Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21127
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Prevalência de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em estudantes universitários após um ano de curso
Alternate title (s): Prevalence of risck factors for noncommunicable diseases in university students one year after admission
Prevalencia de factores de riesgo para enfermedades crónicas no transmisibles en universitarios después de un año de curso
Author: Lopes, Patrícia das Dôres
First Advisor: Calábria, Luciana Karen
First member of the Committee: Cau, Stêfany Bruno de Assis
Second member of the Committee: Faria, Lina Rodrigues de
Third member of the Committee: Alves, Waneska Alexandra
Summary: Objetivo: Comparar as prevalências dos fatores de risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) em estudantes universitários no ingresso na universidade e após um ano de curso . Métodos: Estudo epidemiológico observacional de delineamento longitudinal prospectivorealizado com 47 universitários, de ambos os sexos, ingressantes no curso de Ciências Biológicas em 2015. Foi aplicado questionário semiestruturado autorresponsivo com questões sobre dados sociodemográficos, hábitos de vida, fatores de risco, e aspectos clínicos de diabetes mellitus (DM), hipertensão arterial sistêmica (HAS) e obesidade. Foram coletados amostra de sangue para análise do perfil bioquímico, medidas antropométricas e de pressão arterial, e dados sobre qualidade do sono. Resultados: No decorrer de um ano, houve um aumento na prevalência de prática de atividade física em 9% dos universitários, refletindo na melhora da pressão arterial ótima em 43%, do HDL ótimo em 44% e da boa qualidade do sono em 31% dos estudantes. Além disso diminuiu a frequência de estresse em 4%, de humor deprimido em 6% e de ansiedade em 15%. Também se percebeu diminuição na circunferência da cintura aumentada e substancialmente aumentada em 6,4% cada e diminuição da relação cintura/quadril em 21,2% dos estudantes. Em contrapartida, aumentaram a prevalência de pré-obesos (6,4%), o uso de bebidas alcoólicas (6%), de tabaco (11%) e de drogas ilícitas (8%). O histórico familiar também aumentou 5% para DM, 11% para HAS e 2% para obesidade. A frequência de alimentação não saudável permaneceu inalterada. Conclusão: A melhora na prevalência de alguns fatores de risco pode ser decorrente das atividades de ensino e extensão desenvolvidas com estes universitários alertando sobre a importância de bons hábitos de vida na prevenção de DCNT. Porém, esta população ainda permanece como grupo de risco e seu acompanhamento continua sendo necessário no intuito de melhorar cada vez mais a qualidade de vida desses jovens.
Keywords: Qualidade de vida
Quality of life
Hipertensão
Obesidade
Hypertension
Obesity
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: LOPES, Patrícia das Dôres. Prevalência de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em estudantes universitários após um ano de curso. 2017. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21127
Date of defense: 21-Feb-2017
Appears in Collections:TCC - Ciências Biológicas (Ituiutaba)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PrevalênciaFatoresRisco.pdfTCC1.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.