Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13899
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A questão educacional nas obras de Karl Marx e Friedrich Engels
metadata.dc.creator: Netto, Mario Borges
metadata.dc.contributor.advisor1: Lucena, Carlos Alberto
metadata.dc.contributor.referee1: França, Robson Luiz de
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Luciene Maria de
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação tem como objetivo identificar, apresentar e problematizar as proposições de Marx e Engels sobre a educação, tendo como referência a crítica ao modo de produção capitalista e a necessidade de sua superação. Para tanto, o trabalho está organizado em duas partes: na primeira, investigamos o contexto histórico em que Marx e Engels viveram, com o propósito de melhor compreender a base material sobre a qual o materialismo histórico dialético se erigiu. Na segunda parte, problematizamos a instrução europeia nos séculos XVIII e XIX e a inserção de Marx e Engels no debate educacional de seu tempo. Por meio da pesquisa é possível perceber que a questão educacional nas obras de Marx e Engels está associada aos seus estudos sobre o desenvolvimento do modo de produção capitalista e seus desdobramentos contraditórios na organização da vida social. Isso implica, portanto, considerar a função que a educação escolar desempenha para a manutenção e expansão do capitalismo, bem como, contraditoriamente, em que medida ela contribui para o projeto revolucionário da classe trabalhadora em vista da construção do comunismo. Ao concluir esta dissertação notamos que Marx e Engels não construíram uma pedagogia, tão pouco uma teoria educacional, senão um amplo sistema teórico sobre a sociedade capitalista que na sua totalidade abarcou as questões acerca da formação humana, da educação da classe trabalhadora e da instrução pública. Contudo, entendemos o legado marxiano como uma perspectiva revolucionária que se mantém atual no desvelamento da sociedade capitalista, pois possibilita e potencializa a transformação revolucionária da realidade. Por isso, os estudos de Marx e Engels são necessários à problematização da educação, que ao propor a superação da dicotomia entre trabalho manual e trabalho intelectual, entre pensar e fazer, faz a defesa intransigente de uma formação humana integral, centrada em conteúdos que está para além da ordem do capitalismo.
Abstract: This dissertation intends to problematize the propositions of Marx and Engels about education, it has the critics to the capitalist way of production and the necessity of its overcoming as its reference. In order to do that, it is organized in two parts: in the first one we investigate the historical context in which Marx and Engels lived, with the purpose of better understanding the material basis of the historical dialectical materialism. In the second part, we problematize the European instruction in XVIII and XIX centuries and the inclusion of Marx and Engels in the educational debate of their time. Through the research it is possible to perceive that the educational issue in the work of Marx and Engels is associated to the studies about the development of the capitalist way of production and its contradictions in the organization of social life. That means, therefore, it is necessary to consider the function that school education has to the maintenance and spread of capitalism, as well as, conversely, it contributes to the revolutionary project of the working class aiming the construction of communism. When we concluded this dissertation we noticed that Marx and Engels didn t construct pedagogy, or even an educational theory, but a vast theoretical system about a capitalist society that, in its totality, has embraced the questions about human formation, education of the working class and of public instruction. However, we understand the Marxian legacy as a revolutionary perspective that remains modern in the revealing of the capitalist society, because it makes it enable and potentialize the revolutionary transformation of reality. Consequently, the studies of Marx and Engels are necessary to the problematization of education, which proposes the overcoming of the dichotomy between manual work and intellectual work, between thinking and doing, and by doing that it makes the intransigent defense of a complete human formation, centered in contents that are beyond the order of capitalism.
Keywords: Marx e Engels
Marxismo e educação
Formação da classe trabalhadora
Instrução pública
Marx and Engels
Marxism and education
Education of the working class
Public instruction
Educação Filosofia
Marx, Karl, 1818-1883 - Opiniões sobre educação
Engels, Friedrich, 1820-1895 - Opiniões sobre educação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: NETTO, Mario Borges. A questão educacional nas obras de Karl Marx e Friedrich Engels. 2013. 141 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13899
Issue Date: 21-Jan-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf780.69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.