Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13761
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Geografia(s), saberes, práticas e vivências culturais de jovens adolescentes
metadata.dc.creator: Greco, Fatima Aparecida da Silveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Guimarães, Selva
metadata.dc.contributor.referee1: Nogueira, Sandra Vidal
metadata.dc.contributor.referee2: Passini, Elza Yasuko
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa trata da Geografia escolar, dos aprendizes e das aprendizagens. Constatando que uma das principais dificuldades encontradas em sala de aula pelos professores tem sido despertar o interesse dos alunos em apreender, este estudo busca discutir a relação entre os alunos e a Geografia escolar, abordando temas como sujeito histórico-cultural, cultura juvenil, mídia, lugar, mundo e mundialização. Analisado a Geografia como um saber e uma prática em movimento e constituindo os alunos da última série do ensino fundamental como sujeitos desta análise, focalizo suas práticas espaciais e vivências culturais dentro e fora do espaço escolar. Delineando o ser aluno em suas múltiplas dimensões, no seu processo de adolescer e ser/estar jovem no mundo contemporâneo, são mapeados os lugares e os meios de comunicação por onde esses jovens adolescentes entre 14 e 17 anos, heterogêneos socioculturalmente, moradores de diferentes bairros, vivenciam seu tempo, seu espaço e seu mundo e analisa-se a leitura que esses alunos, entre a 5ª e a 8ª série, fazem da Geografia ensinada e aprendida na rede pública de ensino. A configuração de uma rede multicultural de referências identitárias, de linguagens, discursos pedagógicos e expressões da cultura juvenil presente na geografia vivida por esses jovens adolescentes contrasta com a linguagem, práticas e conteúdos da Geografia do currículo escolar, fornecendo pistas para compreender por que os jovens adolescentes evidenciam que, embora reconheçam a importância da Geografia, esta disciplina não desperta seu interesse. Esse descompasso de tempo-espaço entre o mundo fora e o dentro da escola expõe a necessidade da discussão sobre as questões curriculares de forma-conteúdo, teoria-prática, especialmente no processo de ensino e aprendizagem da Geografia, com o objetivo de estabelecer um diálogo entre professor-aluno e conhecimento geográfico coerente com o tempo-espaço dos jovens adolescentes no mundo contemporâneo para possibilitar-lhes superar o saber de senso comum diante das realidades aparentes do espaço social.
Abstract: This work deals with school Geography, learners and learning. Having pupils learning interest as one of the main difficulties teachers face up to in the classrooms at the moment, this study tries to discuss the relationship between students and school Geography approaching themes such as the historical-cultural subject, youth culture, media, space, world and globalization. Analyzing Geography as a knowledge and moving practice and constituting the elementary school last grade students as subjects of this analysis, I focus on their spatial practices and cultural way of living, in and out school environment. Delineating the student as a human being in his multiple dimensions, in his process of adolescence and being youth in contemporary word, spaces and means of communication are mapped to see where these 14-17-year-old adolescents, - which are social and culturally heterogeneous, living in different neighborhoods -, spend their time, space and world. Also the reading these 5th. -8 th. grade students do of taught and learned Geography in the public schools, is analyzed. The configuration of a multicultural web of identity references, language, pedagogical discourses and youth cultural expressions present in Geography and lived by these adolescents contrasts with the language, practicing and Geography contents of school curriculum, providing clues to understand why adolescents put in evidence that although they recognize the importance of Geography, the discipline does not motivate their interest. This disproportion of time-space between the in and out school world shows the necessity of a discussion on the curriculum issues regarding formcontent, and theory-practice specially in the Geography teaching/learning process. It s necessary to establish a teacher-student dialogue and also a coherent geographical knowledge with adolescents time-space in contemporary world to provide them with an overcoming of common sense knowledge facing the apparent realities of social environment.
Keywords: Geografia Estudo e ensino (Primeiro grau) Uberlândia(MG)
Escolas públicas
Escolas de primeiro grau
Educação do adolescente
Vida urbana
Juventude Conduta
Geografia (Primeiro grau) Currículos
Adolescentes
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: GRECO, Fatima Aparecida da Silveira. Geografia(s), saberes, práticas e vivências culturais de jovens adolescentes. 2000. 231 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2000.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13761
Issue Date: 20-Dec-2000
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fatima.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.