Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25358
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFerreira, Nayara Cristina Tavares-
dc.date.accessioned2019-06-05T17:15:27Z-
dc.date.available2019-06-05T17:15:27Z-
dc.date.issued2018-12-03-
dc.identifier.citationFERREIRA, Nayara Cristina Tavares. O impacto das áreas irregulares na perspectiva da Saúde Ambiental: Uma Revisão Sistemática. 2018. 17 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Saúde Ambiental) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25358-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectOcupações irregularespt_BR
dc.subjectAssentamentospt_BR
dc.subjectFavelaspt_BR
dc.subjectSaúdept_BR
dc.subjectAmbientept_BR
dc.titleO impacto das áreas irregulares na perspectiva da Saúde Ambiental: Uma Revisão Sistemáticapt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.contributor.advisor1Pereira, Boscolli Barbosa-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7572289893292971pt_BR
dc.contributor.referee1Campos Júnior, Edimar Olegário de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2636895040414329pt_BR
dc.contributor.referee2Jesus, Eleonora Henriques Amorim de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/6085432100264922pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0228091415889407pt_BR
dc.description.degreenameTrabalho de Conclusão de Curso (Graduação)pt_BR
dc.description.resumoO objetivo desse artigo foi fazer um levantamento dos estudos sobre ocupações irregulares por meio de revisão sistemática a fim de compreender as relações entre os efeitos dessas ocupações e os impactos gerados na saúde do ambiente. Foram incluídos na pesquisa os artigos dos bancos de dados Medical Literature Analysis and Retrieval Sysrem Online (MEDLINE/PUBMED), E Scientific Eletronic Library Online (SciELO) que abordaram por meio de uma meio de uma pesquisa epidemiológica, a associação entre desfechos na saúde humana e o ambiente. Dos 852 artigos encontrados apenas 8 foram elegíveis segundo os critérios de inclusão pré determinados. Evidenciou-se que, 75% das ocupações irregulares se configuram como favelas, sendo que destas 50% apresentam-se concentradas no Rio de Janeiro - RJ, 12,5% em Dourados - MS, 12,5% na Baixada Santista - SP, 12,5% em Salvador – BA. Dos 25% restantes, 12,5% abordam assentamentos indígenas existentes no Amazonas e os outros 12,5% correspondem aos casos analisados em assentamentos no Rio de Janeiro – RJ não configurados como favelas. O presente estudo demonstra que as favelas são o principal foco de estudos sobre ocupações irregulares no Brasil, o que leva a necessidade de mais estudos sobre assentamentos indígenas, rurais e invasões para assim reavaliar as condições de moradia da população que ocupa terrenos frágeis proporcionando a recuperação destes através da criação e aplicação de políticas públicas sobre uso e ocupação do solo juntamente com planejamento habitacional sustentável a fim de mitigar os impactos gerados à saúde ambiental.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.courseGestão em Saúde Ambientalpt_BR
dc.sizeorduration17pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVApt_BR
Appears in Collections:TCC - Gestão em Saúde Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImpactoÁreasIrregulares.pdf676.46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.