Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15308
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: A voz do caminhoneiro no rádio amador : prática discursiva e seus possíveis efeitos
Author: Leite, Thiago André Rodrigues
First Advisor: Agustini, Carmen Lucia Hernandes
First member of the Committee: Vasconcelos, Regina Ilka Vieira
Second member of the Committee: Bertoldo, Ernesto Sérgio
Third member of the Committee: Tavares, Carla Nunes Vieira
Fourth member of the Committee: Rodrigues, Eduardo Alves
Summary: Nesta pesquisa, partimos do uso do aparelho de rádio amador por caminhoneiros membros da prática discursiva do grupo PX, a fim de compreendermos e explicitarmos como esses trabalhadores lidam com questões sociais (condições de vida e imagens) nas relações discursivas que mantêm, via rádio amador, entre si e com outros membros. Um modo de lidar com essas questões é por meio da ludicidade, a qual, nessa prática discursiva, configura-se como um funcionamento social, já que se constitui como regularidade discursiva. A ludicidade, produto de jogos de linguagem, instaura-se como o nosso fio condutor, permitindo-nos trabalhar com a seguinte pergunta de pesquisa: o que a ludicidade dos caminhoneiros, na prática desse grupo, pode (re)velar sobre eles e sobre a condição deles na sociedade? Aventamos a hipótese de que a ludicidade indicia que os caminhoneiros realizam uma resistência de si, de maneira a significar a continuidade do e no modo de vida. Hipotetizamos, também, que a ludicidade, além de constituir-se enquanto funcionamento discursivo e efeito discursivo da prática do grupo PX, parece poder produzir efeitos de resistência simbólica à lamentação em relação a aspectos árduos das condições de vida. Mostramos, mediante a realização de análise do corpus, que a relação construída por nós entre jogos de linguagem, ludicidade e resistência simbólica parece estar em função de um jogo discursivo que coloca em funcionamento sentidos em oposição. Apontamos como esse jogo discursivo ocorre nos recortes analisados, os quais foram divididos em recortes temáticos: jogos linguísticos, jogos de riso e jogos de voz musicada. Para a realização deste trabalho, filiamo-nos ao quadro teórico da Análise de Discurso pêcheuxtiana, sobretudo em sua terceira época, posto que esse quadro lida com a noção de sujeito discursivo, sujeito social, que é o sujeito da recorrência dos e nos dizeres, funcionando ao modo de uma prática discursiva. O caminhoneiro membro do grupo PX de rádio amador, por meio do funcionamento da ludicidade, é o nosso sujeito discursivo. Tendo em vista que a prática discursiva desse grupo parece proporcionar uma forma subjetiva de existência para os caminhoneiros, consideramos que nosso trabalho pode contribuir para a explicitação da importância dessa prática para eles. Assim, essa contribuição, que pode dar visibilidade ao grupo PX, está relacionada à discussão que tecemos em torno da questão da ludicidade, resultado de jogos de linguagem produzidos por caminhoneiros via rádio amador, parecendo produzir efeitos de resistência simbólica.
Abstract: In this research, considering the use of the amateur radio by truck drivers who are members of the PX group, we intend to understand and to show how these workers deal with social questions (life conditions and images) in the discourse relations they keep, via amateur radio, among one another and with other members. A way of dealing with these questions is by means of the playfulness, which is, in the discourse practice of the PX group, a social functioning, since it is characterized as discourse regularity. The playfulness, result of plays of language, is our conducting wire, allowing us working with the following research question: what the playfulness of the truck drivers, in the practice of this group, can reveal/veil about them and about their condition in the society? We hypothesize that the playfulness indicates the truck drivers perform a self resistance, so it means the continuity of and in the way of life. We also hypothesize the playfulness, besides being a discourse functioning and discourse effect of the PX group practice, seems to be able to producing effects of symbolic resistance against the mourning in relation to hard aspects of the life conditions. We show, by investigation of the corpus, that the relation made by us between plays of language, playfulness and symbolic resistance seems to be according to a discourse play which makes functioning opposite meanings. We point out how this discourse play happens in the investigated cuttings, what were divided into themed cuttings: linguistic plays, laugh plays and musical voice plays. In this work, we are based on Pêcheux‟s Discourse Analysis, mainly in its third epoch, since this theory deals with the notion of discourse subject, social subject, who is the subject of the recurrence of and in the sayings, functioning according to a discourse practice. The truck driver who is a member of the PX group, by means of the playfulness functioning, is our discourse subject. Considering that the discourse practice of this group seems to provide a subjective way of existence to the truck drivers, we cogitate our work can contribute to the explanation of the importance of this practice to them. Therefore, this contribution, that can give visibility to the PX group, is related to the discussion we make concerning to the playfulness, result of plays of language produced by truck drivers via amateur radio, seeming to produce effects of symbolic resistance.
Keywords: Caminhoneiro
Rádio amador
Jogos de linguagem
Ludicidade e resistência
Truck driver
Amateur radio
Plays of language
Playfulness and resistance
Linguistica aplicada
Motoristas de caminhão - Linguagem
Serviço rádio do cidadão
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Linguística Letras e Artes
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: LEITE, Thiago André Rodrigues. A voz do caminhoneiro no rádio amador : prática discursiva e seus possíveis efeitos. 2015. 147 f. Tese (Doutorado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15308
Date of defense: 24-Feb-2015
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VozCaminhoneiroRadio.pdf11.65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.