Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24030
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Anomalias nas espigas e plantas de milho submetidas a diferentes combinações de produtos fitossanitários, adjuvantes e fertilizantes foliares, aplicados em V15 e R2
Author: Godoy, José Victor Moreira
First Advisor: Brito, Césio Humberto
First coorientator: Silva, Marina Freitas e
First member of the Committee: Miranda, Melissa Cristina de Carvalho
Summary: A aplicação de produtos químicos na cultura do milho é essencial para garantir altas produtividades, uma vez que vários fitopatógenos diminuem a área fotossintética das plantas. Porém, em 2007, nos Estados Unidos, uma anomalia referente a má formação de espiga de plantas de milho, denominada “espigas presas” alastrou por diversas lavouras quando as mesmas foram submetidas a aplicações de diferentes produtos químicos. Essa, que também afetou os campos brasileiros no ano agrícola 2017/2018. Visto isso, o objetivo deste trabalho foi reproduzir o fenômeno da anomalia em espigas e plantas de milho quando submetidas a combinações de diferentes produtos fitossanitários, adjuvantes e fertilizantes foliares em estádios fenológicos distintos. O experimento foi conduzido em Uberlândia – MG, durante a segunda safra de 2018. Foram realizados dois ensaios em campo, onde compreendeu duas diferentes épocas de aplicação, caracterizadas pelos estádios fenológicos V15 e R2. O delineamento experimental foi de blocos casualizados com oito tratamentos e sete repetições, sendo uma testemunha e os demais compostos por diferentes produtos fitossanitários, sendo eles: fungicida (triazol + estrobilurina + carboxamida), óleo mineral, inseticidas, adjuvante, óleo essencial de laranja e adubo foliar, na qual em um tratamento, dobrou-se a dose recomendada pelo fabricante dos produtos. Avaliou-se altura de planta, altura de inserção da espiga, porcentagem de espigas defeituosas, produtividade de grãos, peso de grãos por espiga e peso de mil grãos. Observou-se que quando os produtos químicos foram aplicados na primeira época de aplicação (V15), a porcentagem de espigas defeituosas foi maior no tratamento em que dobrou-se a dose dos produtos químicos, resultando em menores produtividades de grãos, peso de grãos por espiga e peso de mil grãos. Em relação a segunda época de aplicação (R2) não se observou diferenças de porcentagem de espigas defeituosas, sendo o acréscimo de adubo foliar responsável por garantir maiores produtividades, peso de grãos por espiga e peso de mil grãos. Para ambos as épocas de aplicação, o tratamento que dobrou a dose dos produtos, obteve menores alturas.
Abstract: The application of chemicals in maize is essential to ensure high yields, since several phytopathogens decrease the photosynthetic area of the plants. However, in 2007, in the United States, an anomaly related to the ear malformation of corn plants, called "arrested ears", spread through several crops when they were submitted to applications of different chemical products. This, which also affected the Brazilian fields in the agricultural year 2017/2018. Therefore, the objective of this work was to reproduce the phenomenon of anomaly in corn plants when submitted to combinations of different phytosanitary products, adjuvants and foliar fertilizers in different phenological stages. The experiment was conducted in Uberlândia - MG, during the second harvest of 2018. Two field trials were carried out, comprising two different application times, characterized by the phenological stages V15 and R2. The experimental design was a randomized block with eight treatments and seven replicates. One control and the other composed of different phytosanitary products were: fungicide (triazole + strobilurin + carboxamide), mineral oil, insecticides, adjuvant, orange essential oil and foliar fertilizer, in which in a treatment, the dose recommended by the manufacturer of the products was doubled. Plant height, ear insertion height, percentage of faulty ears, grain yield, grain weight per ear and weight of one thousand grains were evaluated. It was observed that when the chemicals were applied in the first application period (V15), the percentage of defective ears was higher in the treatment in which the dose of the chemical was doubled, resulting in lower grain yields, ear and weight of a thousand grains. In relation to the second application period (R2), no differences were observed in the percentage of defective ears, with the addition of leaf fertilizer responsible for higher yields, grain weight per ear and weight of one thousand grains. For both times of application, treatment that doubled the dose of products, obtained lower heights.
Keywords: Zea mays L
Controle químico
Fitotoxidade
Épocas de aplicação
Chemical control
Phytotoxicity
Times of application
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: GODOY, José Victor Moreira. Anomalias nas espigas e plantas de milho submetidas a diferentes combinações de produtos fitossanitários, adjuvantes e fertilizantes foliares, aplicados em V15 e R2. 2018. 23 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24030
Date of defense: 27-Dec-2018
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnomaliaEspigaMilho.pdf1.61 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.