Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15152
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Estudo da clarificação da lecitina de soja
metadata.dc.creator: Castejon, Letícia Vieira
metadata.dc.contributor.advisor1: Finzer, Jose Roberto Delalibera
metadata.dc.contributor.referee1: Ribeiro, Eloizio Julio
metadata.dc.contributor.referee2: Melo, Claudia Maria Tomás
metadata.dc.description.resumo: A lecitina de soja, normalmente conhecida como sendo um conjunto de fosfatídeos ou fosfolipídeos do óleo bruto de soja, possui em sua composição, não só moléculas lipídicas contendo moléculas de fósforo, mas contém quantidades consideráveis de clorofilas, carotenóides e substâncias marrons. Todas estas possuem espectros de absorções específicos que por espectrofotometria podem ser quantificadas, pois fornecem coloração característica à lecitina. A coloração é um marrom escuro, muitas vezes denominado de âmbar, que pode ser fator determinante na escolha e utilização desse emulsificante natural. Portanto, a coloração da lecitina de soja pode ser reduzida através da adição de compostos químicos peroxidantes, os quais possuem a estruturas (OO-²) de radical peróxido em suas moléculas, tais como o peróxido de hidrogênio (descolorante químico inorgânico) e o peróxido de benzoíla (descolorante químico orgânico). A aplicação do peróxido de hidrogênio e do peróxido de benzoíla como descolorante da lecitina de soja foi estudada em concentração mínima de 0,5%, e máxima de 2,0%. As análises realizadas na lecitina de soja e nas amostras tratadas com os agentes descolorantes foram referentes aos teores de umidade, índice de saponificação, estabilidade oxidativa, compostos clorofilados, carotenóides e substâncias marrons. Foi realizado um teste preliminar logo no início do estudo, para se determinar qual, entre dez solventes orgânicos solubilizaria a lecitina ao máximo. O hexano foi escolhido como o apropriado para solubilizar a lecitina de soja nas análises físico-químicas de carotenóides, substâncias marrons e estabilidade oxidativa, pois possui melhor custo/benefício, é amplamente utilizado na extração de óleo bruto e possui característica de 100% de apolaridade. Os resultados obtidos nas análises físico-químicas da lecitina de soja adicionada de peróxido de hidrogênio a 35% nas proporções de 0,5%, 1,0%, 1,5% e 2,0% foram: baixos índices de saponificação, aumento gradativo na estabilidade oxidativa pelo decréscimo nos teores de estruturas primárias e secundárias da reação de peroxidação, degradação de compostos clorofilados, diminuição dos carotenóides e de substâncias marrons. Ao ser decomposto o peróxido de hidrogênio gera gás oxigênio e água livres. E, a respeito dos resultados referentes à adição de peróxido de benzoíla anidro 65% temse que o aumento na concentração desse causou elevação do índice de saponificação, aumento da estabilidade oxidativa da lecitina, degradação mais amena de compostos clorofilados e carotenóides, além de reduzir a quantidade de substâncias marrons. Por fim, verficou-se que a clarificação da lecitina comercial foi adequada, pois observou-se a despigmentação da lecitina de soja com peróxido de hidrogênio e peróxido de benzoíla visualmente e quantitativamente através da análises físico-químicas realizadas.
Abstract: The soy lecithin, usually known as being a phosphorous group or phospholipids of the rude oil of soy. He/she possesses in his/her composition not only molecules lipids containing match molecules, but they count considerable amounts of chlorophylls, carotenes and brown substances. All these possess specific spectra of absorptions that for spectrophotometric can be quantified, therefore they supply characteristic coloration to the lecithin. The coloration is a brown darkness, a lot of times denominated of amber, it can be decisive factor in the choice and use of that natural emulsificant. Therefore, the coloration of the soy lecithin can be reduced through the addition of compositions chemical peroxides, which possess to structures (OO-²) of radical peroxides in their molecules, such as the peroxides of hydrogen (inorganic chemical bleach) and the benzoíla peroxides (organic chemical bleach). The application of the peroxides of hydrogen and of the benzyl peroxides as clarificant of the soy lecithin was studied and certain the minimum concentration was 0,5%, to the maximum of 2,0%. The analyses accomplished in the soy lecithin and in the samples treated with the bleaching agents were regarding the humidity tenors, saponification index, stability oxidative, composed chlorophylls, carotenes and brown substances. A preliminary test was accomplished soon in the beginning of the study, to determine which among ten solvents organic solubilized the lecithin to the maximum. The hexane was chosen as the appropriate for solubilization the soy lecithin in the physiochemical analyses of carotenes, brown substances and stability oxidative, because it possesses better custom/benefice, it is used thoroughly in the extraction of rude oil and it possesses characteristic of 100% of apolarity. The results obtained in the physiochemical analyses of the lecithin of added soy of peroxide of hydrogen to 35% in the proportions of 0,5%, 1,0%, 1,5% and 2,0% were: index bass of saponification, gradual increase in the stability oxidative for the decrease in the tenors of primary and secondary structures of the peroxidation reaction, degradation of compositions chlorophylls, decrease of the carotenes and of brown substances. To the peroxide of hydrogen to be decomposed it generates gas oxygen and free water, however the analysis on the humidity tenor was not satisfactory. And, regarding the results regarding the addition of peroxide of benzyl anidre 65% is had that the increase in the concentration of that it caused elevation of the saponification index, increase of the stability oxidative of the lecithin, suave degradation of composed chlorophylls and carotenes, besides reducing the amount of brown substances. Finally, at the end of the study the clarification terminology was determined as appropriate to describe the despigmentation of the soy lecithin with peroxide of hydrogen and benzyl peroxide visually e quantitivity with physic-chemistry analyses realized.
Keywords: Lecitina de soja
Peróxido de hidrogênio
Peróxido de benzoíla
Soybean lecithin
Benzyl peroxide
Hydrogen peroxide
Lecitinas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA QUIMICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Engenharias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Engenharia Química
Citation: CASTEJON, Letícia Vieira. Estudo da clarificação da lecitina de soja. 2010. 140 f. Dissertação (Mestrado em Engenharias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15152
Issue Date: 26-Jul-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Leticia.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.