Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21447
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Fenologia, visitantes florais e sucesso reprodutivo de Struthanthus polyanthus Mart. (Loranthaceae) em três diferentes hospedeiros em uma área de cerrado
Alternate title (s): Phenology, floral visitors and reproductive success of Struthanthus polyanthus Mart. (Loranthaceae) in three different hosts in a cerrado area
Author: Galdiano, Melina Santos
First Advisor: Silingardi, Helena Maura Torezan
First member of the Committee: Moreira, Vanessa Stefani Sul
Second member of the Committee: Lange, Denise
Summary: Dentre uma gama de interações ecológicas entre diferentes seres vivos, está o parasitismo. Algumas angiospermas, ao longo de sua evolução, tornaram-se parasitas de outras plantas, chamadas de hospedeiras. As plantas hemiparasitas penetram nos tecidos de suas hospedeiras através de haustórios, estruturas especiais que retiram água e nutrientes minerais do xilema da hospedeira para beneficiar sua sobrevivência. Alguns estudos têm mostrado que a performance da parasita pode variar entre as espécies hospedeiras, isto é, dependendo do hospedeiro em que a parasita se instala, esta pode ter uma produção maior ou menor de folhas, flores e frutos, por exemplo. Assim, a presente dissertação buscou investigar uma planta hemiparasita e dioica, Struthanthus polyanthus Mart. (Loranthaceae), quanto à fenologia, visitantes florais e sucesso reprodutivo, em três diferentes hospedeiros em uma área de cerrado na Reserva Ecológica do Clube Caça e Pesca Itororó de Uberlândia, estado de Minas Gerais, Brasil. A área possui fitofisionomia de cerrado sentido restrito e muitos exemplares das seguintes espécies hospedeiras: Cabralea canjerana polytricha (Meliaceae), Pouteria ramiflora (Sapotaceae) e Plathymenia reticulata (Fabaceae). As principais hipóteses levantadas foram: a) que a espécie hospedeira pode influenciar a intensidade da florada, mas não a época dos eventos fenológicos; e b) que existe variação dos visitantes florais, da frutificação e da qualidade nutricional foliar de S. polyanthus entre os diferentes hospedeiros. Os resultados demonstrados no Capítulo 1 comprovam que a espécie hospedeira pode influenciar a fenologia reprodutiva, mas não a fenologia vegetativa de S. polyanthus. Apesar de haver uma sincronia no período de floração para indivíduos estaminados e pistilados de S. polyanthus nos três hospedeiros, a produção de botões, flores e frutos foi influenciada, principalmente, pela espécie hospedeira. O início e fim dos eventos fenológicos dos indivíduos de S. polyanthus não variaram em função das hospedeiras, o que reforça a ideia de que a fenologia das espécies de cerrado segue um padrão definido mais intensamente por fatores abióticos, com grande influência da sazonalidade. No Capítulo 2, foi visto que houve diferença na quantidade de nutrientes foliares, na quantidade de grãos de pólen e na riqueza e abundância dos visitantes florais de S. polyanthus em cada hospedeiro, com influência sobre a frutificação final. Os maiores valores foram encontrados sobre o hospedeiro P. ramiflora. Os visitantes mais frequentes e com maior força de interação foram Apis mellifera, Trigona spinipes e Augochloropsis sp.1, sendo estes considerados polinizadores efetivos. Esse estudo é o primeiro a analisar a fenologia reprodutiva e vegetativa de S. polyanthus, bem como os visitantes florais e o sucesso reprodutivo dessa espécie hemiparasita, condicionado pela espécie hospedeira. Pode-se concluir, portanto, que diferentes fatores, sejam eles abióticos ou bióticos, influenciam direta e indiretamente a performance de S. polyanthus e que estudos como esse, analisando sistemas tritróficos, devem ser feitos para um melhor entendimento dos processos que estruturam e moldam o ecossistema.
Abstract: Among a range of ecological interactions between different organisms, there is the parasitism. Some angiosperms, throughout their evolution, became parasites of other plants, called hosts. Hemiparasitic plants penetrate the host tissues through haustories, special structures that extract water and nutrients from xylem for their survival. Some studies have shown that the performance of parasitic plant can vary among host species, i.e., depending on the host in which the parasite is installed, it may have a higher or lower leaf, flower and fruit production, for example. Thus, the present study sought to investigate a dioecious and hemiparasitic plant, Struthanthus polyanthus Mart. (Loranthaceae), regarding the phenology, floral visitors and reproductive success, in three different hosts in a cerrado area of the Reserva Ecológica do Clube Caça e Pesca Itororó de Uberlândia, in Uberlândia city, Minas Gerais state, Brazil. The area has a cerrado sensu stricto phytophysiognomy and many species of the following host species: Cabralea canjerana polytricha (Meliaceae), Pouteria ramiflora (Sapotaceae) and Plathymenia reticulata (Fabaceae). The main hypotheses were: a) host species can influence the flowering intensity, but not the time of phenological events; and b) there is variation of floral visitors, fruit set and foliar nutritional quality of S. polyanthus among the different hosts. The results demonstrated in Chapter 1 show that the host species may influence the reproductive phenology, but not the vegetative phenology. Although there is a synchrony in the flowering period for male and female individuals of S.polyanthus, in all hosts, the production of buds, flowers and fruits is mainly influenced by the host species. Furthermore, the beginning and ending of phenological events of S. polyanthus did not vary according to the host, which reinforces the idea that the phenology of Cerrado species follows a pattern defined more intensely by abiotic factors, with great influence of seasonality. In Chapter 2, it was observed that there was a difference among the amount of foliar nutrients, the amount of pollen grains and in the richness and abundance of floral visitors of S. polyanthus in each host, with influence in the fruit set. The highest values were found on P. ramiflora. The most frequent visitors and with greater interaction strength were Apis mellifera, Trigona spinipes and Augochloropsis sp.1, being these considered effective pollinators. This study is the first to analyze the reproductive and vegetative phenology of S. polyanthus, as well as the floral visitors and the reproductive success of this hemiparasitic species, conditioned by the host species. It can be concluded, therefore, that different factors, whether abiotic or biotic, influence directly and indirectly the performance of S. polyanthus and that studies like this, analyzing tritophic systems, must be made for a better understanding of the processes that structure and shape the ecosystem.
Keywords: Parasitismo
Hemiparasita
Interação inseto-planta
Erva-de-passarinho
Ecologia
Relação inseto-planta
Lorantácea
Parasitism
Hemiparasite
Insect-plant interaction
Mistletoes
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Quote: GALDIANO, M. S. Fenologia, visitantes florais e sucesso reprodutivo de Struthanthus polyanthus Mart. (Loranthaceae) em três diferentes hospedeiros em uma área de cerrado. 2017. 76f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.43
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21447
Date of defense: 22-Feb-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FenologiaVisitantesFlorais.pdfDissertação1.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.