Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25560
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Embargado
Title: Análise comparativa das variáveis cardiorrespiratórias de paratletas halterofilistas
Author: Sousa, Amanda Aparecida Santo de
First Advisor: Carvalho, Eliane Maria de
Summary: Introdução: O Halterofilismo paralimpico é composto por pessoas com deficiência física que consiste em um movimento de supinaçao em decúbito dorsal, onde o paratleta deve elevar a barra com os braços estendidos e cotovelos travados e depois abaixar a barra até o peito e elevá-la para cima novamente. O teste ergoespirométrico é um teste amplamente usado tanto para diagnostico, prognostico e para acompanhamento da condição cardiorrespiratória de pessoas, também chamado de teste de esforço. Devido à escassez de literatura esse trabalho se propôs a avaliar os paratletas uma vez que não foi encontrado valores de referência para esta modalidade durante o teste ergoespirométrico. Objetivo: Avaliar o comportamento cardiorrespiratório de paratletas com a utilização do teste ergoespirométrico com o ergômetro de braço. Método: Foram analisados 27 paratletas, 11 paratletas da seleção de halterofilismo (GPS) e 16 paratletas da cidade de Uberlândia /MG (GPU) com um cicloergômetro de membros superiores (modelo EC4100), analisador de gases (QUARK CPET PFT ERGO com sensor de oxigênio paramagnético e máscara facial). O paratletas realizaram o teste ergoespirométrico, utilizando o protocolo de Cowan et al (2012) até a exaustão. Foi utilizada a escala de BORG para análise da fadiga muscular periférica, Borg dispneia, além de todas as outras variáveis cardiorrespiratórias. Foi aplicado Equações de Estimativas Generalizadas (GEE) em todas as variáveis no tempo inicial, final do teste, após desaceleração e cinco minutos após o teste. Resultados: O tempo de treinamento do GPS x GPU foi 8,73x 3,88 anos, respectivamente. O Borg MMSS foi diferente nos tempos (0,001) e nos grupos (0,011). O Borg dispneia foi diferente nos grupos (0,274) e semelhantes nos tempos (0,001). A FR foi diferente nos momentos (0,001) e nos grupos (0,001). A FC foi diferente nos momentos (0,001) e nos grupos (0,012). A SatO2 não apresentou diferença nos tempos (0,443) e nos grupos (0,965). A PAD também não apresentou diferença nos tempos (0,557) e nos grupos (0,649). A PAS apresentou diferença nos tempos (0,001), mas não apresentou nos grupos (0,262). O VO2 foi semelhante nos grupos (0,112). Conclusão: Concluímos que o comportamento cardiorrespiratório de paratletas com a utilização do teste ergoespirométrico apresentaram semelhanças em relação a SatO2, PAD, Borg dispneia e VO2 entre grupos. O GPS apresentou valores significantemente maiores de Borg MMSS, FR, FC entre os grupos e momentos, entretanto, com valores semelhantes de VO2.
Keywords: Teste de esforço
Atletas
Escalas
Fisioterapia
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: SOUSA. Amanda Aparecida Santo de. Análise comparativa das variáveis cardiorrespiratórias de dois grupos de paratletas halterofilistas. 2018. 16 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25560
Date of defense: 15-Jun-2018
Appears in Collections:TCC - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnáliseComparativaVariáveis.pdf
  Until 2020-06-15
321.99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.