Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28443
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Embargado
Title: A combinação da largura da distribuição de glóbulos vermelhos e do índice de massa corporal (COR-IMC) pode predizer mortalidade hospitalar em pacientes com disfunção renal em diferentes estágios?
Alternate title (s): The combination of red blood cell width and body mass index (COR-BMI) predict hospital mortality in patients with renal dysfunction at different stages?
Author: Vaz, Camila Aparecida Silva Lima
First Advisor: Silva, Nayara Cristina
First coorientator: Pena, Geórgia das Graças
First member of the Committee: Silva, Dyene Aparecida Silva
Second member of the Committee: Vogt, Bárbara Peres Vogt
Summary: Introdução: A combinação da largura de distribuição de glóbulos vermelhos e índice de massa corporal (COR-IMC) tem se apresentado como um bom indicador prognostico de mortalidade, porém, a sua validade em pacientes com doença renal ainda não foi investigada. Dessa forma, o objetivo desse estudo é avaliar a sua aplicabilidade em indivíduos com doença renal. Métodos: Estudo transversal, realizado com 538 pacientes renais hospitalizados entre o período de 2014 e 2016. O COR-IMC foi dividido em três categorias:0: RDW ≤ 13,1 e IMC ≥ 25; 1: RDW ≤ 13,1 e IMC <18,5 ou ≥ 18,5 e <25 e pacientes com RDW > 13,1 e IMC ≥ 18,5 e<25 ou IMC ≥ 25; e 2: RDW> 13,1 e IMC <18,5. A taxa de filtração glomerular foi calculada a partir da fórmula de estimativa de taxa de filtração glomerular, posteriormente, o estágio renal foi classificado em 1, 2, 3a, 3b, 4 e 5. A regressão de Cox foi usada para determinar os preditores independentes de mortalidade hospitalar. Resultados: O COR-IMC se mostrou um preditor de mortalidade hospitalar independentemente da idade, sexo e estágio renal (1 versus 0: HR= 2,59; IC=1.03-6.48; 2 versus 0: HR=5,89; IC=1.75-19.8). A frequência de desnutrição foi de 62,3% (337) e a prevalência de óbito foi de 12,1% (65), sendo que 92,3% (60) eram desnutridos e 89,5% (51) foram classificados como escores de COR-IMC 1 e 2. Conclusão: A facilidade em calcular o IMC, e o baixo custo e disponibilidade quase universal do RDW, corroboram para que o COR IMC seja uma ferramenta útil para prognóstico de pacientes renais.
Abstract: Introduction: The combination of red blood cell distribution width and body mass index (COR-BMI) has been shown to be a good predictor of mortality, but its validity in patients with kidney disease has not been investigated. Thus, the aim of this study is to evaluate its applicability in individuals with kidney disease. Methods: Cross-sectional study of 538 hospitalized renal patients between 2014 and 2016. COR-BMI was divided into three categories: 0: RDW ≤ 13.1 and BMI ≥ 25; 1: RDW ≤ 13.1 and BMI <18.5 or ≥ 18.5 and <25 and patients with RDW> 13.1 and BMI ≥ 18.5 and <25 or BMI ≥ 25; and 2: RDW> 13.1 and BMI <18.5. Glomerular filtration rate was calculated from the glomerular filtration rate estimation formula, after which the renal stage was classified as 1, 2, 3a, 3b, 4 and 5. Cox regression was used to determine independent predictors of hospital mortality. Results: The COR-BMI was a predictor of in-hospital mortality regardless of age, gender and renal stage (1 versus 0: HR = 2.59; CI = 1.03-6.48; 2 versus 0: HR = 5.89; CI = 1.75-19.8). The frequency of malnutrition was 62.3% (337) and the prevalence of death was 12.1% (65), of which 92.3% (60) were malnourished and 89.5% (51) were classified as COR-BMI scores 1 and 2. Conclusion: The facility of calculating BMI, and the low cost and almost universal availability of RDW, corroborate that BMI COR is a useful tool for prognosis of renal patients.
Keywords: Mortalidade
Nefropatias
Índice de Massa Corporal
Inflamação
Hospitalização
Mortality
Kidney diseases
Body Mass Index
Inflammation
Hospitalization
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: VAZ, Camila Aparecida Silva Lima. A combinação da largura da distribuição de glóbulos vermelhos e do índice de massa corporal (COR-IMC) pode predizer mortalidade hospitalar em pacientes com disfunção renal em diferentes estágios?. 2019. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28443
Date of defense: 13-Dec-2019
Appears in Collections:TCC - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CombinaçãoLarguraDistribuição.pdf
  Until 2021-12-13
876.13 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.