Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22965
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Controle de doenças em soja com diferentes manejos e momentos de aplicação de fungicidas baseados no índice de área foliar
Alternate title (s): Control of soybean diseases with different management and application times of fungicides based on leaf area index
Author: Nascimento, Fábio Gomes
First Advisor: Cunha, João Paulo Arantes Rodrigues da
First member of the Committee: Lima, Alison Talis Martins
Second member of the Committee: Pereira, Igor Souza
Third member of the Committee: Decaro Júnior, Sérgio Tadeu
Summary: As perdas anuais causadas por doenças na cultura da soja são estimadas em cerca de 15% a 20%, por afetarem diretamente o índice de área foliar (IAF) das plantas, principal componente da produção, devido à realização da fotossíntese. A menor sensibilidade dos patógenos aos fungicidas sítio-específicos altera de maneira significativa o manejo adotado nas lavouras do país, dessa forma, o objetivo deste trabalho foi propor nova metodologia de recomendação para início das aplicações de fungicidas, baseada no índice de área foliar da cultura e um sistema de manejo mais eficiente. O trabalho foi conduzido em duas localidades dentro do munícipio de Uberlândia-MG, em delineamento de blocos casualizados com quatro repetições, em esquema fatorial triplo com adicional, 4x2x2+1, sendo quatro índices de área foliar (IAF) para início das aplicações dos fungicidas (0,9; 1,8; 3,6 e 6,1), dois volumes de calda (70 e 120 L ha-1), presença ou não de fungicida multissítio (mancozeb – 1.125 g i.a. ha-1) e um tratamento adicional correspondente à testemunha, sem aplicação. Calculou-se o IAF ao longo do desenvolvimento da cultura para início das aplicações, ao todo foram realizadas três aplicações de fungicidas para cada tratamento; seis avaliações de severidade de cada doença (ferrugem-asiática, oídio-da-soja e mancha-parda) e uma avaliação de deposição de calda nas partes inferior e superior da cultura em cada IAF estudado. Ao final do ciclo da cultura calculou-se a área abaixo da curva de progresso das doenças e a produtividade da cultura. Os resultados obtidos para deposição de calda mostraram que para os IAF de 1,8 e 3,6 não houve diferenças entre os tipos de manejos adotados para os dois terços estudados, embora a tendência tenha sido de menor deposição no terço inferior com o maior desenvolvimento da cultura. No controle de doenças, todos os tratamentos diferiram estatisticamente da testemunha nas duas áreas conduzidas, com destaque para os tratamentos com mancozeb e volume de calda de 120 L ha-1, que apresentaram melhores controles das doenças, que por sua vez requereram o IAF mais adequado, oídio-da-soja e mancha-parda (0,9); e ferrugem-asiática (3,6), para as três aplicações de fungicidas no intervalo de 14 dias. Os melhores rendimentos foram obtidos quando as aplicações foram iniciadas com IAF de 3,6 para os dois volumes de calda e na presença ou não de mancozeb. Pode-se concluir que para três aplicações de fungicidas, a melhor relação entre controle e rendimento deu-se com aplicações iniciadas com IAF próximo de 3,6 na presença de mancozeb para os dois volumes de calda (70 e 120 L ha-1).
Abstract: The annual losses caused by diseases in the soybean crop are estimated in around 15% to 20%, as they directly affect the leaf area index (LAI) of the plants, the main component of the production due to photosynthesis. The lower sensitivity of the pathogens to the site-specific fungicides significantly alters the management adopted in the country’s crops, thus, the objective of this work was to propose a new recommendation methodology for the beginning of fungicide applications, based on the leaf area index of the crop and a more efficient management system. The work was conducted in two locations within the municipality of Uberlândia-MG, in a randomized complete block with four replications, in a triple factorial scheme with additional, 4x2x2+1, beign four leaf area indexes (LAI) for the beginning of fungicide applications (0.9; 1.8; 3,8 and 6.1), two sprays volumes (70 and 120 L ha-1), presence or absence of multisite fungicide (mancozeb - 1,125 g ai ha-1) and one additional treatment corresponding to the control, without any application. The LAI was calculated during the development of the culture for the beginning of the applications, in total three fungicide applications were carried out for each treatment; six severity assessments of each disease (Asian rust, soybean powdery mildew and brown spot) and an evaluation of the deposition of spray in the lower and upper parts of the culture in each LAI studied. At the end of the crop cycle the area under the disease progress curve and crop productivity were calculated. The results obtained for the deposition of spray showed that for the LAIs of 1,8 and 3,6 there were no differences between the types of managements adopted for the two thirds studied, although the trend was of lower deposition in the lower third with the greater development of culture. In the control of diseases, all the treatments differed statistically from the control in the two areas, with emphasis on treatments with mancozeb and application volume of 120 L ha-1, which presented better controls of the diseases, which in turn required the most appropriate LAI, soybean powder and brown spot (0.9); and Asian rust (3,6), for the three applications of fungicides in the 14-day interval. The best yields were obtained when the applications were started with LAI of 3.6 for the two applications volumes and in the presence or not of mancozeb. It can be concluded that for three applications of fungicides, the best relationship between control and yield was obtained with applications starting with LAI close to 3.6 in the presence of mancozeb for the two applications volumes (70 and 120 L ha-1).
Keywords: Proteção de Plantas
Glycine max
Controle de Doenças
Fungicidas
Volume de Calda
Plant Protection
Disease Control
Fungicides
Application Volume
Agronomia
Soja - Doenças e pragas - Controle
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Quote: NASCIMENTO, Fábio Gomes. Controle de doenças em soja com diferentes manejos e momentos de aplicação de fungicidas baseados no índice de área foliar. 2018. 31 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.829.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.829
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22965
Date of defense: 1-Oct-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ControleDoençasSoja.pdf1.62 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.