Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13196
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A legitimidade democrática da judicialização na efetivação do direito à saúde e os reflexos no orçamento público
metadata.dc.creator: Cunha, Marco Túlio Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Vaz, Anderson Rosa
metadata.dc.contributor.referee1: Pereira, Marcelo Cardoso
metadata.dc.contributor.referee2: Melo, Luiz Carlos Figueira de
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação pretende verificar a legitimidade democrática da judicialização na efetivação do direito à saúde e como esta judicialização interfere no orçamento público com fim de apontar qual o papel do judiciário na efetividade do direito fundamental à saúde. Para tanto, far-se-á um levantamento das principais concepções teóricas favoráveis e contrárias sobre as quais se baseiam o debate da judicialização do direito fundamental à saúde e sua relação com a democracia. Após, será pesquisado estatisticamente quais os reflexos das decisões judiciais na formação do orçamento público na função saúde nos períodos de 2002-2011, para verificar se o poder dever do judiciário de interferir nas políticas públicas no que tange a saúde prejudica ou contribui para sua efetivação, em curto e em longo prazo. A fim de atingir o objetivo geral do trabalho será necessária, primeiramente, uma breve exposição sobre as concepções dogmáticas dos Direitos Fundamentais Sociais para contextualizar como o direito à saúde se torna um Direito prestacional fundamental dotado de efetividade delimitando assim o objeto da pesquisa. Em seguida pesquisar-se-á os principais fundamentos teóricos favoráveis e contrários à intervenção do judiciário nos demais poderes, para o fim de concluir pela legitimidade ou não do Judiciário em promover a efetivação do Direito à saúde no caso concreto, bem como, se democraticamente legitimado, em quais casos ele pode ou não fazê-lo. Em seguida, será analisada a influência da judicialização do direito fundamental à saúde no orçamento público através de análise de dados estatísticos das leis orçamentárias anuais no período de 2002 a 2011 para averiguar se há uma discrepância entre o valor pago pela União em virtude de condenações do judiciário no setor saúde e o valor previsto no orçamento, bem como, se houve aumento da previsão orçamentária para a saúde em virtude do aumento do número de condenações do judiciário no sentido da efetivação do direito à saúde no longo prazo. Para tanto apresentará uma contextualização acerca dos aspectos legais e conceituais que regem o Orçamento Público, os elementos de formação do orçamento público para saúde e para pagamento de condenação contra o poder público sobre direito fundamental à saúde para só então analisar os reflexos das decisões judiciais na formação do orçamento público na função saúde. Por fim, após a apuração de todo o conteúdo pesquisado conforme explicitado supra, será possível atingir o objetivo principal da pesquisa que é definir o papel do judiciário na efetividade do direito fundamental à saúde para fora dos limites da sentença, em atenção às conclusões alcançadas referentes aos reflexos de suas decisões na elaboração do orçamento público no que tange ao direito à saúde verificando se é possível concluir pela existência de uma função coatora indireta do judiciário em relação aos demais poderes na concentração de esforços no sentido de atender às expectativas da sociedade na efetivação do direito fundamental à saúde, quando legitimado democraticamente.
Abstract: This dissertation aims to verify the democratic legitimacy of judicialization in ensuring the right to health and how this judicialization interfere with the public budget point of order which the role of the judiciary in the effectiveness of the fundamental right to health. Therefore, it will be far a survey of the main theoretical concepts for and against which are based on the discussion of judicialization of the fundamental right to health and its relationship with democracy. After, which will be studied statistically reflections of judgments in the training budget in public health function in the periods of 2002-2011, to verify that the power duty of the judiciary from interfering in public policy regarding health affects or contributes to its effectiveness in the short and long term. In order to achieve the overall objective of the work will be necessary, first, a brief presentation about the dogmatic conceptions of Fundamental Rights to Social contextualize as the right to health becomes a fundamental law prestacional endowed effectiveness thereby delimiting the object of research. Then it will search the main theoretical foundations for and against judicial intervention in other powers, for the purpose of completing the legitimacy or otherwise of the judiciary in promoting the realization of the right to health in this case as well, if democratically legitimized, in which case he may or may not do it. Then we will analyze the influence of judicialization of the fundamental right to health in the public budget through analysis of statistical data of annual budget laws in the period 2002 to 2011 to see if there is a discrepancy in the amount paid by the Union because of the convictions judiciary in the health sector and the amount budgeted for, and if there was increased budgetary provision for health due to the increase in the number of convictions of the judiciary towards the realization of the right to health in the long run. To submit both a contextualization about the conceptual and legal aspects governing the Public Budget, the elements forming the budget for public health and for payment of condemnation against the government on the fundamental right to health and only then analyze the impacts of judgments in training budget public health function. Finally, after the calculation of all content researched as explained above, you can achieve the main goal of the research is to define the role of the judiciary in the effectiveness of the fundamental right to health beyond the limits of the sentence, note the conclusions reached regarding the consequences of their decisions in budgeting public regarding the right to health by checking if you can establish the existence of an indirect function constraining of the judiciary in relation to other powers in the concentration of efforts to meet the expectations of society in effecting the fundamental right to health, when democratically legitimated.
Keywords: Legitimidade democrática
Judicialização
Direito à saúde
Orçamento público
Reflexos
Democratic legitimacy
Judicialization
Right to health
Public budget
Reflexes
Direito à saúde - Brasil
Direitos fundamentais - Brasil
Finanças públicas - Brasil
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO::DIREITO PUBLICO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Direito
Citation: CUNHA, Marco Túlio Ribeiro. A legitimidade democrática da judicialização na efetivação do direito à saúde e os reflexos no orçamento público. 2012. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13196
Issue Date: 29-Nov-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissMarco.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.