Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12786
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Tradução e adaptação cultural dos bancos de itens de ansiedade e depressão do domínio dificuldades emocionais- patient-reported outcome measurement information system-promis®(versão 1.0) para a língua portuguesa
metadata.dc.creator: Castro, Natália Fontes Caputo de
metadata.dc.contributor.advisor1: Rezende, Carlos Henrique Alves de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Mendonça, Tania Maria da Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Nogueira, Veridiana Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Peres, Rodrigo Sanches
metadata.dc.contributor.referee3: Arbex, Paula Godoi
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Os sintomas de Ansiedade e Depressão representam fatores de riscos que têm sido associados com a incidência e progressão das doenças crônicas. Estas por sua vez podem impactar negativamente na qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) dos pacientes. O desenvolvimento de modernas técnicas estatísticas e avançadas tecnologias da informação possibilitaram a criação de bancos de itens, como o Patient-Reported Outcomes Measurement Information System - PROMIS®, composto por domínios físicos e psicossociais mais precisos para melhor avaliar a QVRS. Objetivos: Traduzir e adaptar culturalmente os bancos de itens de Ansiedade e Depressão do domínio Dificuldades Emocionais do PROMIS® (Versão 1.0) para a lingua portuguesa. Métodos: O processo de adaptação transcultural dos bancos de Ansiedade e Depressão seguiu a metodologia FACIT de Tradução universal recomendada pelos coordenadores do PROMIS®. As múltiplas etapas foram compostas da Tradução avançada, Reconciliação, Retrotradução, Revisão da retrotradução, Revisores independentes, Processo de finalização, Pré-teste e Incorporação dos resultados do pré-teste no processo de tradução. Os 29 itens do banco de Ansiedade e os 28 itens do banco de Depressão foram submetidos a uma revisão linguística de um tradutor nativo de Portugal, cuja finalidade foi identificar possíveis incompatibilidades linguísticas em relação às traduções realizadas pelos tradutores brasileiros. Em seguida, a versão pré-teste de cada item foi testada numa amostra de dez pacientes, por meio das entrevistas de esclarecimento: retrospectiva e cognitiva. Resultados: Verificou-se a necessidade de reescrever três itens do banco de Ansiedade e um item do banco de Depressão, uma vez que as entrevistas cognitivas conduzidas com os pacientes apontaram perda de equivalência em relação aos itens originais. As modificações realizadas na versão pré-testada alcançaram a equivalência com a escala original, conduzindo a uma nova versão que fosse compatível com as habilidades linguísticas e com as particularidades culturais da população brasileira. Conclusão: O processo de tradução e adaptação cultural dos bancos de Ansiedade e Depressão do domínio Dificuldades Emocionais originou itens semanticamente e conceitualmente equivalentes com o original. Considerações finais: Os bancos de itens de Ansiedade e Depressão possivelmente proporcionarão uma avaliação mais precisa do impacto dos sinais e sintomas de Ansiedade e Depressão nas doenças crônicas, bem como auxiliarão no planejamento de ações em saúde e melhor direcionamento de recursos financeiros. O desenvolvimento dos bancos proporcionará a redução do ônus de tempo para o paciente e do número da amostra nos ensaios clínicos. Os bancos de itens estarão disponíveis para o uso corrente após a verificação do desempenho psicométrico em pacientes com diversos tipos de doenças crônicas.
Abstract: Introduction: Symptoms of Anxiety and Depression represent risk factors that have been associated with the incidence and progression of chronic diseases that can negatively impact the patients health-related quality of life (HRQoL). The development of modern statistical techniques and advanced information technologies have enabled the creation of software consisting banks of items, such as the Patient-Reported Outcomes Measurement Information System - PROMIS®, made up of more accurate physical and psychosocial domains to better evaluate the HRQoL. Objectives: To translate and culturally adapt to the Portuguese language items of the PROMIS® Anxiety and Depression bank of the domain Emotional Distress. Methods: The adaptation process of the banks Anxiety and Depression followed the FACIT methodology universal translation recommended by the developers of PROMIS®. The multiple steps were composed of Forward Translations, Reconciliation, Back-Translation, Quality Control: Review Back-Translation, Independent Reviews, Finalization Process, pretest and incorporation of the results of the pre-test in the process of translation. The 29 items of the bank Anxiety and the 28 items of the bank Depression were subjected to a linguistic revision made by a translator native of Portugal, whose purpose was to identify possible incompatibilities regarding language translations performed by Brazilian translators. Then, the pre-final version of each item was tested on a sample of ten patients, by means of interviews, retrospective and cognitive debriefing. Results: There was a need to rewrite three items of the bank of Anxiety and one of Depression, since the cognitive interviews conducted with patients showed loss of semantic equivalence in relation to the original items. The changes made in the pretested version reached the equivalence of meaning to the original scale, leading to a new version compatible with the language skills and cultural peculiarities of the Brazilian population. Conclusion: The process of translation and adaptation of the domain Emotional Distress originated items semantically and conceptually equivalent to the original. Final Thoughts: The items of the bank of Anxiety and Depression will enable a more accurate assessment of the impact of the signs and symptoms of Anxiety and Depression in chronic diseases, as well as an aid in the conduct of public policies and allocation of health resources. The development of banks will reduce the time onus that is on the patient and the number of samples in clinical trials. The banks of items in Anxiety and Depression will be available for use in the Brazilian population after checking the psychometric performance in patients with different types of chronic diseases.
Keywords: Tradução
Adaptação cultural
Ansiedade
Depressão
Qualidade de vida
Translation
Cross-cultural adaptation
Anxiety
Depression
Quality of life
Ciências médicas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: CASTRO, Natália Fontes Caputo de. Tradução e adaptação cultural dos bancos de itens de ansiedade e depressão do domínio dificuldades emocionais- patient-reported outcome measurement information system-promis®(versão 1.0) para a língua portuguesa. 2013. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12786
Issue Date: 26-Jun-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TraducaoAdaptacaoCultural.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.