Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15303
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Aula de língua portuguesa: das identificações do professor à sua prática
metadata.dc.creator: Leite, João de Deus
metadata.dc.contributor.advisor1: Bertoldo, Ernesto Sérgio
metadata.dc.contributor.referee1: Agustini, Carmen Lucia Hernandes
metadata.dc.contributor.referee2: Tavares, Carla Nunes Vieira
metadata.dc.contributor.referee3: Ghiraldelo, Claudete Moreno
metadata.dc.contributor.referee4: Silva, Carmem Luci da Costa
metadata.dc.description.resumo: Esta tese aborda o jogo de interlocução entre professor e aluno(s), constituído no espaço de sala de aula. Vamos mostrar, analiticamente, que esse jogo de interlocução entre professor e aluno(s) faz constituir e/ou manifestar uma relação discursiva deles com a Língua Portuguesa. Como o foco desta tese está circunscrito ao professor, trata-se de pensar na relação discursiva que ele é levado a construir com o seu objeto de trabalho, no caso a Língua Portuguesa, e com as diretrizes oficiais do ensino dessa Língua, considerando a instância da aula. Essas diretrizes se apresentam, como referencial importante, tanto para o professor participante da pesquisa quanto para a escola em que ele trabalha. É que, a partir dessas diretrizes, buscou-se orientar o fazer pedagógico do professor, destacando que os gêneros de texto , para usarmos a terminologia constante das diretrizes, devem ser tomados, como ponto de partida e de chegada nas aulas de Língua Portuguesa, e que o ensino de gramática normativa deve estar integrado ao texto. Entretanto, ao apostarmos na perspectiva da relação com o saber, é preciso dimensionar que a relação do professor com o seu objeto de trabalho e com as diretrizes oficiais não é pressuposta nem plena e bem-sucedida. Como defendemos, nesta tese, há uma posição discursivo-enunciativa a ser construída e exercida pelo professor para que ele, de seu objeto de trabalho e das diretrizes, possa (se) enunciar. O modo como o professor (se) enuncia deixa flagrar uma contingência da relação e uma relação necessária com esse objeto e com as diretrizes. Desse modo, concebendo a sala de aula, como uma instância discursiva, mostraremos que essa instância figura como lugar de (re)criação contínua de saberes. Os saberes não estão desde já aí, cabendo ao professor (re)inventá-los. E essa (re)invenção, dada a sua natureza enunciativa, acontece em mo(vi)mentos temporais e espaciais singulares. Se os saberes precisam ser (re)inventados, nessa instância, mostraremos, também, que a transmissibilidade possível entre professor e aluno(s) é a do enigma, pois os saberes não estão desde já aí, como ressaltamos. Além disso, os efeitos das enunciações faladas que o professor traz ao(s) aluno(s), e vice-versa, não são controláveis nem previsíveis. Sendo assim, esta tese está voltada para uma prática pedagógica específica de um professor de educação básica da rede pública de ensino, com o intuito de dimensionar a seguinte pergunta de pesquisa: Como o professor responde, no espaço de sala de aula, pelo ensino de Língua Portuguesa, considerando o jogo de interlocução que se constitui em aula com o(s) aluno(s)? Embora haja o destaque e a suposta filiação às orientações constantes das diretrizes oficiais tanto pela escola quanto pelo professor, aventamos a hipótese de que a complexa relação do professor com o seu objeto de trabalho produz efeitos diferentes em sala de aula. Ora a posição discursivo-enunciativa de professor se acentua, de maneira que o professor se lança à abordagem do texto, elaborando mo(vi)mentos de leitura e de interpretação a partir da associação entre saberes. O professor produz ficção com o texto, já que ele constrói diferentes cenários para a sua abordagem. Ora a posição discursivo-enunciativa se rarefaz, tendo em vista os mo(vi)mentos de não enfrentamento do ensino de gramática normativa. O professor produz fixação com a gramática, pois ele a aprisiona a certos lugares projetados por ele. Por meio do diálogo conceitual entre os campos da Análise de Discurso francesa peuchetiana, da Linguística da Enunciação benvenistiana e da Psicanálise freudo-lacaniana, vamos fundamentar, tendo algumas Cenas Enunciativas, como materialidade, o modo como o exercício da posição discursivo-enunciativa é exercido, sobretudo as possíveis implicações desse exercício para as aulas de Língua Portuguesa
Abstract: This thesis approaches the interlocution game between teacher and student(s), build up in the classroom. We show that this game produces a discursive relationship between the teacher and students with the Portuguese language. Focused on the teacher, it is our intention to discuss the discursive relationship that he is to construct with his object of work and with the official guidelines for the teaching of Portuguese, taking into account the classroom. The official guidelines for the teaching of Portuguese work as a reference both for the teacher and for the school. They guide the teacher s pedagogical practice in the classroom. Textual genres are to be taken as a starting point in the Portuguese language classes. To the same extent, the teaching of normative grammar is also to be integrated to the text. However, having in mind that there is a relationship to knowledge that should be taken into account, it is necessary to consider that the relationship between the teacher and his object of work as well as with the official guidelines are not taken for granted and not necessarily successful. As assumed in this thesis, the teacher is supposed to construct and exercise a discursive-enunciative position, which allows him to enunciate from such a perspective. The way the teacher enunciates himself shows the contingency of the relation to the same extent that it also shows a necessary relation with his object of work and with the official guidelines. Thus, assuming the classroom as a discursive instance, we show that it works as a place in which knowledge is constantly being (re)created. It is the teacher s task to (re)invent such knowledge. This (re)invention, once it is of an enunciative character, occurs in singular temporal and spatial movements. As a consequence, the transmissibility possible between teacher and students is that of the enigma. In addition, the effects of the enunciation the teacher provides the students with are neither controllable nor predictable. Thus, this thesis dedicates its efforts in the particular pedagogical practice of a Portuguese teacher who works at a public school. The guiding research question is written in the following way: how does the teacher assume the responsibility for the teaching of Portuguese, taking into account the interlocution game between the teacher and students build up in the classroom? In order to answer such a question, we have dealt with a guiding hypothesis, under which the complex relationship between the teacher and his object of work produces different effects in the classroom. On the one hand, the discursive-enunciative position of the teacher is highlighted. That makes him work with the text by interpreting and associating different kinds of knowledge. The teacher produces fiction with the text by building up different scenarios to approach it. On the other hand, the discursive-enunciative position of the teacher is rarefied. He is not able to face the teaching of the normative grammar. In this case, the teacher produces fixation with grammar by attaching it to places projected by himself. Theoretically, this study is founded on the dialogue among the fields of Discourse analysis, as undertaken by Pêcheux, the Linguistics of Enunciation, as understood by Benveniste and by Psychoanalysis, founded by Freud and Lacan. Enunciative scenes are analyzed in order to show how the exercising of the discursive-enunciative position is assumed and, to the same extent, to discuss the possible implications of such an exercise for the Portuguese classes
Keywords: Diretrizes oficiais
Posição discursivo-enunciativa
Identificação
Gêneros de texto
Gramática normativa
Official Guidelines
Discursive- enunciative position
identification
Text Genres
Normative grammar
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Citation: LEITE, João de Deus. Aula de língua portuguesa: das identificações do professor à sua prática. 2015. 248 f. Tese (Doutorado em Linguística Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15303
Issue Date: 25-Feb-2015
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AulaLinguaPortuguesa.pdf820.69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.