Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28427
ORCID:  http://orcid.org/0000-0003-3075-448X
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Embargado
Title: Caracterização da criação e avaliação dos impactos do manejo sobre a transferência de imunidade passiva e a sanidade de bezerras leiteiras
Alternate title (s): Characterization of rearing and evaluation of the management impacts over passive immunity and health of preweaned dairy heifers
Author: Martins, Leoni Ferreira
First Advisor: Teixeira, Alex de Matos
First member of the Committee: Costa, Frederico Augusto de Alcântara
Second member of the Committee: Azevedo, Rafael Alves
Summary: Objetivou-se caracterizar a criação de bezerras leiteiras e identificar quais fatores são determinantes para a transferência de imunidade passiva (TIP) e a saúde desses animais. Foram utilizadas informações relacionadas à colostragem, transferência de imunidade passiva, desempenho, saúde e reprodução, obtidas a partir de um banco de dados de 29.583 bezerras pertencentes a 73 fazendas. Os dados foram avaliados por meio da distribuição de frequências de variáveis categóricas, e da média e erro padrão da média (EPM) de variáveis contínuas. Foi criado um modelo de regressão logística binária para verificar quais variáveis de manejo poderiam predizer a TIP (ao nível de 5 % de significância). Também foi realizada a análise de Odds ratio (OR) para avaliação dos efeitos de variáveis específicas sobre a probabilidade de ocorrência de doenças e morte (também ao nível de 5 % de significância). A raça predominante foi o Holandês, com 70,2 % dos animais avaliados. Do total de partos, 7,6 % foram auxiliados. A utilização de colostro fresco foi adotada em 56,6 % dos animais, sendo 94,2 % das amostras classificadas como de boa qualidade. O volume médio de colostro ingerido foi de 3,6 litros (EPM 0,01), e a eficiência de colostragem dos animais foi de 90,4 %. O ganho médio diário das bezerras foi de 760 g.dia-1, sendo o peso corporal médio ao nascimento de 37,8 kg (EP 0,03). O peso médio e idade ao desaleitamento foram de 102,7 kg (EP 0,14) e 85,1 dias (EP 0,11), respectivamente. A morbidade encontrada foi de 51,7 %, sendo a diarreia a doença com maior prevalência (30,8 %). A mortalidade média foi de 6,7 %. Bezerras geradas a partir de transferência de embrião (OR = 4,56; P < 0,001), que ingeriram colostro fresco (OR = 2,55; P < 0,001), via mamadeira (OR = 4,47; P < 0,001) ou sonda (OR = 3,39; P = 0,01), apresentaram maior probabilidade de sucesso na TIP. Falhas na TIP aumentaram a probabilidade de ocorrência de diarreia (OR = 1,21; P = 0,0026) e morte (OR = 2,10; P < 0,001). A probabilidade de ocorrência de doenças respiratórias reduziu para animais que ingeriram colostro em quantidade igual ou superior a 10 % do peso corporal (OR = 0,86; P < 0,001). A ocorrência de partos auxiliados aumentou a probabilidade de doenças respiratórias (OR = 1,54; P < 0,001) e morte (OR = 1,70; P < 0,001). Bezerras acometidas com diarreia e doenças respiratórias apresentaram maior probabilidade de morte (OR = 1,28; P = 0,0031). O cenário de criação de bezerras avaliado apresenta bons indicadores relacionados ao manejo da recém-nascida, qualidade do colostro, desempenho e parâmetros reprodutivos de novilhas. Entretanto, há necessidade de redução da morbidade e mortalidade, que são diretamente afetadas pelo tipo de parto, volume de colostro ingerido e transferência de imunidade passiva. Essa, por sua vez, está associada ao tipo de serviço que gerou a bezerra, ao tipo de colostro e ao modo de fornecimento adotados.
Abstract: The objective was to characterize the rearing of dairy calves and to evaluate the which factors are determinant for passive immunity transfer and health of these animals. Information related to colostrum feeding program, passive immunity transfer, performance, health and reproduction were used, and obtained from a database of 29,583 preweaning heifers belonging to 73 dairy operations. These data were analyzed by frequency distribution for those categorical, and by mean and standard error (SE) for those continue data. A binary logistic regression model was created to verify which management variables could be used to access the passive immunity transfer, at 5 % significance level. Odds ratio (OR) analysis was also performed to evaluate the effects of specific variables on the probability of disease and death occurrence, also at the 5 % significance level. The predominant breed was Holstein with 70.2 % of the animals. From the total calving events, 7.6 % were assisted. The use of fresh colostrum was adopted in 56.6 % of the animals, and 94.2 % of the samples were classified as good quality. The average amount of colostrum ingested was 3.6 liters (SE 0.01), and the efficiency of the colostrum feeding program was 90.4 %. The average daily gain was 760 grams.day-1, and the average body weight at birth was 37.8 kg (SE 0.03). Weight and age of weaning were 102.7 kg (SE 0.14) and 85.1 days (SE 0.11), respectively. The morbidity was 45.8 %, with scours being the most prevalent disease (30.8 %). The average mortality was 6.7 %. embryo transfer calves (OR = 4.56; P < 0.0001), who ingested fresh colostrum (OR = 2.55; P < 0.0001), by bottle (OR = 4.47; P < 0.0001) or esophageal feeder (OR = 3.39; P = 0.01), were more likely to succeed in passive immunity transfer. Passive immunity transfer failure situations increased the odds of scours (OR = 1.21; P = 0.0026) and death (OR = 2.10; P = 0.0001). The odds of respiratory diseases were reduced for animals that ingested equal or more than 10 % of body weight (OR = 0.86; P = 0.0001). Calves that were born from dystocia were more likely to have respiratory disease (OR = 1.54; P = 0.0001) and to die (OR = 1.70; P = 0.0007). In addition, calves diagnosed with both scours and respiratory diseases were more likely to die (OR = 1.28; P = 0.0031). The calf rearing scenario is promising in aspects related to newborn management, colostrum quality, performance and reproductive parameters of heifers. However, there is a need to reduce morbidity and mortality, which are directly affected by delivery type, colostrum feeding program and passive immunity transfer. This, in turn, is associated with the preweaned heifer origin’s service type, the kind of colostrum and the colostrum feeding method adopted.
Keywords: Colostragem
Desempenho
Nutrição
Reprodução
Colostrum feeding program
Nutrition
Performance
Reproduction
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL::CRIACAO DE ANIMAIS
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL::MANEJO DE ANIMAIS
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Quote: MARTINS, Leoni Ferreira. Caracterização da criação e avaliação dos impactos do manejo sobre a transferência de imunidade passiva e a sanidade de bezerras leiteiras. 2019. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2019.2582.
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2019.2582
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28427
Date of defense: 18-Dec-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CaracterizacaoCriacaoAvaliacao.pdf
  Until 2021-12-18
Caracterização da criação e avaliação dos impactos do manejo sobre a transferência de imunidade passiva e a sanidade de bezerras leiteiras1.59 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons