Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13543
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Inserção comercial externa e doença holandesa no Brasil no período recente (2002-2008)
metadata.dc.creator: Silva, Michael Gonçalves da
metadata.dc.contributor.advisor1: Xavier, Clesio Lourenco
metadata.dc.contributor.referee1: Nascimento, Carlos Alves do
metadata.dc.contributor.referee2: Garcia, Renato de Castro
metadata.dc.description.resumo: As evidências da hipótese sobre a Doença Holandesa no Brasil foi o tema desta dissertação. A apreciação da taxa de câmbio, os altos preços internacionais de commodities ao longo do período de 2002-2008 são variáveis que aumentam as evidências de tal hipótese. Desta forma além de problematizar os principais aportes teóricos acerca do tema, o primeiro capítulo tratou da discussão da hipótese de Doença Holandesa no Brasil, apresentando os argumentos contrários e favoráveis da sua existência. Uma brevíssima discussão sobre as teorias de comércio também foi apresentado no capítulo inicial, pois a hipótese da Doença Holandesa pode ser avaliada como um problema de comércio internacional. O segundo capítulo contemplou a verificação das variáveis macroeconômicas que estão relacionadas à Doença Holandesa no período de 2002-2008: taxa de câmbio, investimentos, produção e exportação de commodities agrícola e mineral, bem como a produção industrial. O terceiro e último capítulo teve o objetivo de agregar dados através da utilização das metodologias de Pavitt (1984), OCDE e Lall (2000). Após a agregação dos dados os resultados indicaram que ao considerar somente as exportações do Brasil entre 2002-2008, os sintomas da Doença Holandesa não são verificados, ou seja, não é visível a retração da indústria no Brasil a partir das exportações. Ao considerar o saldo comercial, os sintomas de Doença Holandesa são mais fortes, pois os saldos comerciais dos setores intensivos em recursos naturais são crescentes (superavitários) e os saldos industriais decrescentes (deficitários).
Abstract: The evidence for the hypothesis about the \"Dutch Disease\" was the theme in Brazil this dissertation. The appreciation of the exchange rate, high prices international commodities over the period 2002-2008 xare variables that increase the evidence for this hypothesis. Thus besides discuss the main theoretical contributions on the theme, the first chapter discusses the possibility of Dutch Disease in Brazil presenting the arguments against and in favor of its existence. A very brief discussion on the theories of trade was also presented in the opening chapter, because the hypothesis of \"Dutch Disease\" may be assessed as a problem of international trade. The second chapter included the examination of macroeconomic variables that are related to the \"Dutch Disease\" in the period 2002-2008: rate exchange, investment, production and export of agricultural commodities and mineral and industrial production. The third and final chapter aimed to aggregate data through the use of methodologies of Pavitt (1984), OECD and Lall (2000). After the data aggregation Results indicated that when considering only exports from Brazil between 2002-2008, the symptoms of \"Dutch Disease\" are not checked, ie not visible to the shrinkage of the industry in Brazil from exports. When considering the trade balance, the symptoms of \"disease Dutch \"are stronger, since the balances of commercial sectors intensive in natural resources are increasing (surplus) and decreasing industrial balances (deficit).
Keywords: Commodities agrícola e mineral
Desindustrialização
Dutch Disease
Agricultural and mineral commodities
Deindustrialization
Brasil - Condições econômicas -2002-2008
Produtos agrícolas - Exportação - Brasil
Minas e recursos minerais - Exportação - Brasil
Comércio internacional
Doença Holandesa
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: SILVA, Michael Gonçalves da. Inserção comercial externa e doença holandesa no Brasil no período recente (2002-2008). 2011. 116 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13543
Issue Date: 22-Feb-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf2.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.