Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11833
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Nos arredores da Casa do sol: as imagens espaciais no imaginário hilstiano
metadata.dc.creator: Ramos, Danielle Stephane
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Enivalda Nunes Freitas e
metadata.dc.contributor.referee1: Canovas, Suzana Yolanda Lenhardt Machado
metadata.dc.contributor.referee2: Gama-khalil, Marisa Martins
metadata.dc.description.resumo: Hilda Hilst (1930-2004) produziu uma poesia prenhe de imagens, símbolos e arquétipos. Diante disso, este estudo investiga as imagens relacionadas ao espaço. Há uma relação profícua entre o espaço e a construção da lírica hilstiana. Podemos mencionar a relação da escritora com sua Casa do Sol, construída a partir do desejo de uma dedicação integral à escrita e de conhecer a si mesma. Isso ocorreu após o contato de Hilst com a obra do escritor grego Nikos Kazantzakis (1885-1957), que a influenciou sobremaneira. O referido escritor defendia a necessidade do isolamento do mundo para conhecer o outro e a si mesmo. Não temos a intenção de fazer um estudo biográfico da casa, assim buscamos analisá-la enquanto um espaço mítico, místico e simbólico A casa encontra-se nos versos de Hilda Hilst como um refúgio, como espaço de proteção e intimidade, além de local do encontro amoroso entre a persona lírica Ariana e seu amado Dionísio. A casa, como a imagem de um pequeno mundo (imago mundi) encontra consonância com outros microcosmos percorridos pelo eu-lírico. Esses espaços são a ilha e o jardim que fazem parte da mesma constelação simbólica da casa. Ao caminhar, o eu-lírico retoma a tradição literária iniciada por Jean-Jacques Rousseau em sua autobiografia Os devaneios de um caminhante solitário. O caminho torna-se um espaço de reflexão propício ao devaneio poético. Esses espaços elencados também demonstram o desejo de um retorno ao espaço original (ab origine) onde se estabelece uma ligação com o transcendente. Na impossibilidade de nomear a divindade, a poeta busca materializar a ideia de Deus como uma forma de aproximação desse ser considerado obscuro . Hilst utiliza o espaço matemático, no qual, o sujeito lírico torna-se arquiteto de uma ideia de Deus, fundamentada pelas formas geométricas. Esse estudo será desenvolvido no decorrer de quatro capítulos, que compreendem o percurso teórico, a relação das imagens espaciais no imaginário criativo de Hilst e a análise de poemas que compõem o corpus elencado. Foram escolhidas as séries de poemas intituladas Trajetória poética do ser e Exercícios para uma ideia , presentes na obra Exercícios, além dos poemas de Ode descontínua e remota para flauta e oboé. De Ariana para Dionísio da obra Júbilo, memória, noviciado da paixão. Para dar suporte a esse estudo buscamos as teorias do imaginário de Gaston Bachelard, de forma especial A poética do espaço, Gilbert Durand, Mircea Eliade, entre outros teóricos do imaginário e da poesia.
Abstract: Hilda Hilst s (1930-2004) poetry is full of images, symbols and archetypes. We intent to investigate these images related to the space. There are a fruitful relationship between space and the construction of Hilst s poetry. She built her house named Casa do Sol in order to completely dedicate to writing and to know herself. This occurred after Hilst contact with the work of the Greek writer Nikos Kazantzakis (1885-1957), who had influenced Hilst s poetry. Kazantzakis defended the importance of being isolated from the world to meet the other and himself. We have no intention of a biographical study of the house, so we intend to analyze it as a symbolic space: the mythical house of the sun. The house figure out in Hilst s poems as a refuge, a space of intimacy and protection. In this space the lyrical persona Ariana and his beloved Dionysus lived a secret life and a secret love. The house is the image of a microcosm (imago mundi) similar to other microcosms knowed by the speaker that walks on his way into outer space. These spaces are the island and the garden and they belong to the same symbolic constellation of the house. By walking the speaker continues the tradition that began with the philosopher Jean-Jacques Rousseau s autobiography The reveries of the solitary walker. This walk becomes a space for reflection and poetic reverie. The space also demonstrate a desire to return to the original space (ab origine) which establishes a conection with the transcendent. Hilst uses the mathematical space and the speaker becomes an architect of a God s idea, founded upon geometric shapes. Unable to name God, the poet wants to materialize the idea of God as a way to approaching with Him. This study will be developed over four chapters which comprise the theoretical approach, the relationship of space images in the creative imaginary of Hilst and the poems analysis that make up the corpus. We selected the series of poems entitled Trajetória poética do ser , Exercícios para uma ideia , besides the poems Ode descontínua e remota para flauta e oboé. De Ariana para Dionísio . These poems are founded on the work Exercícios and Júbilo, memória, noviciado da paixão. To support this study aims we used Gaston Bachelard s work (especially Poetic of space), Gilbert Durand, Mircea Eliade, among others theorists of imaginary and poetry.
Keywords: Hilda Hilst
Espaço
Imaginário
Poesia
Rousseau
Space
Imaginary
Poetry
Rousseau
Literatura
Literatura brasileira - História e crítica
Hilst, Hilda, 1930-2004 - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Letras
Citation: RAMOS, Danielle Stephane. Nos arredores da Casa do sol: as imagens espaciais no imaginário hilstiano. 2012. 122 f. Dissertação (Mestrado em Linguística, Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11833
Issue Date: 29-Feb-2012
Appears in Collections:PGLETRAS - Mestrado em Teoria Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf607.4 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.