Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12846
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Perfil hemodinâmico materno-fetal de gestantes tabagistas crônicas: estudo doppler
Author: Machado, Ana Paula Lino Jorge
First Advisor: Diniz, Angélica Lemos Debs
First coorientator: Santos, Maria Celia dos
First member of the Committee: Paro, Helena Borges Martins da Silva
Second member of the Committee: Gomes, Mariana Kefalas Oliveira
Summary: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do tabagismo crônico no perfil hemodinâmico materno-fetal por meio do estudo Doppler das artérias uterinas, umbilical e cerebral média em relação a um grupo de gestantes não tabagistas. Analisou-se também se o grau de adição ao tabaco causa algum efeito neste perfil hemodinâmico. Foi realizado um estudo transversal observacional em 98 gestantes tabagistas crônicas e 102 gestantes não tabagistas, sem doenças conhecidas. Foram avaliados estudo Doppler com medida dos índices de pulsatilidade (IP) e Resistência (IR) das artérias umbilical (AU), cerebral média (ACM) fetais e artérias uterinas (AU) maternas. O teste de Fagerström e taxa de monóxido de carbono expirado (COex) foram usados para definir grau de adicção ao tabaco. Na análise das médias dos índices Doppler entre os dois grupos, somente o IR da AUt e IP da AU demonstraram maior efeito (p<0,001 e p=0,032, respectivamente), com valores mais elevados no grupo de tabagistas em relação ao controle, sinalizando vasoconstricção e aumento da impedância no território avaliado. O tabagismo demonstrou efeito positivo nas variáveis de IP (p=0,045) e IR (p=0,007) de ACM com menores valores dos índices no grupo das tabagistas do grupo de alta a muito alta dependência em relação ao de baixa a moderada dependência segundo o teste de Fagerström. Pela análise do COex, o IP da AU demonstrou IP elevado no grupo de fumantes moderados em relação ao leve, com p=0,035. Já o IR da ACM demonstrou valores maiores no grupo de tabagistas leves em relação as pesadas (p=0,024) o que difere do resultado anterior. O tabagismo crônico interferiu negativamente na hemodinâmica vascular materno-fetal, demonstrado pelo aumento da impedância nas artérias uterinas maternas e artéria umbilical do feto. Além disso, a maior exposição ao tabaco causou efeito de vasodilatação na artéria cerebral média, demonstrando que quanto maior a dependência ao tabaco, maiores são as alterações hemodinâmicas materno-fetais.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the influence of chronic smoking on maternal-fetal hemodynamics through Doppler study of maternal uterine (UtA), fetal umbilical (UmA) and fetal middle cerebral (MCA) arteries compared to pregnant non-smokers. The effect of the degree of nicotine addiction on this hemodynamics was also analyzed. An observational cross-sectional study was conducted in 98 chronic pregnant smokers and 102 pregnant non-smokers without known diseases. Doppler study was performed for measuring pulsatility index (PI) and resistance index (RI) of UtA, UmA and MCA. Fagerström and exhaled carbon monoxide (COex) tests were used to evaluate the degree of nicotine dependence. Comparison of Doppler indexes between the two groups showed that only UtA RI and UmA PI had significant effect (p<0.001 and p=0.032, respectively), with higher values in pregnant smokers than non-smokers, indicating vasoconstriction and increased impedance in the studied vessels. Fagerström analysis showed that smoking had a positive effect for PI (p=0.045) and RI (p=0.007) of MCA, with significantly decreased indexes in smokers with high and very high dependence compared to low and moderate dependence. COex analysis showed elevated Um PI in moderate vs light smokers (p=0.035) whereas MCA RI was higher in light vs heavy smokers (p=0.024), differing from previous data. Chronic smoking interfered negatively on maternal-fetal vascular hemodynamics, as demonstrated by increased impedance in the maternal uterine and fetal umbilical arteries. Moreover, the greatest exposure to tobacco caused vasodilation effect in the fetal middle cerebral artery, demonstrating that higher nicotine dependence, the greater the maternal-fetal hemodynamic changes.
Keywords: Hábito de fumar
Ultrassonografia Doppler
Gravidez
Smoking
Doppler ultrasonography
Pregnancy
Doppler, Ultrassonografia
Fumo - Vício
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: MACHADO, Ana Paula Lino Jorge. Perfil hemodinâmico materno-fetal de gestantes tabagistas crônicas: estudo doppler. 2015. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12846
Date of defense: 28-Aug-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PerfilHemodinamicoMaternoFetal.pdf1.49 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.