Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28473
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Projeções do lobisomem na literatura: uma arqueogenealogia do corpo-espaço lupino
Alternate title (s): Werewolf projections in literature: an archeogenealogy of the lupine body-space
Author: Santos, Jamille da Silva
First Advisor: Gama-Khalil, Marisa
First member of the Committee: Silva, Alexander Meirelles da
Second member of the Committee: Zanini, Claudio Vescia
Third member of the Committee: Pereira, Kenia Maria de Almeira
Fourth member of the Committee: Milanez, Nilton
Summary: Este trabalho tem como objetivo verificar a construção do sujeito/personagem lobisomem na literatura, suas transformações e relações sociais, considerando uma proposta teórico-metodológica arqueogenealógica a partir dos estudos de Michel Foucault. Pensando o lobisomem como um mito que se transpôs ao tempo e ao espaço, com base especialmente nos apontamentos de Paul Zumthor, Suzi Frankl Sperber, André Jolles, Maria Auxiliadora Fontana, Luiz da Câmara Cascudo, delineamos como corpus de base as narrativas literárias, e como corpus complementares obras cinematográficas, documentos históricos, textos jornalísticos, letras de músicas, ou seja, uma variedade de gêneros que acreditamos ser de fundamental relevância para a compreensão de como a figura do lobisomem se posiciona esteticamente no decorrer do tempo. De maneira geral, investigaremos a recorrência da posição ocupada pelo sujeito/personagem lobisomem, procurando evidenciar modificações ocorridas em torno de sua imagem estética e social. Mais especificamente, primeiro, realizamos um levantamento histórico, literário e cinematográfico do mito do lobisomem no decorrer do tempo. Em seguida, analisamos a posição do sujeito/personagem, tomando para tal estudo a literatura específica de lobisomem, focalizando especialmente o corpo-espaço desse monstro. Depois, observamos os processos punitivos por meio do qual o corpo lupino foi inserido na inquisição e como a licantropia deixou de ser um crime para transformar-se em uma doença mental; refletimos também sobre como a religião se apoderou do mito lupino para seus procedimentos de controle, principalmente aqueles relacionados ao batismo. E, por último, tomando como base a literatura, especialmente a brasileira, analisamos como o mito do lobisomem foi trazido para atualidade, quais modificações ocorreram em seu corpo-espaço e em seu público leitor; e por fim demonstramos um aumento de produções na literatura juvenil com mulheres se metamorfoseando em lobas.
Abstract: This paper aims to verify the construction of the werewolf subject/character in the literature, its transformations and social relations, considering an archaeogenealogical theoretical-methodological proposal from the studies of Michel Foucault. Thinking the werewolf as a myth that has been transposed to time and space, based especially on the notes of Paul Zumthor, Suzi Frankl Sperber, André Jolles, Maria Auxiliadora Fontana, Luiz da Câmara Cascudo, we outline literary narratives as corpus, and as complementary corpus cinematographic works, historical documents, journalistic texts, song lyrics, that is, a variety of genres that we believe to be of fundamental relevance for understanding how the werewolf figure positions itself aesthetically over time. In a general way, we will investigate the recurrence of the position occupied by the werewolf subject/character, trying to evidence changes occurred around its aesthetic and social image. More specifically, first, we conducted a historical, literary, and cinematic survey of the werewolf myth over time. Then, we analyze the position of the subject/character, taking for this study the specific werewolf literature, focusing especially the body-space of this monster. Then we look at the punitive processes by which the lupine body was inserted into the Inquisition and how lycanthropy was no longer a crime, but a mental illness; we also reflected on how religion took over the lupine myth for its control procedures, especially those related to baptism. And finally, based on the literature, especially the brazilian one, we analyze how the werewolf myth was brought to the present, what changes occurred in its body-space and in its reading public; and finally we demonstrate an increase in youth literature productions with women metamorphosing into wolves.
Keywords: Estudos literários
Literary studies
Literatura
Literature
Representação e cultura
Representation and culture
Discurso
Discourse
Corpo-espaço
Body-space
Lobisomem
Werewolf
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Literários
Quote: SANTOS, Jamille da Silva. Projeções do lobisomem na literatura: uma arqueogenealogia do corpo-espaço lupino. 2019. 217 f. Tese (Doutorado em Estudos Literários) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2483.
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2483
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28473
Date of defense: 28-Nov-2019
Appears in Collections:TESE - Estudos Literários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ProjecoesLobisomemLiteratura.pdf2.46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.