqüência da coesão referencial, conforme propõe Koch (1988 e 1989). No caso da coesão referencial por substituição, trata-se das pró-formas (pronominal, verbal, adverbial e quantitativa) e da elipse. No caso da coesão referencial por reiteração observam-se a expressão nominal definida, nominalização, expressão sinônima ou quase sinônima, nome genérico, hiperônimo ou indicador de classe, repetição do item lexical e forma referencial que categoriza. Nessa mesma perspectiva, faz-se a análise quantitativa dos tipos de progressão temática, conforme propõe Danes (1974): progressão temática linear, progressão temática com um tema constante, progressão com tema derivado, progressão por desenvolvimento de um rema subdividido e progressão com salto temático. De posse dos dados da análise quantitativa da coesão referencial procede-se uma análise que se propõe verificar o que tais dados implicam enquanto elementos que auxiliam na produção de sentidos do texto. Dessa forma, utiliza-se o referencial teórico da referenciação para dar conta de tal análise. Por conseguinte, procura-se estabelecer possíveis relações entre os tipos recorrentes de recursos de coesão em foco, no intuito de, ao mesmo tempo, verificar se essa relação caracteriza os textos em estudo (histórias infantis contemporâneas) e como essa relação age na constituição dos mesmos, bem como qual a implicação do uso recorrente de determinados tipos de coesão referencial e de progressão temática, bem como de referenciação, enquanto elementos textuais que auxiliam a compreensão do texto, levando-se em conta o público alvo do texto em questão. Verificou-se que, de fato, os elementos de coesão mais simples são os mais recorrentes nas histórias analisadas, o que tende a facilitar o processo de interpretabilidade do leitor iniciante.
Abstract: This present work studies how the modern children s stories are organized in texts, analyzing its textual functioning, and based on its referential cohesion, thematic progression and referenciation. Aside from that, we will verify the relation of those elements as facilitators of the textual comprehension (that produces the cohesion), considering the young readers, the potential readers of this texts. Modern children stories use referential cohesion and thematic progression, as well as more simple types of referenciation, as resources to simplify the comprehension (the prodution of meaning) of the young readers. Those resources are believed to cause consequences in the development of this readers and producers of future texts. The corpus of this research is formed by 50 (fifty) modern brazilian children stories, that are analised both in terms of quality and quantity. In a certain moment, after the organization of the theoretical referential about the matters of cohesion (referential cohesion, thematic progression, referenciation), those children stories are analised observing the number of ocurrences and the frequency of the referential cohesion, as defined by Koch (1988, 1989). In case of referential cohesion by means of substitution, they are made with the use of ellipsis and the pre-forms (pronominal, verbal, adverb and quantitative substitutes). In case of referential cohesion by reiteration, are observed the defined nominal term, nominalization, the synonymous or almost synonymous expression, the generical name, hyperonimous or class indicator, repetetion of lexical item and the referential form that classifies it. On the same perspective, are peformed the quantity analysis of the types of thematic progression, as were defined by Danes (1974): linear thematic progression, thematic progression with a constant theme, progression with a derived theme, progression by development of a subdivided theme, and progression by thematic leap. After this quantitative analysis of the referential cohesion, we proceed to analise what are the implications of those as assistant elements in the production of the text meanings. Following, we use the theoretical referential to make such analysis. Therefore, at the same time, we intend to trace the possible relations between the recurring types of cohesion resources, to verify their occurrence in the chosen texts (modern children stories), how this relation influences their own constitution, as well as what are the implications of the recurrent use of certain types of cohesion referentials and thematic progression, as text elements that assist in the textual comprehension. In fact, we verified that the more simple cohesion elements are the more recurrent in the chosen stories, and that helps the interpreting process of the beginner reader.
Keywords: Leitor iniciante
Histórias infantis
Coesão referencial
Progressão temática
Referenciação
Beginner reader
Children stories
Referential cohesion
Thematic progression
Referenciation
Coesão
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Linguística Letras e Artes
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: ARAÚJO, Everaldo Lima de. Era uma vez - coesão e legibilidade em histórias infantis para leitores iniciantes. 2006. 184 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2006.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15321
Date of defense: 29-Nov-2006
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Everaldo 1.pdf10.39 MBAdobe PDFView/Open
Everaldo 2.pdf10.34 MBAdobe PDFView/Open
Everaldo 3.pdf9.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.