Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15319
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Um estudo da arquitetura textual do gênero entrevista
metadata.dc.creator: Borges, Selma Zago da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Rocha, Maura Alves de Freitas
metadata.dc.contributor.referee1: Kappel, Irma Beatriz Araújo
metadata.dc.contributor.referee2: Bertoldo, Ernesto Sérgio
metadata.dc.description.resumo: Investigou-se, neste trabalho, a arquitetura textual do gênero entrevista jornalística em duas revistas de circulação nacional: revista Veja seção Amarelas e revista Superinteressante seção Superpapo/Papo. A principal hipótese de trabalho foi a de que, embora o gênero entrevista seja uma atividade de linguagem altamente padronizada, que implica expectativas normativas específicas da parte dos interlocutores, possibilita, em sua arquitetura, maior heterogeneidade de seqüências textuais. Nesse sentido, a característica de estabilidade do gênero entrevista é determinada a partir das regularidades apresentadas no conteúdo temático, na construção composicional e no estilo; e a dimensão conteúdo temático pode ser investigada quando se parte dos estudos da organização seqüencial do texto. Para isso, foram identificadas as três dimensões constitutivas do gênero segundo as concepções bakhtinianas conteúdo temático, construção composicional e estilo. Em seguida, foi realizado o estudo da estrutura composicional do gênero entrevista com base na teoria das seqüências de Adam (1997) e no estatuto dialógico das seqüências de Bronckart (2003). Para o desenvolvimento da pesquisa, trabalhou-se com dois corpora: um corpus de análise do perfil dos entrevistados, correspondente a todas as entrevistas publicadas nos anos de 2004, 2005 e 2006; um corpus de análise, constituído de vinte entrevistas, sendo dez entrevistas de cada revista, nesses mesmos anos. Nesse corpus, as análises foram realizadas mediante as fases sucessivas da construção interna da entrevista: abertura; apresentação do entrevistado e assunto; desenvolvimento; e encerramento. A partir desses estudos, concluiu-se que, no plano de ação da linguagem, o gênero entrevista não pode ser compreendido, produzido sem referência aos elementos de sua situação de produção, de forma que se deve considerar os aspectos da interação e das condições sócio-históricas de produção. No plano do estilo, a investigação mostrou que entrevistador e entrevistado, ao proferirem os enunciados, são investidos de papéis sociais vinculados ao exercício dos rituais da imprensa jornalística e, assim, revelam o caráter midiatizado da enunciação. O estilo também revela o caráter dialógico e polifônico do enunciado, a inseparabilidade entre a análise do gênero de seus modos e redes de transmissão e do quadro social de sua produção e publicação. No plano da construção composicional, apesar de a entrevista se constituir de seqüências dialogais e apresentar um domínio de seqüências explicativas o que justifica o caráter estável do gênero em ambas as revistas, foi significativa a variedade de ocorrência de seqüências argumentativa, narrativa, descritiva que entrecruzam e constituem esse gênero. Em relação à identificação da seqüência dominante por fases da entrevista, os resultados foram ainda mais diferenciados, comprovando, assim a natureza composicional heterogênea da linguagem. As análises evidenciaram a relação direta entre o conteúdo temático e o modo de planificação do gênero, pois as seqüências se adaptam ao conteúdo dizível a fim de atender os propósitos dos produtores do texto. Apesar de as características descritas do gênero investigado serem determinadas a partir de regularidades apresentadas no conteúdo temático, construção composicional e estilo, o caráter cambiante dos gêneros permite que o gênero entrevista apresente suas singularidades na forma de organização do dito e nos meios lingüísticos que o operam para dizê-lo.
Abstract: It was investigated, in this study, the textual architecture of the genre journalistic interview in two magazines of national circulation: Veja magazine - section Yellow - and Superinteressante magazine section Superpapo/Papo. The main hypothesis of study was that, although the interview genre is an activity of highly standardized language, that implies specific normative expectations of the part of the text producers, it makes possible, in its architecture, bigger heterogeneity of the textual sequences. In this direction, the characteristic of stability of the interview genre is determined from the regularities presented in the thematic content, the composition construction and in the style; and the dimension thematic content can be investigated when it begins from the studies of the text sequential organization. That is why, three genre constituent dimensions according to Bakhtin s conceptions were identified thematic content, composition construction and style. After that, it was carried out the study of the composition structure of the interview genre based on Adam s sequences theory (1997) and on the Bronchart s dialogue statute of the sequences (2003). For the development of the research, two corpora were studied: a corpus of analysis of the interviewees profile, corresponding to all interviews published in the years of 2004, 2005 and 2006; a corpus of analysis, that is constituted of twenty interviews, being ten interviews of each magazine, in these same years. In this corpus, the analyses were carried out through the successive phases of the interview internal construction: opening; presentation of the interviewee and subject; development; and closing. From these studies, it was concluded that, in the language action plan, the interview genre cannot be understood, produced without reference to the elements of its production situation, so, the aspects of the interaction and the social-historical conditions of production must be considered. In the style plan, the investigation showed that when interviewer and interviewee pronounce the sayings, they incorpore social roles linked to the exercise of the journalistic press rituals and, thus, they reveal the discourse midiatized character. The style also reveals the dialogic and poliphonic character of the saying, the inseparable characteristic between the genre analysis of their ways and nets of transmission and of the social picture of its production and publication. In the composition construction plan, although the interview constitutes itself of dialogue sequences and presents an explanatory sequences domain - that justifies the genre stable character - in both the magazines, it was significant the variety of sequences occurrense - argumentative, narrative, descriptive - that intercross and constitute this genre. In relation to the identification of the dominant sequence by interview phases, the results were still more differentiated, proving thus, the nature composition heterogeneous of the language. The analyses evidenced the direct relation between the thematic content and the way of genre planning, because the sequences adapt themselves to the content that can be said in order to deal with the text producers intentions. Although the characteristics described of the genre investigated are determined from regularities presented in the thematic content, composition construction and style, the genres changeable character allows that the interview genre presents its singularities in the organization way of the said and in the linguistic means that operate to say it.
Keywords: Gênero
Entrevista jornalística
Construção composional
Conteúdo temático
Estilo
Genre
Journalistic interview
Composition construction
Thematic content
Style
Lingüística aplicada
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: BORGES, Selma Zago da Silva. Um estudo da arquitetura textual do gênero entrevista. 2007. 236 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15319
Issue Date: 30-Oct-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Selma.pdf1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.