Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13116
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Caracterização patológica e molecular do vírus da Bouba Aviária como contribuição para elaboração de padrão de condenação para carcaças de perus
metadata.dc.creator: Ferreira, Bruna Custódio
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Paulo Lourenço da
metadata.dc.contributor.referee1: Rossi, Daise Aparecida
metadata.dc.contributor.referee2: Ecco, Roselene
metadata.dc.description.resumo: Esse estudo descreveu o primeiro surto de bouba aviária no Brasil em perus de corte previamente vacinados e também estabeleceu, na tentativa de auxiliar o Serviço de Inspeção Federal, um padrão de condenação para carcaças apresentando lesões características de bouba aviária. As aves apresentaram lesões cutâneas crostosas macroscópicas sugestivas de bouba aviária na região da cabeça e do pescoço e nenhum sinal clínico adicional foram observados. Os índices de mortalidade no lote não foram alterados. No frigorífico, 30 carcaças foram retiradas da linha de abate para coleta de fragmentos de pele lesionada para sua caracterização e pesquisa do vírus. As amostras foram fixadas em formol, embebidas em parafina, cortadas em secções de 6 μm e coradas pela técnica de hematoxilina-eosina para visualização em microscópio de luz clara. A identificação do agente foi realizada por meio da técnica de PCR convencional com posterior sequenciamento do gene fpv167. No exame histopatológico foram observados: hiperqueratose, acantose e degeneração hidrópica; a presença de corpúsculos de inclusão intracitoplasmáticos eosinofílicos (Bollinger) nos queratinócitos foi observada em 46,6% das amostras. A reação de PCR foi positiva para 83,3% das amostras. Com o uso das duas técnicas de diagnóstico foi possível determinar que 93,3% das amostras foram positivas para bouba aviária. No estudo filogenético realizado, as amostras apresentam 100% de identidade entre si sugerindo que o surto ocorreu por uma única estirpe de vírus. O fragmento do gene sequenciado não permitiu a diferenciação entre estirpes de vírus que infectam perus, vacinal ou de galinhas. O vírus da bouba aviária é espécie específica, e não existem relatos sobre sua ocorrência em mamíferos. De acordo com as características macroscópicas e microscópicas das lesões cutâneas, não se justifica a condenação total das carcaças das aves acometidas pelo vírus da bouba aviária, exceto nos casos de caquexia, aspecto repugnante e outros especificados nos regulamentos do SIF. Estudos incluindo o sequenciamento de outros genes são necessários para melhor caracterização viral e podem auxiliar na identificação da origem do agente etiológico responsável pelo surto e suas possíveis fontes.
Abstract: This study described the first outbreak of avian fowlpox in Brazil in previously vaccinated turkeys and also established, in an attempt to help the Federal Inspection Service, a standard of condemnation for carcasses with lesions characteristic of fowlpox. The turkeys had crusted macroscopic lesions on their skin, suggestive of avian fowlpox in the head and neck and no additional clinical signs were observed. The mortality rates in the flock did not change. In the slaughterhouse, 30 carcasses were removed from the slaughter line to collect damaged skin fragments for its characterization and research of the virus. The samples were fixed in formalin, embedded in paraffin, cut into sections of 6 microns and stained with hematoxylin-eosin for viewing in microscope. The agent identification was performed by conventional PCR with subsequent sequencing of the gene fpv167. On histopathology were observed: hyperkeratosis, acanthosis and hydropic degeneration; the presence of eosinophilic intracytoplasmic inclusion corpuscles (Bollinger) was observed in keratinocytes in 46.6% of samples. The PCR reaction was positive in 83.3% of samples. Using both diagnostic techniques was determined that 93.3% of the samples were positive for fowlpox. In the phylogenetic study, the samples show 100% of identity to each other suggesting that the outbreak occurred by a single virus strain. The sequenced gene fragment did not allow differentiation between strains of virus that infect turkeys, chickens or vaccinal strain. The fowlpox virus is avian species specific, and there are no reports of its occurrence in mammals. According to the macroscopic and microscopic characteristics of the skin lesions is not justified total condemnation of turkey\'s carcasses affected by avian fowlpox, except in cases of cachexia, disgusting aspect and other specifications at Federal Inspection Service regulations. Studies including the sequencing of other genes are needed to better viral characterization and can assist in identifying origin of the etiologic agent responsible for the outbreak and its possible sources.
Keywords: Avipoxvírus
Fowlpox
Frigorífico
Meleagris gallopavo
Slaughterhouse
Peru (ave) - doenças
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: FERREIRA, Bruna Custódio. Caracterização patológica e molecular do vírus da Bouba Aviária como contribuição para elaboração de padrão de condenação para carcaças de perus. 2015. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13116
Issue Date: 23-Jan-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CaracterizacaoPatologicaMolecular.pdf532.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.