Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29074
ORCID:  http://orcid.org/0000-0001-6882-1495
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Determinantes das Exportações de países selecionados da América Latina (Argentina, Brasil e México): Modelos ARDL e NARDL
Alternate title (s): Determinants of Exports from selected Latin American countries (Argentina, Brazil and Mexico): ARDL and NARDL models
Author: Cavessana, Letícia Vieira
First Advisor: Vieira, Flávio Vilela
First member of the Committee: Veríssimo, Michele Polline
Second member of the Committee: Andrade, Maria Elza de
Summary: O estudo desenvolve uma investigação empírica sobre os determinantes das exportações de três países selecionados da América Latina – Brasil, Argentina e México – no período entre o 1º trimestre de 1997 ao 4º trimestre de 2018. Foram estimados Modelos Autoregressivos com Defasagens Distribuídas (ARDL) e não-lineares (NARDL). A metodologia econométrica permite o diagnóstico da existência de cointegração e do ajustamento no curto prazo através do Modelo de Correção de Erros (ECM). Como principais resultados alcançados por meio da análise empírica das relações de longo prazo – dos modelos ARDL e NARDL – é possível afirmar que maior (menor) volatilidade cambial está associada a menor (maior) exportações. Por outro lado, depreciações da taxa de câmbio real efetiva, melhora dos termos de troca e elevação do índice de preços de commodities beneficiam as exportações dos três países analisados. Ademais, encontraram-se fortes evidências de que as exportações do México são impactadas negativamente pelo desalinhamento cambial e positivamente pela renda dos principais parceiros comerciais. Os modelos NARDL apresentam resultados robustos acerca do impacto negativo de apreciações cambiais, principalmente para Argentina. Por fim, os resultados do modelo de correção de erros indicam que as exportações do Brasil apresentam maior velocidade de ajustamento ao equilíbrio de longo prazo diante de choques de curto prazo. A Argentina, por outro lado, apresentou a menor velocidade de ajustamento.
Abstract: This study develops an empirical investigation on the exports determinants for three selected Latin American countries – Brazil, Argentina and Mexico – for the period of the first quarter of 1997 to the fourth quarter of 2018. We estimated autoregressive distributed lags models (ARDL) and non-linear models (NARDL). The econometric methodology allows for the diagnostic of the existence of cointegration and for the short run adjustment through the Error Correction Model (ECM). The main results for the long run analysis of the ARDL and NARDL models indicate that higher (lower) exchange rate volatility are associated to lower (higher) exports. On the other hand, real effective exchange rate depreciations, improvements in terms of trade and increase in commodity price index beneficiate exports for all three countries. There is also evidence that exports in Mexico are negatively affected by exchange rate misalignment and positively by the income of the main trade partners. The NARDL models reveals robust results on the negative impact of exchange rate appreciations, mainly for Argentina. Finally, the results from the error correction model indicate that Brazilian exports have the highest speed of adjustment towards the long run equilibrium when facing short run shocks and Argentina has the lowest speed of adjustment.
Keywords: Exportações
Economia
Exports
Economy
Brasil, Argentina e México
Modelos ARDL e NARDL
Brazil, Argentina, Mexico
ARDL and NARDL Models
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL::RELACOES DO COMERCIO POLITICA COMERCIAL INTEGRACAO ECONOMICA
CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL::TEORIA DO COMERCIO INTERNACIONAL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Economia
Quote: CAVESSANA, Letícia Vieira. Determinantes das exportações de países selecionados da América Latina (Brasil, Argentina e México): modelos ARDL e NARDL. 2020. 84 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.208.
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.208
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29074
Date of defense: 17-Feb-2020
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DeterminantesExportaçõesPaíse.pdfDissertação de Mestrado em Economia (PPGE/UFU)3.71 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.