Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22059
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Apomixia como estratégia reprodutiva em Microlicia D. Don (Microlicieae, Melastomataceae)
Alternate title (s): Apomixia em Microlicia
Apomixis as a reproductive strategy in Microlicia D. Don (Microlicieae, Melastomataceae)
Author: Viana, Matheus Lacerda
First Advisor: Oliveira, Paulo Eugênio Alves Macedo de
First coorientator: Caetano, Ana Paula de Souza
First member of the Committee: Cortez, Priscila Andressa
Second member of the Committee: Mendes-Rodrigues, Clesnan
Summary: Apomixia, reprodução assexuada a partir de sementes, é considerada como uma alternativa reprodutiva para muitas angiospermas. Em Melastomataceae, este modo de reprodução tem sido esclarecido em Miconieae, embora seja reportado em outras tribos, como Microlicieae. Assim, este estudo utilizou três espécies de Microlicia D. Don como modelo, Microlicia fasciculata Mart. ex Naudin, Microlicia polystemma Naudin e Microlicia sp. nov. a fim de (i) verificar a ocorrência de apomixia nas espécies estudadas; (ii) verificar se este modo de reprodução leva a formação de sementes poliembriônicas; (iii) investigar se as espécies apomíticas apresentam alterações durante o desenvolvimento dos grãos de pólen, com consequente esterilidade polínica, e (iv) averiguar se a apomixia pode ocorrer em paralelo ao processo sexuado no grupo. Para tal, realizamos um teste para detecção de apomixia autônoma, outro para verificar a presença de poliembrionia, análise de inviabilidade polínica, análise de crescimento de tubos polínicos e estudo da esporogênese e gametogênese por meio de técnicas utilizadas em estudos anatômicos. As três espécies são apomíticas autônomas e apresentam sementes poliembriônicas. A inviabilidade polínica foi alta em M. fasciculata e M. polystemma e total em M. sp. nov, decorrente de anormalidades meióticas, mitose simétrica e atraso no desenvolvimento dos grãos de pólen. A pequena formação de grãos de pólen viáveis e possível ocorrência de polinização natural em M. fasciculata e M. polystemma permite que haja eventos de reprodução sexuada, caracterizando-as como apomíticas facultativas. Em M. sp. nov., a completa esterilidade polínica e ausência de indícios de polinização natural indicam apomixia obrigatória. Apesar de apomíticas, todas as espécies retêm etapas de desenvolvimento que levou a formação de sacos embrionários reduzidos. A independência de polinizadores para formação de frutos, reprodução uniparental e sementes poliembriônicas com embriões de diferentes origens, pode conferir a tais táxons flexibilidade reprodutiva e diversidade genética.
Abstract: Apomixis, asexual reproduction through seeds, is considered as a reproductive alternative for many angiosperms. In Melastomataceae, this mode of reproduction has been elucidated in Miconieae, although it is reported in other tribes, such as Microlicieae. Thus, this study used three species of Microlicia D. Don as model, Microlicia fasciculata Mart. ex Naudin, Microlicia polystemma Naudin and Microlicia sp. nov. in order to (i) verify the occurrence of apomixis in the studied species; (ii) verify if this mode of reproduction leads to the formation of polyembryonic seeds; (iii) investigate whether the apomic species present alterations during pollen grain development, with consequent pollen sterility, and (iv) investigate whether apomixis can occur in parallel to sexual process in the studied species. For this, we performed a test to detect autonomic apomixis, other to verify the presence of polyembryony, pollen viability analysis, pollen tubes growth analysis and the study of sporogenesis and gametogenesis by techniques used in anatomical studies. The three species were autonomous apomictic and presented polyembryonic seeds. The percentage of inviable pollen grains was high in M. fasciculata and M. polystemma, and total in M. sp. nov., due to meiotic abnormalities, symmetric mitosis and to the delay in the pollen development. The small formation of viable pollen grains and possible occurrence of natural pollination in M. fasciculata and M. polystemma allows sexual reproduction events, characterizing them as facultative apomictics. In M. sp. nov., the complete pollen sterility and the absence of evidence of natural pollination indicate obligatory apomixis. Although apomictic, all species retain stages of development that led to the formation of reduced embryo sacs. The independence of pollinators for fruit set, unipariental reproduction and polyembryonic seeds with embryos of different origins, can confer to these taxa reproductive flexibility and genetic diversity.
Keywords: anormalidades meióticas
abnormal meiosis
apomixia autônoma
autonomous apomixis
apomixia facultativa
facultative apomixis
apomixia obrigatória
obligate apomixis
inviabilidade polínica
pollen inviability
poliembrionia
polyembryony
mitose simétrica
symmetrical mitosis
botânica
botany
angiosperma
angiosperm
reprodução
reproduction
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA::MORFOLOGIA VEGETAL::ANATOMIA VEGETAL
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA APLICADA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal
Quote: Viana, Matheus Lacerda. Apomixia como estratégia reprodutiva em Microlicia D. Don (Microlicieae, Melastomataceae) - Uberlândia. 2018. 62 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.724
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22059
Date of defense: 26-Feb-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ApomixiaEstratégiaReprodutiva.pdfDissertação25.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.