Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21171
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Implicações Ósseas na Sepse Sistêmica Aguda: Uma análise química e estrutural
Alternate title (s): Acute Systemic Sepsis Bone Implications: A chemical and structural analysis
Author: Aguiar, Emília Maria Gomes
First Advisor: Sabino-Silva, Robinson
First member of the Committee: Soares, Priscilla Barbosa Ferreira
Second member of the Committee: Okamoto, Roberta
Summary: A sepse é uma resposta inflamatória do hospedeiro à uma infecção, associada a alta mortalidade, causada por danos em múltiplos órgãos, associados a alterações na calcemia. Já se sabe que as doenças inflamatórias afetam a saúde do tecido ósseo, no entanto, o efeito da sepse sistêmica aguda no tecido ósseo ainda não está bem elucidado. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da sepse sistêmica aguda na atividade dos osteoclastos, nas propriedades mecânicas e estruturais do osso, na composição óssea e na rugosidade superficial da tíbia. Os animais foram aleatoriamente divididos em grupo SHAM (passaram pelo procedimento cirúrgico mas não tiveram a sepse induzida) e CLP (tiveram a sepse induzida pelo método de ligação e perfuração cecal (CLP) e vinte e quatro horas após a cirurgia, os animais foram eutanasiados e as tíbias removidas. Os dados foram analisados pelo teste paramétrico t-Student e não paramétrico de Mann-Whitney com um nível de significância de 5%. Não foram observadas diferenças significativas no conteúdo mineral da tíbia entre os ratos SHAM e CLP. A sepse induziu o aumento (p <0,05) no conteúdo de amida II, amida III e colágeno, que contribuiu para reduzir (p <0,05) o grau de mineralização total (relação entre total de matriz orgânica/total de matriz mineral) na tíbia de CLP em comparação com ratos SHAM. Os ratos CLP também apresentaram valores mais elevados de fenilalanina (62%, p <0,05) em comparação com ratos SHAM. Além disso, a sepse levou ao aumento da expressão de osteoclastos na tíbia cortical associada à redução da rugosidade superficial da tíbia. Em conjunto, mostramos que a sepse aguda promove a redução da rugosidade nanométrica associada à atividade aumentada de osteoclastos, sugerindo potencial efeito ósseo na concentração plasmática de cálcio na sepse. Finalmente, nosso estudo desvenda novos efeitos da sepse aguda na composição óssea e sugere que os pacientes acometidos pela sepse correm risco de danos ósseos.
Abstract: Sepsis is a host inflammatory response to infection associated with high mortality that is caused by multiple organs damages associated with changes in calcemia. It is already known that inflammatory diseases impact on the health of the bone tissue, however, the effect of systemic sepsis on bone tissue has not yet been well elucidated. The aim of this study was to investigate the effect of sepsis on osteoclast activity, bone mechanical, bone composition and surface roughness of cortical tibia. The animals were randomly divided into SHAM (passed by the surgical procedure but did not have sepsis induced) and CLP (underwent cecal ligation and puncture procedure) and twenty-four hours after surgery, animals were anesthetized to remove tibia. Data were analyzed by non-paired student t-test and Mann-Whitney non-parametric test with a significant level of 5%. No significant differences in mineral compartments of the cortical tibia could be observed between SHAM and CLP rats. Sepsis induced (p < 0.05) increase in amide II, amide III and collagen, which contributes to reduce (p < 0.05) total mineralization degree (total mineral-to-total matrix ratio) in tibia of CLP compared with SHAM rats. CLP rats also showed higher values of phenylalanine (62%, p <0.05) as compared with SHAM rats. Besides, sepsis led to increased expression of osteoclasts on cortical tibia associated with reduction in surface roughness of cortical tibia. In summary, we showed that acute sepsis promotes reduction in nanometric rugosity associated with increased osteoclasts activity, suggesting a potential bone effect in plasma calcium concentration in sepsis. Finally, our study unravels new effects of acute sepsis on bone composition and suggests that septic patients are at risk of bone damage.
Keywords: Biomecânica
Biomechanics
Osso
Bone
Sepse
Sepsis
Rugosidade nanométrica
Surface roughness
Osteoclastos
Osteoclasts
Odontologia
Osteoclastos
Biomecânica
Ossos
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Quote: AGUIAR, Emília Maria Gomes. Implicações Ósseas na Sepse Sistêmica Aguda: Uma análise química e estrutural - Uberlândia. 2018. 45 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.702
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21171
Date of defense: 27-Feb-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImplicaçoesOsseasSepse.pdfDissertação5.23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.