Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12634
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Ensaio clínico pragmático e randomizado da eficiência da ceftriaxona versus cefazolina na prevenção de bacteriúria e infecções pós-operatórias em cirurgia de ressecção transuretral da próstata
metadata.dc.creator: Mandim, Beatriz Lemos da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Diogo Filho, Augusto
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, Cristina da Cunha Hueb Barata de
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira Filho, Sebastião Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee3: Gontijo Filho, Paulo Pinto
metadata.dc.contributor.referee4: Zerati, Marcelo
metadata.dc.description.resumo: As infecções de sítio cirúrgico e infecções do trato urinário, geram importante morbidade no pós-operatório de cirurgias urológicas. Resistência bacteriana aos antimicrobianos tem aumentado na última década. A maioria dos estudos de profilaxia antimicrobiana em cirurgia de ressecção transuretral da próstata (RTUP), exclui pacientes com bacteriúria prévia ao procedimento. Antimicrobianos de largo espectro devem ser reservados aos casos especiais, em que o risco de infecção ou agentes resistentes estão presentes. O objetivo foi avaliar a efetividade da ação da ceftriaxona versus cefazolina em reduzir as taxas de infecção pós-operatória, durante 30 dias, nos pacientes submetidos à RTUP; bem como, estabelecer correlações preditivas de complicações. Estudo pragmático, prospectivo, randomizado e duplo-cego, incluiu 130 pacientes submetidos à RTUP, divididos em 2 grupos, em que administrou-se: Grupo 0 (64 indivíduos) cefazolina 2g IV e Grupo 1 (66 indivíduos) ceftriaxona 2g IV, 30 minutos antes da cirurgia, em dose única. Avaliação de infecção pós-operatória em 3 momentos: alta hospitalar, sete e trinta dias. Os fatores de risco avaliados foram: estado físico ASA, presença de cateter vesical de demora antes da cirurgia, fatores de riscos urológicos (anormalidades do trato gênito-urinário, obstrução urinária pelo aumento prostático ou estenose de uretra, cálculos urinários e cateteres vesicais de demora), o tamanho da próstata e a duração da cirurgia. Cultura de urina e dos fragmentos prostáticos detectaram a presença de bacteriúria e/ou colonização prostática pré-operatória. Desfecho considerado como infecção pós-operatória foi: bacteriúria assintomática, ITU (bacteriúria > 105 UFC e sintomas clínicos), prostatite, epididimite e sepse, avaliados durante 30 dias de pós-operatório. A superioridade de ceftriaxona sobre cefazolina não foi estatisticamente significante (odds ratio ajustada 0,567, 95% IC 0,234-1,414, p = 0,228), para prevenção de infecções para os pacientes submetidos à RTUP. Dentre as covariáveis estudadas, os fatores de riscos urológicos e bateriúria e/ou colonização prostática pré-operatória tiveram significância estatística para incidência de infecção pós-operatória. Subanálise considerando os pacientes com urina estéril no pré-operatório, demonstrou efeito profilático provável de ceftriaxona em relação à cefazolina, porém, sem significância estatística (odds ratio ajustado = 0,492 IC 95% = 0,130-1,863, p = 0,297). Não houve casos de sepse em nenhum grupo. O estudo não identificou que a efetividade da ceftriaxona tenha sido superior à cefazolina, em dose única, em reduzir as taxas de infecção pós-operatória em pacientes submetidos à RTUP. Bacteriúria e/ou colonização prostática pré-operatória e fatores de risco urológicos aumentaram o risco de infecções no pós-operatório. Avaliação pré-operatória deve incluir a cultura de urina de rotina para detecção do estado infeccioso pré-operatório e direcionar o tratamento através do antibiograma. Infecções devem ser avaliadas até 30 dias de pós-operatório. O exame simples de urina tem pouco valor e a cultura de urina é o exame mais importate para detecção dos casos de bacteriúria e infecção.
Abstract: PURPOSE: Surgical site infections and urinary tract infections cause great morbidity in postoperative patients undergoing urological surgery. Bacterial resistance and misuse of antimicrobial drugs are great concern nowadays. Transurethral resection of the prostate (TURP) is a surgical procedure indicated for the treatment of benign prostatic hypertrophy (BPH). Most studies that evaluate the efficacy of antimicrobial prophylaxis, exclude patients at risk. Broad-spectrum antimicrobials should be reserved for special cases, where the risk or resistant organisms are present. We investigated whether single-dose intravenous ceftriaxone, thirty minutes before surgery, would decrease infections like bacteriuria and sepsis and compared to cefazolin, in TURP patients, with short-term removal of indwelling urethral catheter at discharge, their evaluation during 30 days and predictive correlations of infectious complications in these patients. METHODS: Pragmatic, prospective, double-blind trial, 130 patients were randomly assigned to receive a single dose of either ceftriaxone 2g IV (66 subjects) or cefazolin 2g IV (64 subjects), thirty minutes prior to surgery. They were assessed at hospital discharge, and seven and thirty days postoperatively. We evaluated ASA, urinary catheter prior to surgery, urological risk factors, prostate size, and duration of surgery. Cultures of urine and prostatic tissue were used as a baseline. The outcomes considered as infection were: asymptomatic bacteriuria, UTI, prostatites, epididimites and sepsis, 30 days postoperatively. RESULTS: Ceftriaxone did show superiority to cefazolin, but was not significant (OR 0.567, 95% CI [0.234 to 1.414], p = 0.228), in the prevention of infections for patients undergoing TURP. Among the covariates, only urological risk factors had statistical significance. Sub-analysis considering patients without bacteriuria at baseline demonstrated a potential prophylactic effect of ceftriaxone in relation to cefazolin, but, once again, it was not statistically significant (adjusted odds ratio = 0.492 95% CI 0.130 to 1.863] p = 0.297). There were no cases of septicemia. Sub analyses considering patients without bacteriuria at baseline, demonstrated a potential prophylactic effect of ceftriaxone in relation to cefazolin, but, once again, not statistically significant (adjusted odds ratio = 0.492 95% CI 0.130 to 1.863] p = 0.297). There were no cases of septicemia. CONCLUSIONS: A single dose of ceftriaxone was similar to cefazolin in the prevention of postoperative infections in patients undergoing TURP who had early postoperative removal of indwelling catheters. Preoperative evaluation should include routine urine culture to determine infectious status and guide treatment of patients through the antibiogram.
Keywords: Ressecção transuretral da próstata
Infecção da ferida operatória
Infecções urinárias
Bacteriúria
Antibioticoprofilaxia
Transurethral resection of prostate
Surgical site infection
Urinary tract infections
Antibiotic prophylaxis
Infecções pós-operatórias
Próstata
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: MANDIM, Beatriz Lemos da Silva. Ensaio clínico pragmático e randomizado da eficiência da ceftriaxona versus cefazolina na prevenção de bacteriúria e infecções pós-operatórias em cirurgia de ressecção transuretral da próstata. 2014. 146 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12634
Issue Date: 18-Sep-2014
Appears in Collections:PGCS - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EnsaioClinicoPragmatico.pdf2.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.