Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21162
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorClaudio, Renato Hugues Atique-
dc.date.accessioned2018-04-16T20:11:36Z-
dc.date.available2018-04-16T20:11:36Z-
dc.date.issued2017-09-13-
dc.identifier.citationCLAUDIO, Renato Hugues Atique. Influência da marcação com nanquim sobre a identificação de linfonodos em pacientes com câncer de reto operados - 2017. 66 p. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21162-
dc.description.abstractINTRODUCTION: The prognosis and treatment of colorectal cancer are based on anatomopathological analysis, particularly on lymph node evaluation. The number of lymph nodes identified depends of the of the surgery team' efficiency and the pathologist's commitment. Tattooing tumor with India ink in colonoscopy facilitate the identification of the lesion site by the surgeon. However, besides marking the tumor site, India ink tattooing also seems to mark lymph nodes, which may make their identification easier by the surgeon and pathologist. OBJECTIVE: To evaluate whether tumor tattooing results in an increase in the number of lymph nodes analyzed. METHOD: 22 patients with rectal cancer submitted to surgery after neoadjuvant chemoradiotherapy were studied. The patients were randomly assigned to either of two groups: a) India ink tattooing b) no-tattooing RESULTS: The India ink tattooing group presented an average of 8.18 lymph nodes, with a mean of 0.72 positive results and mean distance of the tumor from the anus verge of 6.27 cm. The control group presented an average of 5.54 lymph nodes per patient, with a mean of 1.6 positive results, and a mean distance of the tumor from the anus verge of 5.09 cm. More lymph nodes were identified in the India ink tattooing group, however, without any statistical difference. CONCLUSION: India ink tattooing after neoadjuvant therapy does not contribute to increase the number of lymph nodes identified in patients with rectal tumor.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCiências Médicaspt_BR
dc.subjectReto - Câncerpt_BR
dc.subjectLinfonodospt_BR
dc.subjectEstadiamento de Neoplasiaspt_BR
dc.subjectCâncer Colorretalpt_BR
dc.subjectEstadiamentopt_BR
dc.subjectMarcação com Nanquimpt_BR
dc.subjectColorectal cancerpt_BR
dc.subjectLimpho nodespt_BR
dc.subjectStagingpt_BR
dc.subjectTattooingpt_BR
dc.titleInfluência da marcação com nanquim sobre a identificação de linfonodos em pacientes com câncer de reto operadospt_BR
dc.title.alternativeInfluence of marking with nanquim on the identification of lymph nodes in patients with rectal cancerpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor1Diogo Filho, Augusto-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767726U6pt_BR
dc.contributor.referee1Bóscollo, Adriana Cartafina Perez-
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794214Z6pt_BR
dc.contributor.referee2Feres, Omar-
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727581D1pt_BR
dc.contributor.referee3Araújo, Rosângela Martins de-
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798682H3pt_BR
dc.contributor.referee4Silva, Arnaldo Moreira da-
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794560Y8pt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4486414Z9pt_BR
dc.description.degreenameTese (Doutorado)pt_BR
dc.description.resumoINTRODUÇÃO: o prognóstico e o tratamento dos pacientes com câncer colorretal são baseados na análise anatomopatológica, destacando-se a análise dos linfonodos. O número de linfonodos identificados depende da eficiência da equipe cirúrgica e do empenho do patologista. A marcação dos tumores com nanquim por colonoscopia é utilizada com a finalidade de facilitar a identificação do local da lesão pelo cirurgião. No entanto, além de marcar o local do tumor, a marcação com nanquim parece corar os linfonodos, o que poderia facilitar sua identificação pelo cirurgião e pelo patologista. OBJETIVO: avaliar se a marcação do tumor leva ao aumento do número de linfonodos dissecados. CASUÍSTICA E MÉTODO: foram estudados 22 pacientes com câncer de reto operados após tratamento neoadjuvante com rádio e quimioterapia. Foram distribuídos aleatoriamente em 2 grupos: I- marcação com nanquim; IInão submetidos à marcação. RESULTADOS: no grupo marcado, foram identificados em média 8,18 linfonodos por paciente, com 0,72 positivos e distância média do tumor à borda anal foi de 6,27 cm. No grupo não marcado, foram identificados em média 5,54 linfonodos, com 1,6 positivos e com distância da borda anal de 5,09 cm. O grupo marcado apresentou mais linfonodos identificados, mas sem diferença estatística. CONCLUSÃO: a marcação com nanquim, após a neoadjuvância, não aumenta o número de linfonodos identificados em pacientes com tumores de reto.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ciências da Saúdept_BR
dc.sizeorduration66pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINApt_BR
Appears in Collections:TESE - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfluenciaMarcacaoNanquim.pdfTese1.65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.