Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27496
ORCID:  http://orcid.org/0000-0003-1086-9319
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Embargado
Title: Color change and physicochemical properties of bleached enamel with hydrogen peroxide, violet light or ozone
Alternate title (s): Alteração de cor e propriedades físico-químicas do esmalte clareado com peróxido de hidrogênio, luz violeta ou ozônio
Author: Tavares, Nayara Rodrigues Nascimento Oliveira
First Advisor: Silva, Gisele Rodrigues
First member of the Committee: Oliveira, Maria Antonieta Veloso Carvalho de
Second member of the Committee: Carlo, Hugo Leme
Summary: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito clareador e físico-químico no esmalte de luz violeta e ozônio, associado ou não ao peróxido de hidrogênio, comparado a 35% de peróxido de hidrogênio. Blocos de esmalte-dentina de molares humanos foram alocados aleatoriamente para receber um dos seguintes protocolos de clareamento (n = 15): peróxido de hidrogênio a 35%, luz violeta, ozônio, a associação entre peróxido de hidrogênio com ozônio ou luz violeta. Todos os protocolos foram realizados em duas sessões, com intervalo de 48 horas entre eles. A cor (espectrofotômetro) e a composição mineral (espectroscopia Raman) do dente foram medidas antes e após os procedimentos de clareamento. As alterações de cor foram calculadas por ΔEab e ΔE00, e o índice de clareamento foi calculado nos dois tempos de avaliação. A rugosidade da superfície das amostras branqueadas foi medida por microscópio de força atômica. Os dados foram analisados por ANOVA One way ou ANOVA two way de medidas repetidas seguida pelo teste de Tukey (α = 0,05). Os menores valores de alterações de cor (medidos por WI, ΔEab ou ΔE00) foram observados para luz violeta e ozônio usados na ausência de peróxido de hidrogênio. A luz violeta associada ao peróxido de hidrogênio não foi capaz de melhorar as alterações de cor observadas apenas para o peróxido, mas a combinação de ozônio e peróxido de hidrogênio produz as maiores alterações de cor. Independentemente do protocolo de clareamento, o esmalte branqueado apresentou maiores teores de PO4 e CO3-2 do que os observados na linha de base. Não foi observada diferença significativa entre os protocolos de branqueamento testados em relação à rugosidade da superfície do esmalte branqueado. É possível concluir que a luz violeta ou o ozônio tiveram efeitos reduzidos na mudança de cor do esmalte quando usados sozinhos. A terapia com ozônio melhorou o efeito clareador de 35% de peróxido de hidrogênio. Todos os protocolos avaliados resultaram em modificações semelhantes na superfície do esmalte.
Abstract: The aim of this study was to assess the bleaching effect and physicochemical on enamel of a violet light and ozone, associate or not to hydrogen peroxide, compared to 35% hydrogen peroxide. Enameldentin blocks from human molars were randomly allocated to receive one of following bleaching protocols (n=15): 35% hydrogen peroxide, violet light, ozone, the association between hydrogen peroxide with ozone or violet light. All protocols were performed in two sessions with a 48h interval between them. Color (spectrophotometer) and mineral composition (Raman spectroscopy) of tooth were measured before and after the bleaching procedures. Color changes were calculated by ΔEab and ΔE00, and whitening index was calculated in both assessment times. Surface roughness of bleached specimens was measured by atomic force microscope. Data were analyzed by One-way ANOVA or two-way repeated measure ANOVA followed by Tukey’s test (α = 0.05). Lowest values of color changes (either measured by WI, ΔEab or ΔE00) were observed for violet light and ozone used in absence of hydrogen peroxide. Violet light associate to hydrogen peroxide was unable to improve the color changes observed for the peroxide alone but combining ozone and hydrogen peroxide yield the highest color changes. Irrespective of bleaching protocol, the bleached enamel presented higher contents of PO4 and CO3-2 than those observed at baseline. No significant difference was observed between the tested bleaching protocols regarding the surface roughness of bleached enamel. It is possible to conclude that either violet light or ozone had reduced effects on the enamel color change when used alone. Ozone therapy improved the bleaching effect of 35% hydrogen peroxide. All evaluated protocols resulted in similar modification on enamel surface.
Keywords: Clareamento
Peróxido de hidrogênio
Ozônio
Luz violeta
Estrutura morfológica
Bleaching
Hydrogen peroxide
Morphological structure
Ozone
Violet light
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Quote: TAVARES, Nayara Rodrigues Nascimento Oliveira. Color change and physicochemical properties of bleached enamel with hydrogen peroxide, violet light or ozone. 2019. 24 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2019.1365
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2019.1365
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27496
Date of defense: 29-Jul-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ColorChangePhysicochemical.pdf
  Until 2021-07-29
382.93 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.