Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29563
ORCID:  http://orcid.org/0000-0002-3036-8194
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Mosaicos reprodutivos e morfometria de estômatos em Eriotheca gracilipes (Bombacoideae-Malvaceae)
Alternate title (s): Reproductive mosaics and stomata morphometry in Eriotheca gracilipes (Bombacoideae-Malvaceae)
Author: Serra, Annelise da Cruz
First Advisor: de Oliveira, Paulo Eugenio Alves Macedo
First coorientator: Rodrigues, Clesnan Mendes
First member of the Committee: Sampaio, Diana Salles
Second member of the Committee: Marinho, Rafaela Cabral
Summary: A distribuição geográfica dos padrões de embrionia encontrados em Eriotheca ainda é pouco compreendida. No entanto, sabe-se que a distribuição das espécies do Cerrado, bem como suas fitofisionomias e biogeografia, são resultado de flutuações paleoclimáticas e que determinaram o curso evolutivo das espécies deste bioma. Eriotheca gracilipes (Malvaceae – Bombacoideae), uma espécie com ampla distribuição no Cerrado, apresenta mosaicos reprodutivos e citológicos com indivíduos poliembriônicos sendo poliplóides e apomíticos, e monoembriônicos sendo diplóides e sexuados. O mapeamento amplo do padrão encontrado nessas populações poderia ajudar na compreensão de como ocorreu a dispersão desta espécie e revelar áreas de refúgio que podem ter ocorrido nos períodos de flutuações paleoclimáticas. A definição de cada padrão de embrionia encontrado em espécies que apresentam esses mosaicos reprodutivos despende muito tempo e pode ser uma ferramenta laboriosa. Por isso, no capítulo 1, verificamos a possível relação entre tamanho de estômato e padrão de embrionia, a fim de testarmos sua eficiência destes dados morfométricos na detecção de tais padrões reprodutivos e de embrionia. Para este estudo, foram coletadas 25 populações de E. gracilipes pelo cerrado e para medir a largura e a altura dos estômatos, obtidas a partir da técnica de decalque foliar. Seis populações foram identificadas como monoembriônicas, onze poliembriônicas e duas apresentaram baixa frequencia de poliembrionia. Outras seis populações estão classificadas como sendo indefinidas. Pudemos ver que fatores geográficos (altitude, latitude e longitude) e citológicos atuam em conjunto com o padrão de embrionia na determinação do tamanho estomático e, portanto, esta relação simples e direta entre morfometria e sistema de reprodução não pôde ser estabelecida. Apesar disso, certa divisão geográfica foi mostrada a partir dos padrões de embrionia, o que nos permitiu fazer algumas inferências sobre como ocorreu a distribuição e dispersão destas populações. Populações monoembriônicas apresentaram, de forma geral, tamanhos de estômatos menores e estão associadas a maiores altitudes, além de terem se mostrado mais amplamente distribuídas. Num segundo capítulo, indivíduos de ploidias distintas de E. gracilipes (2x e 6x) foram cruzados para que a viabilidade fosse testada, resultando em apenas uma planta híbrida. Foram realizadas análises de citometria de fluxo de 397 plântulas de diferentes populações de Eriotheca, cujos cariótipos já eram conhecidos, para que pudéssemos comparar o tamanho genômico dos indivíduos a ploidia das plantas-mãe. Além disso, estômatos dessas plântulas e do indivíduo híbrido foram medidos para correlação destes dados com cada tamanho genômico. Foram analisadas altura e largura de 50 estômatos de três plântulas obtidas de cada planta-mãe de Eriotheca e 80 estômatos para o individuo híbrido. Os resultados confirmaram que a ploidia apresentada pelas espécies de Eriotheca tratadas no estudo realmente influenciam no tamanho estomático dos indivíduos. Porém, o indivíduo híbrido não mostrou uma relação tão clara entre a morfometria estomática e seu nível de ploidia. Apesar disso, o estudo sobre indivíduos híbridos pode trazer esclarecimentos sobre o comportamento de populações cujo tamanho estomático não segue o padrão esperado quando consideramos esses mosaicos reprodutivos e citológicos.
Abstract: The geographical distribution of embryonic patterns found in Eriotheca is still poorly understood. However, it is known that the distribution of Cerrado species, as well as their phytophysiognomies and biogeography, are the result of paleoclimatic fluctuations and have determined the evolutionary course of the species of this biome. Eriotheca gracilipes (Malvaceae - Bombacoideae), a species with wide distribution in the Cerrado, exhibit reproductive and cytological mosaics with polyembryonic individuals being polyploid and apomictic, and monoembryonic being diploid and sexual. A wide mapping of the patterns found in these populations could help to understand how the dispersal of this species occurred and reveal areas of refuge that may have occurred during periods of paleoclimatic fluctuations. The definition of each embryonic pattern found in species that exhibit these reproductive mosaics is time consuming and can be a laborious tool. Therefore, in chapter 1, we verified the possible relationship between stomata size and embryonic pattern in order to test the efficiency of morphometric data in the detection of such reproductive patterns. For this study, it were collected 25 populations of E. Gracilipes throughout the Savanna Cerrado in order to measure the width and hight of the stomata, obtained by using the decal technique. Six populations were identified as monoembrionic, eleven as polyembrionic and two presented low frequency of polyembrionics. Other six populations were classified as being undefined. We could see that geographic (latitude, altitude, longitude) and cytological factors act together with the embriony pattern in the determination of stomata size and, therefore, this simple and direct relationship between morphometry and reproduction system could not be established. In spite of that, a certain geographic division was showed by the embryonic patterns, which allowed us to make some inferences about how occurred the distribution and dispersal of these populations. Monoembryonic populations presented, in general, smaller size of stomata and are associated with higher altitudes in addition to its wide distribution. In a second chapter we tested the viability of cross-pollination between different ploidies of E. gracilipes (2x and 6x) which resulted in only one hybrid individual. It were analyzed by flow cytometry, 397 seedlings of different populations of Eriotheca with caryotypes well known so we could compair the genomic size of the individuals with the mother plants. Aside that, stomata from the seedlings and from the hybrid individual were measured for comparison to each genomic size. It were analyzed 50 stomata of three seedlings obtained from each mother plant and 80 of the hybrid individual. The results confirmed that the ploidy showed by the Eriotheca species considered in the study does influence the stomatal size of the individuals. However, the hybrid individual did not show such a clear relationship between stomatal morphometry and its level of ploidy. Nevertheless, the study on hybrid individuals can enlighten the behavior of populations whose stomatal size does not follow the expected pattern when considering the species reproductive and cytological mosaics.
Keywords: Malvaceae
Eriotheca
Morfometria estomática
Ploidia
Embrionia
Stomatal morphometry
Ploidy
Embryony
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal
Quote: SERRA, Annelise da Cruz. Mosaicos reprodutivos e morfometria de estômatos em Eriotheca gracilipes (Bombacoideae-Malvaceae). 2018. 101 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.474.
Document identifier: https://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.474
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29563
Date of defense: 28-Feb-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MosaicosReprodutivosMorfometria.pdfDissertação7.9 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.