Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24913
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorQuirós, Dannie Delanoy Carr-
dc.date.accessioned2019-04-18T15:21:36Z-
dc.date.available2019-04-18T15:21:36Z-
dc.date.issued2019-02-26-
dc.identifier.citationQUIRÓS, Dannie Delanoy Carr. Sustentabilidade, gerenciamento de resultados e decisões de investimento: um estudo no mercado de capitais brasileiro. 2019. 88 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.963pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24913-
dc.description.abstractThe literature points out that companies with better practices of corporate sustainability outperform their counterparts in several characteristics, such as better performance, lower risk, and greater transparency in the disclosure of information (Ameer & Othman, 2012; Eccles et al., 2014; Kantabutra, 2011; Khan, Serafeim, & Yoon, 2015; Lameira, Ness, Quelhas, & Pereira, 2013; Weber, 2017). The disclosure of sustainable practices by companies around the world has been associated with a greater level of transparency, especially in environmental and social aspects (Siew, 2015) and a way to measure this transparency is through the earnings management (Martinez, 2008). Earnings management, according to Schipper (1989), is a purposeful intervention in the process of presenting the financial data of firms with the intention of obtaining some private or personal gain. According to the literature, sustainable companies tend to do less earnings management (Kim, Park, & Wier, 2012). Considering these antecedents, the objectives of the paper are (a) to study the relationship between corporate sustainability and earnings management and (b) investigate the possible effects that the sustainability and transparency could have in the decision making of the investors when they allocate their capital in the stock market. To achieve the objective (a) there were developed tests and regressions in Brazilian open capital companies from the B3 for the period from 2010 to 2017. Additionally, to achieve objective (b) an experiment was developed throughout an anonymous opinion survey applied to university students with knowledge and/or experience in finances and/or investments. The result of the investigation related to objective (a) wasn´t any significant relationship between earnings management and corporate earnings. However, a significant relationship between earnings management size and ROA was found. The result of the investigation related to objective (b) indicate that sustainability and transparency do not affect the decision making of the investors. As the main limitations of the investigation stand out the disproportionality in the number of sustainable companies in the Brazilian stock market and the difficulty of treating respondents in a homogeneous way regarding to socio-demographic factors. For further investigations, it is suggested to relate other variables related to corporate sustainability as social responsibility or environmental impact to the analyses the issues previously exposed.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSustentabilidadept_BR
dc.subjectGerenciamento de Resultadospt_BR
dc.subjectTransparênciapt_BR
dc.subjectInvestimento em Açõespt_BR
dc.subjectMercado de Capitaispt_BR
dc.subjectAdministraçãopt_BR
dc.subjectInvestimentos de capitalpt_BR
dc.subjectSustainabilitypt_BR
dc.subjectEarnings Managementpt_BR
dc.subjectTransparencypt_BR
dc.subjectInvestment and Stock Marketpt_BR
dc.titleSustentabilidade, gerenciamento de resultados e decisões de investimento: um estudo no mercado de capitais brasileiropt_BR
dc.title.alternativeSustainability, earnings management and investment decisions: a study in the brazilian capital marketpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Peixoto, Fernanda Maciel-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5814414461245366pt_BR
dc.contributor.referee1Silva, Pablo Rogers-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6610862548889492pt_BR
dc.contributor.referee2Krauter , Elizabeth-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3273780334034777pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6802238730583841pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoA literatura aponta que as empresas com melhores práticas de sustentabilidade corporativa superam as suas contrapartes em diversas características, tais como melhor desempenho, menor risco e maior transparência na divulgação de informações (Ameer & Othman, 2012; Eccles, Ioannou, & Serafeim, 2014; Kantabutra, 2011; M. Khan, Serafeim, & Yoon, 2015; Lameira, Ness, Quelhas, & Pereira, 2013; Weber, 2017). A divulgação de práticas sustentáveis pelas empresas ao redor do mundo tem sido associada com um maior nível de transparência, principalmente nos aspectos ambientais e sociais (Siew, 2015). Uma forma de medir esta transparência é por meio do gerenciamento de resultados (Martinez, 2008). O gerenciamento de resultados, segundo Schipper (1989) é uma intervenção proposital no processo de apresentação dos dados financeiros das firmas, com a intenção de obter algum ganho privado. Segundo a literatura, as empresas sustentáveis tendem a gerenciar menos os seus resultados (Kim, Park, & Wier, 2012). Considerando estes antecedentes, os objetivos deste estudo são: (a) estudar qual é a relação entre a sustentabilidade empresarial e o gerenciamento de resultados e (b) investigar os possíveis efeitos que a sustentabilidade e a transparência podem ter sobre a tomada de decisão dos investidores no momento em que alocam seus recursos em renda variável (ações). Para atingir o objetivo (a) foram desenvolvidos testes e regressões para empresas brasileiras de capital aberto no período de 2010 a 2017. Por sua vez, no caso do objetivo (b) foi desenvolvido um experimento por meio de uma pesquisa de opinião anônima aplicada a estudantes universitários com conhecimento e/ou experiência em finanças e/ou investimentos. Os resultados da pesquisa em relação ao objetivo (a) foram que não há uma relação entre sustentabilidade e gerenciamento de resultados. Porém foi achada uma relação significante entre gerenciamento de resultados e tamanho da firma. Em relação ao objetivo (b) se constatou que a sustentabilidade e a transparência não influenciam a tomada de decisão de investimento. Como principais limitações da pesquisa se destacam a desproporcionalidade de empresas sustentáveis no mercado de capitais brasileiro e a dificuldade de tratar os respondentes de forma homogênea no que tange aos fatores sócio demográficos. Para trabalhos futuros, se sugere relacionar outras variáveis ligadas a sustentabilidade empresarial como responsabilidade social corporativa ou impacto ambiental na análise das questões anteriormente comentadas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Administraçãopt_BR
dc.sizeorduration88pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.963pt_BR
dc.crossref.doibatchidpublicado no crossref antes da rotina xml-
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SustentabilidadeGerenciamentoResultados.pdf1.76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.