Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26723
ORCID:  http://orcid.org/0000-0001-5998-0638
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Densidade de plantas no desenvolvimento e produtividade de fibra de algodão colorido
Alternate title (s): Plants density at development and yield of colored fiber cotton
Author: Souza, Gabriela Santana
First Advisor: Sousa, Larissa Barbosa
First member of the Committee: Mamede, Morgana Coelho
Second member of the Committee: Medeiros, Luiza Amaral
Summary: O algodoeiro herbáceo é uma oleaginosa que possui uma notável importância econômica no mundo e no Brasil pela sua produção de fibra natural, além de fornecer alimento animal e matéria prima (sementes) para a produção de óleo. A coloração da fibra é natural, e no decorrer das pesquisas que foram sendo desenvolvidas, adquirindo variedades de cores padrões de algodões coloridos. O objetivo deste trabalho foi avaliar as densidades de semeadura no desenvolvimento em relação ao tempo e na produtividade do algodão de fibra colorida. O experimento foi realizado a campo, em Uberlândia-MG, na Fazenda Experimental Capim Branco, pertencente a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), na área do Programa de Melhoramento Genético do Algodoeiro (PROMALG), na safra 2017/2018. Foi avaliado um genótipo de algodão de fibra colorida (UFU-16), nas densidades de 4, 8, 10, 12 e 14 plantas por metro. O experimento foi realizado em delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições. Os fatores considerados foram populações de (40.000; 80.000; 100.000; 120.000; 140.000; plantas por hectare). As unidades experimentais apresentaram 4 metros de largura, 5 metros de comprimento e 4 linhas espaçadas de 1 metro entre linhas, sendo as duas centrais caracterizadas como área útil. Os caracteres morfológicos e agronômicos avaliados foram: a) Teor de Clorofila a e b (TCA e TCB), b) Índice de área foliar (IAF), c) Altura da planta (AP), d) Diâmetro caulinar (DC), e) Número de botões florais (NB), f) Número de flores (NF), g) Número de Maçãs (NM), h) Número de capulhos (NC), i) Produtividade de algodão em caroço (PAC), j) Rendimento de pluma (RF). Os dados foram submetidos à análise de variância dos quadrados médios pelo teste de F. As comparações das médias foram realizadas utilizando o teste de Duncan e produtividade e rendimento pelo teste de Tukey, (p<0,05). No desenvolvimento do algodoeiro as densidade influenciaram de maneira semelhante as características avaliadas (AP), (DC), (TCA e TCB) e (IAF), obtendo-se o mesmo padrão estatístico de desenvolvimento entre as plantas avaliadas. Já as características (NB), (NF), (NM) e (NC) apresentaram diferenças estatísticas dentro de cada densidade. A densidade de 12.000 plantas ha-1 obteve a menor produção (PAC) e para (RF) os resultados foram semelhantes. Pelos resultados obtidos, as densidades de plantas influenciaram no desenvolvimento e nas características morfológicas do algodoeiro. As diferentes densidades interferiram nos valores de produtividade.
Keywords: Gossypium Hirsutum
Adensamento
Competição intraespecífica
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: SOUZA, Gabriela Santana de. Densidade de plantas no desenvolvimento e produtividade do algodão de fibra colorida. 2019. 24 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26723
Date of defense: 17-Jul-2019
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DensidadePlantasDesenvolvimento.pdfTCC616.37 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.